Nada acontece por acaso: uma história sobre a interface entre Estratégia e Processos de Negócio Outros Idiomas

ID:
34757
Periódico:
Resumo:
A Chuveletro é uma empresa industrial fundada em 1980 que produz chuveiros residenciais e possui monopólio na venda para lojas de materiais elétricos na sua região de atuação. Desde a entrada da Eletroveiro, a Chuveletro tem observado significativa perda de mercado, e providências precisam ser tomadas para a empresa manter a sua sustentabilidade. O objetivo deste caso é propor análises e reflexões e relações entre os temas de planejamento e estratégia, inteligência competitiva, mudança organizacional, gestão do conhecimento, valor para o cliente e melhoria de processos internos da empresa, numa análise generalista. A utilização deste caso é indicada para disciplinas de Processos de Negócio e Gestão Estratégica em cursos de graduação.
Citação ABNT:
PANIZZON, M.; ROESCH, S. M. A.; OLEA, P. M.; MILAN, G. S. Nada acontece por acaso: uma história sobre a interface entre Estratégia e Processos de Negócio. Revista Alcance, v. 21, n. 3, p. 563-579, 2014.
Citação APA:
Panizzon, M., Roesch, S. M. A., Olea, P. M., & Milan, G. S. (2014). Nada acontece por acaso: uma história sobre a interface entre Estratégia e Processos de Negócio. Revista Alcance, 21(3), 563-579.
DOI:
alcance.v21n3.p563-579
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/34757/nada-acontece-por-acaso--uma-historia-sobre-a-interface-entre-estrategia-e-processos-de-negocio/i/pt-br
Tipo de documento:
Caso de Ensino
Idioma:
Português
Referências:
BALESTRIN, A; VARGAS, L. Redes horizontais de cooperação como estrutura favorável ao desenvolvimento das PMEs. Anais do XXVII Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação em Administração. Aritbaia/SP, setembro de 2003.

DOZ, Y. L.; HAMEL, G. A Vantagem das Alianças: A Arte de Criar Valor Através de Parcerias. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2000.

ERSKINE, J. A.; LEENDERS, M. R. Learning with cases. Research and Publications Division, School of Business administration. The University of Western Ontario, London, Ontario, Canada, 1997.

ESTON, J.; NELIS, Johan. Business process management: practical guidelines to successful implementations. 2. ed. Amsterdam: Elsevier, 2008. 39, 469 p.

FLEURY, M.; JUNIOR, M. Aprendizagem e Gestão do Conhecimento. In: FLEURY, M. T. L. (Coord.). As pessoas na organização. São Paulo: Gente. 2002. p. 11-34.

GALVÃO, C.; MEDONÇA, M. Fazendo Acontecer na Qualidade Total: Análise e Melhoria de Processos. 1. ed. Rio de Janeiro, Qualitymark Ltda, 1997. 79p.

GOMES, E.; BRAGA, F. Inteligência competitiva: como transformar informação em um negócio lucrativo. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

GOULART, S.; ANGELONI, M. Implantação de metodologia de identificação e retenção do conhecimento crítico organizacional. Anais do KMBrasil. 2011. Disponível em http://www.sbgc.org.br/kmbrasil2011/anais/pdf/RT85.pdf

KLOTZLE, M. Alianças estratégicas: conceito e teoria. Rev. Adm. Contemp, v. 6, n. 1, p. 85-104, 2002.

MAXIMIANO, A. Teoria geral da administração: da revolução urbana à revolução digital. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2004. 521 p.

PORTER, M. E. Como as Forças Competitivas Moldam a Estratégia. In: MONTGOMERY, C. A.; PORTER, M. E. (Ed.). Estratégia: a busca da vantagem competitiva. Rio de Janeiro: Campus, 1998, p. 11-27.

WHITELEY, Richard C. A empresa totalmente voltada para o cliente. Rio de Janeiro: Campus, 2003.