Gerenciamento dos resíduos de demolição gerados nas obras de um edifício localizado na Zona Leste da Cidade de São Paulo/SP Outros Idiomas

ID:
34939
Resumo:
Com o crescimento da construção civil, a geração de resíduos provenientes deste setor passou a consistir em um importante problema a ser sanado. Formas de reaproveitamento destes resíduos e o desenvolvimento de modelos de gestão, têm sido a tônica de diversos trabalhos apresentados ao meio técnico no intuito de se mitigar os efeitos causados pelo impacto da construção civil no meio ambiente, tanto natural quanto urbano. A ausência de políticas públicas objetivas que considerem como problema real a geração, manuseio e deposição destes resíduos, contudo, ainda constituem-se como importantes empecilhos na adoção de práticas de sustentabilidade. Este trabalho apresenta o estudo da viabilidade econômica do reuso de resíduos de demolição na construção do contrapiso do subsolo de um edifício localizado na zona Leste da cidade de São Paulo. Por meio dos estudos conduzidos, pôde-se concluir que a reutilização “in loco” dos resíduos gerados na obra conduziu a vantagens econômicas significativas, uma vez que foram reduzidos os custos de transporte, necessário para a disposição final destes, e custos de aquisição de matérias-primas naturais.
Citação ABNT:
PASCHOALIN FILHO, J. A.; STOROPOLI, J. H.; DIAS, A. J. G.; DUARTE, E. B. L. Gerenciamento dos resíduos de demolição gerados nas obras de um edifício localizado na Zona Leste da Cidade de São Paulo/SP. Desenvolvimento em Questão, v. 13, n. 30, p. 265-305, 2015.
Citação APA:
Paschoalin Filho, J. A., Storopoli, J. H., Dias, A. J. G., & Duarte, E. B. L. (2015). Gerenciamento dos resíduos de demolição gerados nas obras de um edifício localizado na Zona Leste da Cidade de São Paulo/SP. Desenvolvimento em Questão, 13(30), 265-305.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/34939/gerenciamento-dos-residuos-de-demolicao-gerados-nas-obras-de-um-edificio-localizado-na-zona-leste-da-cidade-de-sao-paulo-sp/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AL-HAJJ, A.; HAMANI, K. Material waste in the UAE construction industry: Main cases and minimization practices. Architectutral Engineering and Design Management, v. 7, n. 4, p. 221-235, 2011.

AMADEI, D. I. B. et al. A questão dos resíduos de construção civil: um breve estado da arte. Revista Nupem, Campo Mourão, v. 3, n. 5, p. 185-199, ago./dez. 2011.

ANGULO, S. C. et al. Resíduos de construção e demolição: avaliação de métodos de quantificação. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 16, n. 3, p. 299-306, 2011.

ÂNGULO, S. C. et al. Separação óptica do material cerâmico dos agregados mistos de resíduos de construção e demolição. Revista Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 13, n. 2, p. 61-73, abr./jun. 2013.

ARAUJO, J. M.; GUNTHER, W. M. R. Caçambas coletoras de resíduos da construção e demolição no contexto do mobiliário urbano: uma questão de saúde pública. Revista Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 16, n. 1, p. 145-154, jan./abr. 2007.

ARIF, M.; BENDI, B.; TOMA-SABBAGH, T. Construction waste management in India: an exploratory study. Construction Innovation, v. 12, n. 2, p. 133-155, 2012.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS DE LIMPEZA PÚBLICA E RESÍDUOS ESPECIAIS. Abrelpe. Panorama dos resíduos sólidos no Brasil. São Paulo, 2012. 116p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10004: Resíduos sólidos – classificação. Rio de Janeiro, 2004a.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15112: Diretrizes para projeto, implantação e operação de áreas de triagem e transbordo. Rio de Janeiro, 2004b.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15113: Diretrizes para projeto, implantação e operação de aterros. Rio de Janeiro, 2004c.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15114: Diretrizes para projeto, implantação e operação de áreas de reciclagem. Rio de Janeiro, 2004d.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15115: Procedimentos para execução de pavimentação utilizando agregados reciclados de resíduos da construção. Rio de Janeiro, 2004e.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15116: Requisitos para a utilização em pavimentos e preparo de concreto sem função estrutural com agregados reciclados de resíduos da construção. Rio de Janeiro, 2004f.

ASSUNÇÃO, L. T.; CARVALHO, G. F.; BARATA, M. S. Avaliação das propriedades das argamassas de revestimento produzidas com resíduos da construção e demolição como agregado. Revista Exacta, 5 (2), p. 223-230, 2007.

BANIAS G. et al. A web-based decision support system for the optimal management of construction and demolition waste. Waste Management, v. 31, n. 12, p. 2497-2502, 2011.

BERNARDES, A. Et al. Quantificação e classificação dos resíduos da construção e demolição coletados no município de Passo Fundo, RS. Revista Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 8, n. 3, p. 65-76, jul./out. 2008.

BOHNE, R.; BRATTEBE, H.; BERGSDAL, H. Dynamic eco-efficient projections for construction and demolition waste recycling strategies at the city level. Journal of Industrial Ecology, v. 12, n. 1, p. 52-60, 2009.

CARMO, D. S.; MAIA, N. S.; CÉSAR, C. G. Avaliação da tipologia dos resíduos de construção civil entregues nas usinas de beneficiamento de Belo Horizonte. Revista Engenharia Sanitária Ambiental, v. 17, n. 2, p. 187-192, 2012.

COELHO, A.; BRITO, J. Influence of construction and demolition waste management on the environmental impact of buildings. Waste Management, v. 32, n. 3, p. 532-541, 2011.

CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE. Conama. Resolução n. 307, de 5 de julho de 2002. Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 17 de julho de 2002a. Disponível em: .

CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE. Conama. Resolução n. 431, de 25 de maio de 2011. Altera o art. 3o da Resolução no 307, de 5 de julho de 2002, do Conselho Nacional do Meio Ambiente – Conama, estabelecendo nova classificação para o gesso. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2002b. Disponível em: .

COSTA, W. V. G.; OLIVEIRA, E. A. Estudos e análises dos impactos da segregação de resíduos sólidos de obras em Belo Horizonte. Revista Construindo, Belo Horizonte, v. 3, n. 1, p. 30-36, jan./jun. 2011.

DUARTE, E. B. L. Resistência a compressão de argamassa composta por resíduo de construção e demolição e politereftalato de etileno (PET) em flocos. 2013. Dissertação (Mestrado) – Universidade Nove de Julho, Programa de Mestrado em Gestão Ambiental e Sustentabilidade, 170p. 2013.

EVANGELISTA, P. P. A. Alternativa sustentável para destinação de resíduos de construção classe A: diretrizes para a reciclagem em canteiros de obras. 2009. 152f (Mestrado em Engenharia Ambiental Urbana) – Universidade Federal da Bahia, Escola Politécnica, 2009.

EVANGELISTA, P. P. A.; COSTA, D. B.; ZANTA, V. M. Alternativa sustentável para destinação de resíduos de construção classe A: sistemática para reciclagem em canteiros de obras. Revista Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 10, n. 3, p. 23-40, jul./set. 2010.

FAGURY, S. C.; GRANDE, F. M. Gestão de resíduos de construção e demolição (RCC) – aspectos gerais da gestão pública de São Carlos/SP. Revista Exacta, v. 5, n. 1, p. 35-45, jan./jun. 2007.

FERRAZ, A. L.; SEGANTINI, A. A. Engenharia sustentável: aproveitamento de resíduos de construção na composição de tijolos de solo-cimento. In: ENCONTRO DE ENERGIA NO MEIO RURAL, 5., 2001. Campinas. Anais... Campinas, 2004.

HU, M.; VOET, E.; HUPPES, G. Dynamic material flow analysis for strategic construction and demolition waste management in Beijing. Journal of Industrial Ecology, v. 14, n. 3, p. 440-448, 2010.

HWANG, B. G.; YEO, Z. B. Perception on benefits of construction waste management in the Singapore construction industry. Engineering, Construction and Architectural Management, v. 18, n. 4, p. 394-406, 2011.

IBRAHIM, A. R. B. et al. Analyzing the dynamics of the global construction industry: past, presente and future. Benchamarking: An International Journal, v. 17, n. 2, p. 232-252, 2010.

JOHN, V. M.; AGOPYAN, V. Reciclagem de resíduos da construção civil. In: Seminário – Reciclagem de resíduos sólidos domiciliares. São Paulo: Secretaria de Estado do Meio Ambiente, 2000. 13p.

KATZ, A.; BAUM, H. A novel methodology to estimate the evolution of construction waste in construction sites. Waste Management, v. 31, n. 2, p. 353-358, 2011.

KRALJ, D. Innovative systemic approach for promoting sustainable innovation for zero construction waste. Kybernetes, v. 40, n. 1/2, p. 275-289, 2011.

LAGE, I. M. et al. Estimation of the annual production and composition of C&Debris in Galicia (Spain). Waste Management, v. 30, n. 4, p. 636-645, 2010.

LEITE, M. B. Avaliação das propriedades mecânicas de concretos produzidos com agregados reciclados de construção e demolição. 2001. 290f. (Doutorado em Engenharia) Porto Alegre – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2001.

LEITE, R. A. et al. Usina de reciclagem de resíduos de construção e demolição do município de Passo Fundo (RS): avaliação da viabilidade econômica. Recen, Guarapuava, v. 12, n. 1, p. 107-129, jan./jun. 2010.

LIMA, A. S.; CABRAL, A. E. B. Caracterização e classificação dos resíduos de construção civil da cidade de Fortaleza (CE). Revista Engenharia Sanitária Ambiental, v. 18, n. 2, p. 169-176, 2013.

LU, Weisheng; TAM, Vivian W. Y. Construction waste management policies and their effectiveness in Hong Kong: A longitudinal review. Renewable and Sustainable Energy Reviews, v. 23, n. 16, p. 214-223, 2013.

MÁLIA, M.; BRITO, J.; BRAVO, M. Indicadores de resíduos de construção e demolição para construções residenciais novas. Revista Ambiente Construído, v. 11, n. 3, p. 117-130, jul./set. 2011.

MARINHO, J. L. A.; SILVA, J. D. Gerenciamento dos resíduos da construção e demolição: diretrizes para o crescimento sustentável da construção civil na região metropolitana do Cariri cearense. Revista E-tech: Tecnologias para Competitividade Industrial, Florianópolis, v. 5, n. 1, p. 102-119, 2012.

MARQUES NETO, J. C.; SCHALCH, V. Gestão dos resíduos de construção e demolição: estudo da situação no município de São Carlos-SP, Brasil. Revista Engenharia Civil da Universidade do Minho, n. 36, p. 41-50, 2010.

MELO, A. B.; GONÇALVES, A. F.; MARTINS, I. M. Construction and demolition waste generation and management in Lisbon (Portugal). Resources, Conservation and Recycling, v. 15, n.55, p. 1252-1264, 2011.

MOTA, S. R. F.; AGUILAR, M. T. Sustentabilidade e processos de projetos de edificações. Revista Gestão & Tecnologia de Projetos, v. 4, n. 1, p. 84-119, maio 2009.

NARASIMHAM, V. L. Issues with fly-ash and infrastructure waste. Society and Business Review, v. 6, n. 2, p. 157-167, 2011.

NUNES, K. R. A. et al. Market analyse and demand estimate of construction and demolition waste: the case study of the municipality of Rio de Janeiro. In: International Conference “Waste Environmental Geotechnology and Global Sustainable Development”, aug. 2007.

NUNES, K.; MAHLER, C.; VALLE, R. Reverse logistics in the Brazilian construction industry. Journal of Environmental Management, (90), p. 3717-3720, 2009.

OYEDETE, L. O. et al. Reducting waste to landfill in the UK: identifying impediments and critical solutions. World Journal of Science, Technology and Sustainable Development, v. 10, n. 2, p. 131-142, 2013.

PASCHOALIN FILHO, J. A. et al. Manejo de resíduos de demolição gerados durante as obras da arena de futebol Palestra Itália (Allianz Parque) localizada na cidade de São Paulo/Brasil. Revista Holos, v. 6, n. 3, p. 73-91, 2013.

PASCHOALIN FILHO, J. A.; GRAUDENZ, G. S. Destinação irregular de resíduos de construção e demolição (RCC) e seus impactos na saúde coletiva. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 6, n. 1, p. 127-142, 2012.

PASCHOALIN FILHO, J. A.; ORCIOLLI, G. Viabilidade econômica de utilização de resíduos de construção e demolição reciclados em usinas de reciclagem. In: SEMEAD – Seminário em Economia e Administração, 2013, São Paulo, 2013.

PEGORARO, C.; SAURIN, T. A.; PAULA, I. C. Proposta de um procedimento para identificação e análise de requisitos ambientais no processo de projeto da construção civil: um estudo de caso. Revista Gestão & Tecnologia de Projetos, v. 5, n. 1, p. 79-108, 2010.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO. Plano de gestão integrada de resíduos sólidos. PMSP. São Paulo, 2014. 456p.

SANTIN, O. G. Environmental assessment of construction trends in Mexico: towards sustainable building? Structural Survey, v. 27, n. 5, p. 361-371, 2009.

SCHNEIDER, D. M. Deposições irregulares de resíduos da construção civil na cidade de São Paulo. 2003. 131p. Dissertação (Mestrado) – Universidade de São Paulo, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

SEGANTINI, A. A. S.; WADA, P. H. Estudo de dosagem de tijolos de solo-cimento com adição de resíduos de construção e demolição. Acta Scientarum Technology, v. 33, n. 2, p. 179-183, 2011.

SILVA, V. A.; FERNANDES, A. L. T. Cenário do gerenciamento dos resíduos da construção e demolição (RCC) em Uberaba-MG. Revista Sociedade & Natureza, ano 24, n. 2, p. 333-344, maio/ago. 2012.

SILVA, W. M. et al. Gerenciamento de resíduos da construção civil e demolição e sua utilização como base, sub-base e mistura betuminosa em pavimento urbano em Goiânia-GO. Revista Brasileira de Ciência Ambientais, n. 15, p. 1-9, mar. 2010.

SINDICATO DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO ESTADO DE SÃO PAULO. Sinduscon/SP. Resíduos de construção civil e o Estado de São Paulo. São Paulo: Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Governo do Estado de São Paulo. 2012. 120p.

SOUZA, M. I. B.; SEGANTINI, A. A. S.; PEREIRA, J. A. Tijolos prensados de solo-cimento confeccionados com resíduos de concreto. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 12, n. 2, 2008.

SOUZA, M. T. S.; PAULA, M. B.; PINTO, H. S. O papel das cooperativas de reciclagem nos canais reversos pós-consumo. Revista de Administração de Empresas, v. 52, n. 2, p. 246-262, mar./abr. 2012.

TAM V. W. Y. et al. Controlling construction waste by implementing governmental ordinances in Hong Kong. Construction Inovation, v. 7, n. 2, p. 149-166, 2007.

TAM, V. W. Y. Comparing the implementation of concrete recycling in the Australian and Japanese construction industries. Journal of Cleaner Production, v. 17, n. 2, p. 688-702, 2009.

TAM, V. W.Y.; TAM, C. M. A review on the viable technology for construction waste recycling. Resources, Conservation and Recycling. v. 47, p. 209-221, 2006.

TESSARO, A. B.; SÁ, J. S.; SCREMIN, L. B. Quantificação e classificação dos resíduos procedentes da construção civil e demolição no município de Pelotas, RS. Revista Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 12, n. 2, p. 121-130, abr./jun. 2012.

ULSEN, C. et al. Chemical composition of mixed construction and demolition recycled aggregates from the State of São Paulo. Revista de Escola de Minas, v. 63, n. 2, p. 339-346, 2010.

ULSEN, C. et al. Separability studies of construction and demolition waste recycled sand. Waste Management, v. 33, n. 3, p. 656-662, 2013.

VARELA, J. J. Desenvolvimento de um novo conceito de plantas de lavagem e classificação para reciclagem de material contaminado. REM: Revista. Escola de Minas, Ouro Preto, v. 63, n.3, p. 591-596, jul./set. 2010.

VIEIRA, G. L.; MOLIN, D. C. Viabilidade técnica da utilização de concretos com agregados reciclados de resíduos de construção e demolição. Revista Ambiente Construído, n. 4, v. 4, p. 47-63, 2004.

YATES, J. K. Sustainable methods for waste minimization in construction. Construction Innovation, v. 13, n. 3, p. 281-301, 2013.

YIN, R. Estudo de caso: planejamento e métodos. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.

YUAN, H. A model for evaluating the social performance of construction waste management. Waste Management, v. 32, n. 6, p. 1218-1228, 2012.

YUAN, H. P. et al. A model for cost-benefit analysis of construction and demolition waste management throughout the waste chain. Resources, Conservation and Recycling, v. 55, n. 6, p. 604-612, 2011.

YUAN, H.; SHEN, L. Trend of the research on construction and demolition waste management. Waste Management, v. 31, n.4, p. 670-679, 2011.