O uso da renúncia fiscal na área de museus Outros Idiomas

ID:
35649
Resumo:
O objetivo desse artigo é investigar como a renúncia fiscal é utilizada na área de museus. A fundamentação teórica faz breve apresentação da literatura sobre implementação e descreve o uso da renúncia fiscal na área de museus mediante análise de seis variáveis: incentivos, autonomia, informação, apoio institucional, apoio social e etapas e tempo. A metodologia utilizada foi a análise documental e entrevistas. A análise foi feita com ajuda do programa NVIVO9. As principais conclusões são que embora haja incentivos e autonomia em graus suficientes para permitir boa implementação via renúncia fiscal, há questões informacionais e referentes às etapas e tempo que dificultam sua implementação. Além disso, a renúncia fiscal é concentradora, desigual e apresenta baixa participação de empresas do setor privado. Esses problemas parecem diminuir a capacidade de a implementação de museus mediante o uso da renúncia fiscal alcançar os efeitos almejados.
Citação ABNT:
MEDEIROS, J. J.; OLLAIK, L. G. O uso da renúncia fiscal na área de museus. Revista do Serviço Público, v. 62, n. 4, p. 425-447, 2011.
Citação APA:
Medeiros, J. J., & Ollaik, L. G. (2011). O uso da renúncia fiscal na área de museus. Revista do Serviço Público, 62(4), 425-447.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/35649/o-uso-da-renuncia-fiscal-na-area-de-museus/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português