Relação entre Disclosure Socioambiental, Práticas de Governança Corporativa e Desempenho Empresarial Outros Idiomas

ID:
36094
Resumo:
Este estudo tem por objetivo analisar a relação entre o disclosure socioambiental, as práticas de governança corporativa e o desempenho das companhias listadas na BM&FBovespa, à luz da Teoria da Sinalização. Para tanto, foram examinados os relatórios anuais e/ou de sustentabilidade, modelo GRI, e formulários de referência, de 2012, as demonstrações financeiras dos exercícios de 2012 e 2013, além dos estatutos sociais, de 114 empresas não financeiras listadas na BM&FBovespa. Para a análise dos dados, aplicaram-se a Análise de Correspondência e a Regressão Linear Múltipla. Os resultados evidenciaram que a alta adoção de práticas de governança corporativa está associada a um baixo disclosure socioambiental, revelando uma contradição com o princípio da transparência, pilar da governança. A análise dos dados revelou ainda que o disclosure socioambiental impacta positivamente e temporalmente no desempenho empresarial, considerando-se a variável valor de mercado, e que as práticas de governança corporativa não influenciam o desempenho das empresas da amostra. Dessa forma, conclui-se que somente o disclosure socioambiental sinaliza o desempenho empresarial, na medida em que quanto maior o disclosure tanto maior o desempenho.
Citação ABNT:
SANTANA, L. M.; GÓIS, A. D.; LUCA, M. M. M.; VASCONCELOS, A. C. Relação entre Disclosure Socioambiental, Práticas de Governança Corporativa e Desempenho Empresarial . Revista Organizações em Contexto, v. 11, n. 21, p. 49-72, 2015.
Citação APA:
Santana, L. M., Góis, A. D., Luca, M. M. M., & Vasconcelos, A. C. (2015). Relação entre Disclosure Socioambiental, Práticas de Governança Corporativa e Desempenho Empresarial . Revista Organizações em Contexto, 11(21), 49-72.
DOI:
10.15603/1982-8756/roc.v11n21p49-72
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/36094/relacao-entre-disclosure-socioambiental--praticas-de-governanca-corporativa-e-desempenho-empresarial-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ALVES, J. F. V.; DE LUCA, M. M. M.; CARDOSO, V. I. C.; VASCONCELOS, A. C.; CUNHA, J. V. A. Relação entre desempenho econômico e desempenho ambiental de empresas no Brasil e na Espanha. Revista Ambiente Contábil, v. 5, n. 2, p. 151-172, 2013.

ANDRADE, G. A. R. Estudo econométrico dos efeitos da migração para OIGC: índice de ações com governança corporativa diferenciada da Bovespa. Revista Eletrônica de Negócios Internacionais, v. 3. n. 1, p. 39-53, 2008.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2011.

BEUREN, I. M.; NASCIMENTO, S.; ROCHA, I. Nível de evidenciação ambiental e desempenho econômico de empresas: aplicando a análise envoltória de dados. Future Studies Research Journal, v. 5, n. 1, p. 198-226, 2013.

BRAGA, C.; SAMPAIO, M. S. A.; SANTOS, A.; SILVA, P. P. Fatores determinantes do nível de divulgação ambiental no setor de energia elétrica no Brasil. Advances in Scientific and Applied Accounting, v. 4, n. 2, p. 230-262, 2011.

CATAPAN, A.; COLAUTO, R. D.; BARROS, C. M. E. A relação entre governança corporativa e o desempenho econômico-financeiro de empresas de capital aberto do Brasil. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 16, n. 2, p. 16-30, 2013.

CLAESSENS, S.; DJANKOV, S.; FAN, J. P. H.; LANG, L. H. P. Disentangling the incentive and entrenchment effects of large shareholdings. The Journal of Finance, v. 57, n. 6, p. 2.741-2.771, 2002.

COLLIS, J.; HUSSEY, R. Pesquisa em administração: um guia prático para os alunos de graduação e pós-graduação. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

CONCEIÇÃO, S. H.; DOURADO, G. B.; BAQUEIRO, A. G.; FREIRE, S.; BRITO, P. C. Fatores determinantes no disclosure em responsabilidade social corporativa (RSC): um estudo qualitativo e quantitativo com empresas listadas na Bovespa. Revista de Gestão & Produção, v. 18, n. 3, p. 461-472, 2011.

COSTA, R. S.; MARION, J. C. A uniformidade na evidenciação das informações ambientais. Revista de Contabilidade e Finanças da USP, n. 43, p. 20-33, 2007.

DAINELLI, F.; BINI, L.; GIUNTA, F. Signaling strategies in annual reports: evidence from the disclosure of performance indicators. Advances in Accounting, incorporating Advances in International Accounting, v. 29, n. 2, p. 267-277, 2013.

DALMÁCIO, F. Z.; LOPES, A. B.; REZENDE, A. J.; SARLO NETO, A. Uma análise da relação entre governança corporativa e a acurácia das previsões dos analistas do mercado brasileiro. Revista de Administração Mackenzie, v. 14, n. 5, p. 104-139, 2013.

FÁVERO, L. P.; BELFIORE, P.; SILVA, F. L; CHAN, B. L. Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisões. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

FERNANDES, N. A. C.; DIAS, W. O.; CUNHA, J. V. A. Governança corporativa no contexto brasileiro: um estudo do desempenho das companhias listadas nos níveis da BM&FBovespa. Revista Organizações em Contexto, v. 6, n. 11, p. 22-44, 2010.

FERNANDES, S. M. A influência do disclosure ambiental na estrutura de capital das empresas brasileiras listadas na BM&FBovespa. Sociedade, Contabilidade e Gestão, v. 7, n. 2, p. 41-54, 2012.

FERNANDES, S. M. Fatores que influenciam o disclosure ambiental: um estudo nas empresas brasileiras no período de 2006 a 2010. Revista Ambiente Contábil, v. 5, n. 2, p. 250-267, 2013.

FERREIRA, R. N.; SANTOS, A. C.; LOPES, A. L. M.; NAZARETH, L. G. C.; FONSECA, R. A. Governança corporativa, eficiência, produtividade e desempenho. Revista de Administração Mackenzie, v. 14, n. 4, p. 134-164, 2013.

FIDELIS, J. R. F.; CÂNDIDO, C. M. A administração da informação integrada às estratégias empresariais. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 11, n. 3, p. 424-432, 2006.

FREITAS, A. R. P.; KOBAL, A. B. C.; DE LUCA, M. M. M.; VASCONCELOS, A. C. Indicadores ambientais: um estudo comparativo entre empresas brasileiras e espanholas. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 7, n. 1, p. 34-51, 2013.

GRAY, R.; BEBBINGTON, J. Accounting for the environment. 2. ed. London: Sage, 2001.

GRI – Global Reporting Initiative. Diretrizes para relatório de sustentabilidade. 3. ed. GRI, 2006.

IATRIDIS, G. E. Environmental disclosure quality: evidence on environmental performance, corporate governance and value relevance. Emerging Markets Review, v. 14, p. 55-75, 2013.

ISMAIL, K. N. I. K.; IBRAHIM, A. H. Social and environmental disclosure in the anual reports of Jordanian companies. Issues in Social and Environmental Accounting, v. 2, n. 2, p. 198-210, 2009.

KLANN, R. C.; BEUREN, I. M. Características de empresas que influenciam o seu disclosure voluntário de indicadores de desempenho. Brazilian Business Review, v. 8, n. 2, p. 96-118, 2011.

LAMEIRA, V. J. As relações entre governança e risco nas companhias abertas brasileiras. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, v. 14, n. 42, p. 7-25, 2012.

LA PORTA, R.; LOPEZ-DE-SILANES, F.; SHLEIFER, A. Corporate ownership around the world. The Journal of Finance, v. 54, n. 2, p. 471-517, 1999.

LINS, L. S.; SILVA, R. N. S. Responsabilidade socioambiental ou Greenwash: uma avaliação com base nos relatórios de sustentabilidade ambiental. Sociedade, Contabilidade e Gestão, v. 4, n. 1, p. 91-105, 2009.

LU, W. M.; WANG, W. K.; HUNG, S. W.; LU, E. T. The effects of corporate governance on airline performance: production and marketing efficiency perspective. Transportation Research Part E: Logistics and Transportation Review, v. 48, n. 2, p. 529-544, 2012.

MACEDO, F. F. R. R.; MOURA, G. D.; DAGOSTINI, L.; HEIN, N. Evidenciação ambiental voluntária e as práticas de governança corporativa de empresas listadas na BM&FBovespa. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 16, n. 1, p. 3-18, 2013.

MACEDO, M. A. S.; CORRAR, L. J. Análise comparativa do desempenho contábil-financeiro de empresas com boas práticas de governança corporativa no Brasil. Revista Contabilidade e Controladoria, v. 4, n. 1, p. 42-61, 2012.

MACHADO, M. A. V.; MACEDO, M. A. S.; MACHADO, M. R.; SIQUEIRA, J. R. M. Análise da relação entre investimentos socioambientais e a inclusão de empresas no índice de sustentabilidade empresarial (ISE) da BM&FBovespa. Revista de Ciências da Administração, v. 14, n. 32, p. 141-156, 2012.

MATUCHESKI, S.; CLEMENTE, A.; SANDRINI, J. C. Governança corporativa e volatilidade das ações negociadas na Bovespa na crise financeira de 2008. Revista Brasileira de Estratégia, v. 2, n. 2, p. 171-183, 2009.

MELO, R. S.; BATISTA, P. C. S.; MACEDO, A. C. M.; COSTA, R. B. L. A contribuição da governança corporativa para o desempenho das empresas brasileiras de capital aberto. Revista de Gestão da USP, v. 20, n. 1, p. 79-92, 2013.

MUNISI, G.; RANDØY, T. Corporate governance and company performance across Sub-Saharan African countries. Journal of Economics and Business, v. 70, p. 92-110, 2013.

NUNES; J. G.; TEIXEIRA, A. J. C.; NOSSA, V.; GALDI, F. C. Análise das variáveis que influenciam a adesão das empresas ao índice BM&FBovespa de sustentabilidade empresarial. Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, v. 7, n. 4, p. 328-340, 2010.

ROVER, S.; TOMAZZIA, E. C.; MURCIA, F. D.; BORBA, J. A. Explicações para a divulgação voluntária ambiental no Brasil utilizando a análise de regressão em painel. Revista de Administração da USP, v. 47, n. 2, p. 217-230, 2012.

SAMI, H.; WANG, J.; ZHOU, H. Corporate governance and operating performance of Chinese listed firms. Journal of International Accounting, Auditing e Taxation, v. 20, fasc. 2, p. 106-114, 2011.

SAMPIERI, R. H.; COLLADO, C. F.; LÚCIO, P. B. Metodologia de pesquisa, 3. ed. São Paulo: McGraw Hill, 2013.

SARLO NETO, A.; LOPES, A. B.; DALMÁCIO, F. Z. A influência da estrutura de propriedade sobre a informatividade dos lucros contábeis divulgados pelas empresas negociadas na Bovespa. Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, v. 7, n. 4, p. 301-314, 2010.

SEGANTINI, G. T. Análise da relação entre condutas ambientais das empresas listadas no índice de sustentabilidade empresarial e o seu desempenho econômico. 2012. 103s. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) – Programa Multi-institucional e Inter-regional de Pós-graduação em Ciências Contábeis da Universidade de Brasília, Universidade Federal da Paraíba e Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.

SHLEIFER, A.; VISHNY, R. A survey of corporate governance. The Journal of Finance, v. 52, n. 2, p. 737-783, 1997.

SILVEIRA, A. D. M.; BARROS, L. A. B. C, FAMÁ, R. Estrutura de governança e desempenho financeiro nas companhias abertas brasileiras: um estudo empírico. Caderno de Pesquisas em Administração, v. 10, n. 1, p. 57-71, 2003.

SILVEIRA, A. D. M.; BARROS, L. A. B. C, FAMÁ, R. Governança corporativa e estrutura de propriedade: determinantes e relação com o desempenho das empresas no Brasil. 2004. 254s. Tese (Doutorado em Administração) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

SOUZA, F. C.; MURCIA, F. D.; MARCON, R. Bonding hypothesis: análise da relação entre disclosure, governança corporativa e internacionalização de companhias abertas no Brasil. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 14, n. 2, p. 62-81, 2011.

SPENCE, M. Job market signaling. Quarterly Journal of Economics, v. 87, n. 3, p. 355-379, 1973.

SPENCE, M. Signaling in retrospect and the informational structure of markets. American Economic Review, v. 92, n. 3, p. 434-459, 2002.

VIEIRA, K. M.; VELASQUEZ, M. D.; LOSEKANN, V. L.; CERETTA, P. S. A influência da governança corporativa no desempenho e na estrutura de capital das empresas listadas na Bovespa. Revista Universo Contábil, v. 7, n. 1, p. 49-67, 2011.

VINTRÓ, C.; COMAJUNCOSA, J. Corporate social responsibility in the mining industry: criteria and indicators. Dyna, v. 77, n. 161, p. 31-41, 2010.