Avaliação do sítio da Receita Federal do Brasil como medida da efetividade do governo eletrônico para o cidadão Outros Idiomas

ID:
36741
Resumo:
Este estudo teve como objetivo avaliar a efetividade do sítio da Receita Federal na prestação de informações e serviços aos cidadãos. Adotou-se uma pesquisa multimétodo, com caráter exploratório e descritivo, coletando e analisando simultaneamente dados quantitativos e qualitativos para a elaboração e validação dos questionários online e presencial. Realizaram-se, até a aplicação final dos instrumentos, análise documental, entrevistas em profundidade com técnicos do órgão, validações com especialistas e validações estatísticas com base em 950 observações. A aplicação final dos instrumentos com profissionais da área da contabilidade de todas as unidades federativas do Brasil possibilitou uma amostra final de 2.474 respondentes, dos quais 1.113 responderam ao questionário online e 1.361 ao questionário presencial. O estudo traz contribuições para o conhecimento da utilização do e-Gov como instrumento de interação com os cidadãos, sendo a primeira pesquisa com essa característica e amplitude no âmbito da Receita Federal.
Citação ABNT:
RAMPELOTTO, A.; LÖBLER, M. L.; VISENTINI, M. S. Avaliação do sítio da Receita Federal do Brasil como medida da efetividade do governo eletrônico para o cidadão . Revista de Administração Pública, v. 49, n. 4, p. 959-983, 2015.
Citação APA:
Rampelotto, A., Löbler, M. L., & Visentini, M. S. (2015). Avaliação do sítio da Receita Federal do Brasil como medida da efetividade do governo eletrônico para o cidadão . Revista de Administração Pública, 49(4), 959-983.
DOI:
10.1590/0034-7612131581
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/36741/avaliacao-do-sitio-da-receita-federal-do-brasil-como-medida-da-efetividade-do-governo-eletronico-para-o-cidadao-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BAKER, David L. Advancing e-government performance in the United States through enhanced usability benchmarks. Government Information Quarterly, v. 26, n. 1, p. 82-88, 2009.

BARBOSA, Alexandre Fernandes (Coord.). Pesquisa sobre o uso das tecnologias da informação e da comunicação no Brasil: TIC governo eletrônico. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2010.

BRASIL. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação. Departamento de Governo Eletrônico. Indicadores e métricas para avaliação de eserviços. Brasília, 2007.

BRASIL. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação. Departamento de Governo Eletrônico. Padrões Brasil e-Gov: cartilha de usabilidade. Brasília, 2010.

BRASIL. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação. Departamento de Governo Eletrônico. Padrões Brasil e-Gov: guia de administração. Brasília, 2009.

BRAUM, Christopher H.; MAIO, Andrea Di. Gartner’s four phases of e-government model. Gartner research. Stamford, CT: Gartner Group, 2000.

CAPELLA, Ana Cláudia N. A política brasileira de governo eletrônico: um estudo sobre o “Portal Brasil”. In: ENCONTRO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E GOVERNANÇA DA ANPAD, 4, 2010, Vitória. Anais... Rio de Janeiro: AnPAD, 2010.

CHAIN, Ali et al. E-gov.br: a próxima revolução brasileira: eficiência, qualidade de democracia: o governo eletrônico no Brasil e no mundo. São Paulo: Prentice Hall, 2004.

CRESWELL, John W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. Porto Alegre: Artmed, 2010.

CUNHA, Maria Alexandra V. C. da; FREGA, José Roberto; LEMOS, Iomara S. Portais de Serviços Públicos e de Informação ao cidadão: uma descrição do perfil do visitante. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 32, 2008, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: AnPAD, 2008.

DINIZ, Eduardo Henrique et al. O governo eletrônico no Brasil: perspectiva histórica a partir de um modelo estruturado de análise. Rev. Adm. Pública, Rio de Janeiro, v. 43, n. 1, p. 23-48, jan./ fev. 2009.

FLICK, Uwe. Qualidade na pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FREIRE, André P. et al. Acessibilidade dos sítios web dos governos estaduais brasileiros: uma análise quantitativa entre 1996 e 2007. Rev. Adm. Pública, Rio de Janeiro, v. 43, n. 2, p. 395-414, mar./ abr. 2009.

GASPAR, Marcos Antônio et al. Grau de maturidade dos governos estaduais na utilização de tecnologias eletrônicas: a busca pelo fortalecimento do poder e da autonomia do cidadão. In: SIMPÓSIO DE GESTÃO DA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA ANPAD, XXV, 2008, Brasília.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

HAIR, Joseph F. et al. Análise Multivariada de Dados. 6. ed. Porto Alegre: Bookmann, 2009.

HOPPEN, Norberto; LAPOINTE, Liette; MOREAU, Eliane. Um guia para a avaliação de artigos de pesquisa em sistema de informação. Revista Eletrônica de Administração, Porto Alegre, v. 2, n. 2, p. 1-34, nov. 1996.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em: . Acesso em: 27 set.2014.

LUNA-REYES, Luis Felipe; GIL-GARCIA, J. Ramon; ROMERO, Georgina. Towards a multidimensional model for evaluating electronic government: proposing a more comprehensive and integrative perspective. Government Information Quarterly, v. 29, n. 3, p. 324-334, 2012.

NIELSEN, Jakob; LORANGER, Hoa. Usabilidade na Web: projetando websites com qualidade. Tradução de Edson Furmankiewicz e Carlos Schanfranki. 4. ed. Rio de janeiro: Elsevier, 2007.

PARK, Ronnie. Measuring factors that influence the success of e-government initiatives. Florida, US, 2007. Disponível em: . Acesso em: 14 jul. 2011. 2007.

PINHO, José Antônio G. de. Investigando portais de governo eletrônico de estados no Brasil: muita tecnologia, pouca democracia. Rev. Adm. Pública, Rio de Janeiro, v. 42, n. 3, p. 471-493, maio/ jun. 2008.

PRADO, Otávio. Governo eletrônico, reforma do Estado e transparência: o programa de governo eletrônico do Brasil. Tese (doutorado em administração pública e governo) — Escola de Administração de Empresas de São Paulo, Fundação Getulio Vargas, São Paulo, 2009.

SOBREIRA NETTO, Francisco. Modernização da administração pública brasileira com uso de tecnologia da informação: fatores críticos de sucesso. Franca: Ribeirão Gráfica e Editora, 2007.

TEIXEIRA, Juliana C.; NASCIMENTO, Marco César R.; CARRIERI, Alexandre de P. Triangulação entre métodos na administração: gerando conversações paradigmáticas ou meras validações “convergentes”? Rev. Adm. Pública, Rio de Janeiro, v. 46, n. 1, p. 191-220, jan./fev. 2012.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.