Características e decisões de implantação da ISSO 9001:2008: estudo de caso múltiplo no centro-oeste paulista Outros Idiomas

ID:
36991
Resumo:
O presente artigo teve por objetivo compreender as motivações que levam as organizações a buscarem a certificação de seus produtos e processos mediante a Norma ISO 9001:2008 e como esta mudança pode garantir o seu sucesso. Na revisão de literatura são contextualizados os temas qualidade, gestão da qualidade até a Norma ISO, como também os benefícios e dificuldades na implantação desta norma. Na metodologia do trabalho, optou-se por múltiplo estudo de casos em uma abordagem qualitativa e exploratória, em três empresas: uma do setor industrial, uma do setor de prestação de serviços e outra do setor público localizadas no centro oeste paulista. Os procedimentos para a coleta de dados foram: análise de documentos, observação in loco e entrevistas. Por fim, perante o levantamento bibliográfico e a pesquisa em campo, chega-se à conclusão de que as empresas que aderem à certificação da ISO acabam saindo na frente das outras por melhorarem seus processos, além de garantir a qualidade de seus produtos e com isso obtendo vantagem competitiva no mercado.
Citação ABNT:
ARROTEIA, M. C. S.; ZUCCARI, P.; TOMAZ, W. L. Características e decisões de implantação da ISSO 9001:2008: estudo de caso múltiplo no centro-oeste paulista. Revista de Administração, Contabilidade e Economia da FUNDACE, v. 6, n. 1, p. 98-110, 2015.
Citação APA:
Arroteia, M. C. S., Zuccari, P., & Tomaz, W. L. (2015). Características e decisões de implantação da ISSO 9001:2008: estudo de caso múltiplo no centro-oeste paulista. Revista de Administração, Contabilidade e Economia da FUNDACE, 6(1), 98-110.
DOI:
http://dx.doi.org/10.13059/racef.v6i1.247
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/36991/caracteristicas-e-decisoes-de-implantacao-da-isso-9001-2008--estudo-de-caso-multiplo-no-centro-oeste-paulista/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BHUIYAN, Nadia.; ALAM, Nadeem. An investigation into issues related to the latest version of ISO 9000. Total Quality Management, v. 16, n. 2, p. 199-213, 2005.

CAMPOS, Danielle Fernandes. Avaliação do impacto da certificação ISO 9001 e do conhecimento acumulado no desempenho das organizações do setor automobilístico. 105 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Itajubá, Itajubá, 2011.

CARVALHO, M. M.; PALADINI, E. P. Gestão da qualidade: Teoria e Casos. 2 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, ABEPRO, 2012.

COSTA JÚNIOR, Antônio Gil da. Avaliação do impacto da certificação ISO 9001:2000 no desempenho organizacional nas empresas do sul de Minas Gerais. 120 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Itajubá, Itajubá, 2005.

FUNDAÇÃO DOM CABRAL. Brasil perde três posições no ranking mundial de competitividade do IMD 2014. Disponível em http://www.fdc.org.br/blogespacodialogo/Documents/indice_competitividade_mundial2014.pdf>. Acesso em 24 jun. 2014.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GOTZAMANI, Katerina D.; TSIOTRAS, George. An empirical study of the ISO 9000 standards’contribution towards total quality management. International Journal of Operations & Production Management, v. 21, n. 10, 1326-1342, 2001.

GRAHAME,P. Doing qualitative research: Three problematics. Boston: University of Massachusetts, 1999.

INMETRO. Dados Estatísticos. Disponível em . Acesso em 24 jun.2014.

ISO. Quality management principles. Disponível em . Acesso em 24 jun.2014.

LEUNG, Hareton K. N., CHAN, Keith C. C., LEE, T. Y., Cost and benefits of ISO 9000 series: a pratical study. International Journal of Quality & Reliability Management, v. 16, n. 7, pp. 675-690,1999.

LUDKE, M. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MACIEL, Rafael. Revisão da Norma ISO 9001: 2015: Principais alterações. 2014. Disponível em: . Acesso em 11 mar. 2015. 2014.

MIGUEL, Paulo Augusto Cauchick. Estudo de caso na engenharia de produção: estruturação e recomendações para sua condução. Produção. v. 17, n. 1, p. 216-229, 2007.

NEE, Paul A. ISO 9000 in construction. New York. John Wiley & Sons, 1996.

OAKLAND, John S. Gerenciamento da Qualidade Total (TQM). São Paulo: Nobel, 1994.

OLIVEIRA, Otávio J. (org.). Gestão da Qualidade: Tópicos Avançados. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2003.

PORTER, Michael E. Vantagem competitiva: técnicas para análise de indústrias e da concorrência. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

RODRIGUES, R. C. Viajem no tempo a historia da qualidade. Oficina da net, 2008. Disponível em:< http://www.oficinadanet.com.br/artigo/846/viajem_no_tempo_ da_Qualidade>. Acesso em: 14 Fev. 2014. 2008.

SELLTIZ, C. Métodos de pesquisa nas relações sociais. São Paulo: Herder, 1967.

SINGELS, Jeroen; RUËL, Gwenny; VAN DE WATER, Henny. ISO 9000 series certificationand performance, International Journal of Quality & Reliabiliy Management, v. 18, n. 1, pp. 6275, 2001.

TRICKER, Ray. ISO 9001: 2008 For small businesses. 5. ed. New Yourk. Taylor and Francis, 2014.

UOL. Entenda por que a produtividade no Brasil não cresce. Seção Economia. Disponível em: < http://economia.uol.com.br/noticias/bbc/2014/05/27/ entenda-por-que-a-produtividade-no-brasil-naocresce.htm>. Acesso em 24 jun. 2014.

YIN, Robert K. Estudos de caso: planejamento e métodos. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.