Avaliação do Sistema de Informações Gerenciais da Assembleia Legislativa do Amazonas Outros Idiomas

ID:
37176
Resumo:
As organizações produzem informações que interferem nas decisões e nos resultados decorrentes. Consequentemente, há necessidade de compreender os recursos disponíveis e os principais atributos da informação para tomada de decisão, aperfeiçoando o Sistema de Informações Gerenciais (SIG). Este artigo objetiva avaliar a efetividade do SIG da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM) para tomar decisões sob novas normas de uniformização contábil do setor público. Procedeu-se à pesquisa por meio de um estudo empírico-analítico que avaliou a efetividade do SIG da ALEAM de forma exploratória, descritiva e quali-quantitativa, na perspectiva de seus gestores. Baseado no estudo de Sá (2013), que realizou de forma análoga pesquisa entre os estados do Brasil, evidenciou-se que o SIG da ALEAM possui diversas limitações que comprometem sua efetividade e apresenta divergências com as novas tendências de SIG adaptado às necessidades do setor público. A pesquisa conclui que é indispensável o investimento em tecnologia e no capital humano para se otimizar o desempenho do sistema.
Citação ABNT:
FERREIRA, D. C.; SILVA, R. B.; SILVA, W. A.; MELO, D. R. A.; SOUZA, W. A. R. Avaliação do Sistema de Informações Gerenciais da Assembleia Legislativa do Amazonas. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 18, n. 2, p. 45-68, 2015.
Citação APA:
Ferreira, D. C., Silva, R. B., Silva, W. A., Melo, D. R. A., & Souza, W. A. R. (2015). Avaliação do Sistema de Informações Gerenciais da Assembleia Legislativa do Amazonas. Contabilidade, Gestão e Governança, 18(2), 45-68.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/37176/avaliacao-do-sistema-de-informacoes-gerenciais-da-assembleia-legislativa-do-amazonas/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Albertin, A. L.; de Moura Albertin, R. M. (2008). Benefícios do uso de tecnologia de informação para o desempenho empresarial. Revista de Administração Pública, 42(2), 275-302.

Albertin, A. L.; de Moura Albertin, R. M. (2012). Dimensões do uso de tecnologia da informação: um instrumento de diagnóstico e análise. Revista de Administração Pública, 46(1), 125-151.

Almeida, J. E. F. D. (2010). Qualidade da informação contábil em ambientes competitivos. (Tese Doutorado, Universidade de São Paulo).

Benito, B.; Brusca, I.; Montesinos, V. (2007). The harmonization of government financial information systems: the role of the IPSASs. International Review of Administrative Sciences, 73(2), 293-317.

Beuren, I. M.; Longaray, A. A.; Raupp, F. M.; Sousa, M. A. B.; Colauto, R. D.; Porton, R. A. B. (2006). Como Elaborar Trabalhos Monográficos Em Contabilidade - Teoria E Prática. Atlas

Biancolino, C. A. (2010). Valor de uso do ERP e gestão contínua de pós-implementação: estudo de casos múltiplos no cenário brasileiro. (Tese Doutorado, Universidade de São Paulo).

Borges, T. B.; Mario, P. D. C.; Carneiro, R. (2013). A implementação do sistema de custos proposto pelo governo federal: uma análise sob a ótica institucional. Revista de Administração Pública, 47(2), 469-491.

Carvalho Neto, P. A. D. (2008). O usuário e os sistemas de informatização: a utilização do sistema de controle de operações da delegacia legal pelos policiais civis do Estado do Rio De Janeiro. (Dissertação Mestrado, Fundação Getúlio Vargas).

Cavalluzzo, K. S.; Ittner, C. D. (2004). Implementing performance measurement innovations: evidence from government. Accounting, Organizations and Society, 29(3), 243-267.

Ceneviva, R.; Farah, M. F. S. (2012).Avaliação, informação e responsabilização no setor público. Rev. Adm. Pública, 993-1016.

DE CONTABILIDADE, C. F. (2008). NBC T 16-Normas brasileiras de contabilidade aplicadas ao setor público -16.1- conceituação, objeto e campo de aplicação.

Fragoso, A. R.; Macêdo, J. M. A.; de Gusmão Lopes, J. E.; Ribeiro Filho, J. F.; Pederneiras, M. M. M. (2012). Normas Brasileiras e Internacionais de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público e o Desafio da Convergência: uma Análise Comparativa - IPSAS e NBCTSP. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade - REPeC, v. 6, n. 4.

Herbest, F. G. (2010). Regime de competência no setor público: a experiência de implementação de diversos países. In IV Congresso ANPCONT. Natal/RN, de. (Vol. 6).

Karunasena, K.; Deng, H. (2012). Critical factors for evaluating the public value of egovernment in Sri Lanka. Government Information Quarterly, 29(1), 76-84.

Kober, R.; Lee, J.; Ng, J. (2010). Mind Your Accruals: Perceived Usefulness of Financial Information in the Australian Public Sector Under Different Accounting Systems. Financial Accountability & Management, 26(3), 267-298.

Laudon, Kenneth C.; Laundon, Jane P. (2007). Sistemas de Informações Gerenciais: administrando a empresa digital. Pearson Prentice Hall.

Lima, D. H.; Raupp de Vargas, E. (2012). Estudos internacionais sobre inovação no setor público: como a teoria da inovação em serviços pode contribuir? RAP, Rio de Janeiro, 46(2), 385-401.

Lima, D. V. D.; Guedes, M. A.; Santana, C. M. (2009). As Normas Brasileiras de Contabilidade aplicadas ao setor público e a legislação contábil pública brasileira: uma análise comparativa à luz da teoria contábil. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 12, n. 2.

Lima, J. P. C.; Antunes, M. T. P.; de Mendonça Neto, O. R.; Peleias, I. R. (2012). Estudos de caso e sua aplicação: proposta de um esquema teórico para pesquisas no campo da contabilidade. Revista de Contabilidade e Organizações, 6(14), 127-144.

Macêdo, J. M. A.; Lopes, J. E. G.; Silva, L. M. D.; Ribeiro Filho, J. F.; Pederneiras, M. M. M.; Feitosa, M. G. G. (2010). Convergência contábil na área pública: uma análise das percepções dos auditores de TCES, contadores e gestores públicos. Revista de Contabilidade e Organizações, 4(8), 69-91.

Maroco, J.; Garcia-Marques, T. (2013). Qual a fiabilidade do alfa de Cronbach? Questões antigas e soluções modernas? Laboratório de Psicologia, 4(1), 65-90.

Martínez, J. Á.; Lara-Navarra, P.; Beltrán, P. (2006). La influencia de la sociedade del conocimiento en la modernización de la Administración pública. Revista sobre La Sociedad del Conocimiento, v. 3, p. 1-7.

Matias-Pereira, J. (2008). Administração pública comparada: uma avaliação das reformas administrativas do Brasil, EUA e União Europeia. Revista de Administração Pública, 42(1), 61-82.

Mendonça, C. M. C.; Guerra, L. C. B.; de Souza Neto, M. V.; de Araújo, A. G. (2013). Governança de tecnologia da informação: um estudo do processo decisório em organizações públicas e privadas. Revista de Administração Pública - RAP, 47(2), 443-468.

PACHECO, R. S. (1999). Proposta de reforma do aparelho do Estado no Brasil: novas ideias estão no lugar. PETRUCCI, V.; SCHWARZ, L. et al. Administração Pública Gerencial: a reforma de.

Padoveze, C. L. (2009). Sistemas de informações contábeis: fundamentos e análise. Atlas.

Sá, M. C. B. D. (2009). Avaliação dos impactos da modernização da gestão pública no desempenho dos estados brasileiros (Dissertação Mestrado, Universidade de São Paulo).

Sanvicente, A. Z. (1999). A contabilidade e a teoria da informação. Caderno de Estudos, n. 22, p. 01-10.

Slomski, Valmor; Camargo, G. Bueno de; Cintra, A. C.; Vilma, A. Filho. (2010). A demonstração de resultado econômico e sistemas de custeamento como instrumentos de evidenciação do cumprimento do princípio constitucional da eficiência, produção de governança e accountability no setor público: uma aplicação na Procuradoria Geral do Município de São Paulo. Revista de Administração Pública - RAP, 44(4), 933-957.

Souza, A. A.; Novelli, M.; Minello, Í. F.; Endrici, J. O. M.; Avelar, E. A. (2005). Análise de sistemas de informações utilizados como suporte para os processos de estimação de custos e formação de preços. Revisa ABC, v. 1.

Stábile, S. (2001). Um estudo sobre a desconexão entre usuários e desenvolvedores de sistemas de informação e sua influência na obtenção de informação pelo decisor. (Dissertação Mestrado, Universidade de São Paulo).

Wang, Y. S.; Liao, Y. W. (2008).Assessing eGovernment systems success: A validation of the DeLone and McLean model of information systems success. Government Information Quarterly, 25(4), 717-733.

Wetherbe, J. C.; McLean, E. R.; Leidner, D. E.; Turban, E. (2006). Information technology for management: transforming organizations in the digital economy. J. Wiley.

Zaied, A. N. H. (2012). An integrated success model for evaluating information system in public sectors. Journal of Emerging Trends in Computing and Information Sciences, 3(6), 814-825.