O Processo de Implementação das Estratégias: o caso do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) Outros Idiomas

ID:
37222
Resumo:
Este artigo tem por objetivo analisar o processo de implementação das estratégias na realidade do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). A pesquisa se configura a partir da estratégia de pesquisa de estudo de caso único, e os dados foram coletados por meio dos seguintes instrumentos: pesquisa bibliográfica, pesquisa documental, entrevista semiestruturada e observação sistemática. A conclusão destaca determinadas práticas que tendem a promover a implementação das estratégias, como o engajamento da coalizão dominante da Instituição com o processo de implementação das estratégias formuladas a partir do planejamento estratégico e emprega processos legais já existentes para incorporar novas diretrizes na cultura organizacional; e práticas que tendem a dificultar o processo de implementação, como o distanciamento entre os planejadores e os executores das estratégias e a falta da visão simultânea entre o planejamento e a execução.
Citação ABNT:
NEIS, D. F.; PEREIRA, M. F.; SOARES, M. L.; GOMES FILHO, W. V. O Processo de Implementação das Estratégias: o caso do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) . Revista de Ciências da Administração, v. 17, n. 42, p. 22-37, 2015.
Citação APA:
Neis, D. F., Pereira, M. F., Soares, M. L., & Gomes Filho, W. V. (2015). O Processo de Implementação das Estratégias: o caso do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) . Revista de Ciências da Administração, 17(42), 22-37.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/37222/o-processo-de-implementacao-das-estrategias--o-caso-do-ministerio-publico-de-santa-catarina--mpsc--/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ACKOFF, R. L. Planejamento empresarial. Rio de Janeiro: LTC – Livros técnicos e Científicos Editora S.A.; 1982.

AMIS, J. M.; SILK, M. L. The Philosophy and Politics of Quality in Qualitative Organizational Research. Organizational Research Methods, [S.l.], v. 11, n. 3, p. 456-480, 2008.

AMITABH, M.; GUPTA, R. K. Research in strategystructureperformance construct: review of trends, paradigms and methodologies. Journal of Management and Organization, [S.l.], v. 16, n. 5, p. 757-776, 2010. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2013. 2010.

ANSOFF, I. Corporate Strategy. New York: McGraw-Hill, 1965.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BEER, M.; EISENSTAT, R. A. The silent killers of strategy implementation and learning. Sloan Management Review, [S.l.], v. 41, n. 4, p. 29-40, Summer, 2000. Disponível em: . Acesso em: 5 jul 2013. 2000.

BOSSIDY, L.; CHARAN, R. Desafio: fazer acontecer, a disciplina de execução nos negócios. 3. ed. Rio de Janeiro: Negócio Editora, 2002.

BRENES, E.; MENA, M.; MOLINA, G. Key success factors for strategy implementation in Latin America. Journal of Business Research, [S.l.], n. 61, p. 590-598, 2008.

DYE, R.; SIBONY, O. How to improve strategic planning. Mckinsey Quarterly, [S.l.], v. 3, p. 40-49, 2007. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2013. 2007.

ESTRADA, R. J. S.; ALMEIDA, M. I. R.; A eficiência e a eficácia da gestão estratégica: do planejamento estratégico à mudança organizacional. Revista de Ciências da Administração, [S.l.], Florianópolis, v. 9, n. 19, p. 147178, set.-dez, 2007.

FRENCH, S. Critiquing the language of strategic management. Journal of Management Development, [S.l.], v. 28, n. 1, p. 6-16, 2009.

GERRING, J.; MCDERMOTT, R. An experimental template for case study research. American Journal of Political Science, [S.l.], v. 51, n. 3, p. 688-701, 2010.

HAMBRICK, D. C.; FREDRICKSON, J. W. Are you sure you have strategy? Academy of Management Executive, [S.l.], v. 15, n. 4, p. 48-59, nov. 2001. Disponível em: . Acesso em: 11 jun. 2013. 2001.

HOMBURG, C.; KROHMER, H.; WORKMAN, J. P. A strategy implementation perspective of market orientation. Journal of Business Research, [S.l.], v. 57, p. 1.331-1.340, 2004. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2013. 2004.

HREBINIAK, L. G. Fazendo a estratégia funcionar: o caminho para uma execução bem-sucedida. Porto Alegre: Bookman, 2006.

HUSSEY, D. The Implementation Challenge. Chichester, England: John Wiley &Sons, 1996.

JICK, T. D. Vision is 10%, Implementation the Rest. Business Strategy Review, London, v. 12, n. 4, p. 3638, 2001.

KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P. Using the balanced scorecard as a strategic management system. Harvard Business Review, [S.l.], v. 85, p. 150-161, 2007.

KELLE, U. Análise com auxílio de computador: codificação e indexação. In: BAUER, M. W.; GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2004. p. 393-415.

KICH, J.; PEREIRA, M. F. A influência da liderança, cultura, estrutura e comunicação organizacional no processo de implantação do planejamento estratégico. Cadernos EBAPE.BR, Rio de Janeiro, v. 9, n. 4, artigo 6, p. 1.045-1.065, 2011.

MINISTÉRIO PÚBLICO DE SANTA CATARINA. Planejamento Estratégico MPSC 2012-2022: construindo nosso futuro. Florianópolis: ProcuradoriaGeral de Justiça, 2012.

MINISTÉRIO PÚBLICO DE SANTA CATARINA. Plano geral de atuação 2013. Florianópolis: ProcuradoriaGeral de Justiça, 2013.

MINISTÉRIO PÚBLICO DE SANTA CATARINA. Relatório de gestão institucional 2012. Florianópolis: MPSC, 2013.

MINTZBERG, H. Criando organizações eficazes: estruturas em cinco configurações. 2. ed. 4. reimpressão, São Paulo: Atlas, 2008.

MINTZBERG, H.; QUINN, J. B. O processo da estratégia. 1. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

MINTZBERG, H. The Fall and Rise of Strategic Planning. Harvard Business Review, [S.l.], p. 107-114, 1994.

PEREIRA, M. F. Planejamento estratégico: teorias, modelos e processos. São Paulo: Atlas, 2010.

RUKSTAD, M. G.; COLLIS, D. J. Can You Say What Your Strategy Is? Harvard Business Review, [S.l.], v. 86, p. 82-90, 2008. Disponível em: . Acesso em: 22 jul. 2013. 2008.

SPEE, A. P.; JARZABKOWSKI, P. Strategy tools as boundary objects. Strategic Organization, [S.l.], v. 7, p. 223-232, 2009. Disponível em: . Acesso em: 26 jun. 2013. 2009.

VOLBERDA, H. W. Crisis in strategy: fragmentation, integration or synthesis. European Management Review, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 35-42, 2004.

WHITTINGTON, R. O que é estratégia. São Paulo: Thomson Learning, 2002.

YIN, R. K. Case study research, design and methods. Thousand Oaks. California: Sage Publications, 2009.