Motivação para Sucesso, Afiliação e Poder dos Estudantes de Ciências Contábeis: Desafios para Atrair o Poder e Garantir o Sucesso Outros Idiomas

ID:
37253
Resumo:
Entre as diversas teorias que tratam da motivação humana, destaca-se a teoria motivacional de conteúdo desenvolvida por McClelland (1961), que identifica três necessidades aprendidas e adquiridas por meio da interação social: sucesso, afiliação e poder. Considerando o ambiente educacional, em especial as necessidades motivacionais de alunos de graduação, o presente estudo tem o objetivo de buscar evidências que permitam identificar a relação entre as necessidades motivacionais sucesso, afiliação e poder e o nível de remuneração e de desempenho acadêmico de graduandos em Ciências Contábeis. Investiga-se, ainda, a relação entre as necessidades motivacionais e algumas características dos respondentes como gênero, instituição em que cursou o ensino médio (pública ou privada), tempo dedicado ao estudo, vínculo empregatício e turno do curso de graduação. As evidências foram coletadas a partir de questionário respondido por 769 estudantes de graduação em Ciências Contábeis em Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras. Os resultados indicam que os estudantes apresentam um perfil com forte motivação para o sucesso, destacando-se que a média de motivação para o poder está abaixo do ponto central da escala adotada no instrumento. Foram encontradas duas associações com correlação significativa, porém baixa, entre motivação para sucesso e níveis de remuneração, e entre motivação para afiliação e níveis de desempenho acadêmico.
Citação ABNT:
CORNACHIONE JUNIOR, E. B.; LUCA, M. M. M.; CUNHA, J. V. A.; OTT, E. Motivação para Sucesso, Afiliação e Poder dos Estudantes de Ciências Contábeis: Desafios para Atrair o Poder e Garantir o Sucesso . Revista Universo Contábil, v. 11, n. 2, p. 47-64, 2015.
Citação APA:
Cornachione Junior, E. B., Luca, M. M. M., Cunha, J. V. A., & Ott, E. (2015). Motivação para Sucesso, Afiliação e Poder dos Estudantes de Ciências Contábeis: Desafios para Atrair o Poder e Garantir o Sucesso . Revista Universo Contábil, 11(2), 47-64.
DOI:
10.4270/ruc.201521
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/37253/motivacao-para-sucesso--afiliacao-e-poder-dos-estudantes-de-ciencias-contabeis--desafios-para-atrair-o-poder-e-garantir-o-sucesso-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ABRAMO, P. Pesquisa em ciências sociais. In: HIRANO, Sedi (Ed.). Pesquisa social: projeto e planejamento. São Paulo: T.A. Queiroz, 1979, p. 21-88.

AGRESTI, A.; FINLAY, B. Statistical methods for social sciences, 3rd ed. Upper Saddle River, NJ: Prentice-Hall, 1986.

AVELINO, B. C.; CUNHA, J. V. A.; NASCIMENTO, E. M. Desenvolvimento profissional de estudantes de Ciências Contábeis: análise empírica sobre as intenções após a graduação em relação a cursar pós-graduação. Revista Universo Contábil, v. 9, n. 2, p. 104-124, abr./jun. 2013. http://dx.doi.org/10.4270/ruc.2013215

BERGAMINI, C. W.; CODA, R. Psicodinâmica da vida organizacional: motivação e liderança. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1997.

BERGAMINI, C. W. Motivação nas organizações. 4. ed. São Paulo: Atlas, 1997.

CARTER, R. I.; NEASON, A. B. Participation in FFA and self-perception of personal development. The Journal of the American Association of Teacher Educators in Agriculture, v. 25, n. 3, p. 39-44. 1984.

CRESWELL, J. W. Research design: Qualitative, quantitative, and mixed methods approaches. 2. ed. Thousand Oaks, CA: Sage, 2003.

HAMPTON, D. R. Administração Contemporânea. 3. ed. São Paulo: McGraw-Hill, 1992.

MARTINS, G. A.; THEÓPHILO, C. R. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2ª. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MASLOW, A. H. Introdução à psicologia do ser. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1999.

McCLELLAND, D. C.; BURNHAM, D. H. Power is the great motivator. Harvard Business Review, v. 54, n. 2, p. 100-110, mar./abr. 1976.

McCLELLAND, D. C. Business drives and national achievement. Harvard Business Review, v. 40, n. 4, p. 99-112, jul./ago. 1962.

McCLELLAND, D. C. Human motivation. 1. ed. Cambridge: Cambridge University Press, 1987.

McCLELLAND, D. C.; KOESTNER, R.; WEINBERGER, J. How do self-attributed and implicit motives differ? Psychological Review, v. 96, n. 4, p. 690-702, 1989. http://psycnet.apa.org/doi/10.1037/0033-295X.96.4.690

McCLELLAND, D. C. Motivational configurations. In C.P. Smith (Ed.). Motivation and personality: handbook of thematic content analysis. (pp. 87-99). Cambridge, England: Cambridge University Press. 1992, p. 87-99.

McCLELLAND, D. C.; PILON, D. A. Sources of adult motives in patterns of parent behavior in early childhood. Journal of Personality and Social Psychology, v. 44, n. 3, p. 564-574. 1983. http://psycnet.apa.org/doi/10.1037/0022-3514.44.3.564

McCLELLAND, D. C.; STEELE, R.S. Human motivation a book of readings. Morristown: General Leaning Press, 1973

McCLELLAND, D. C. The achieving society. Pricenton: Van Nostrand. 1976.

McCLELLAND, D. C. What is the effect of achievement motivation training in the schools? Teachers College Record, v. 74, p. 129-145, 1972.

MONTEIRO, R.; AGOSTINHO, L.; DANIEL, F. Um diagnóstico da desigualdade de gênero num município em Portugal: estruturas e representações. Revista de Administração Pública, v. 49, n. 2, p. 423-446, 2015. http://dx.doi.org/10.1590/0034-7612130497

NUTTIN, J. Teoria da Motivação Humana: da necessidade ao projeto de ação. Tradução: Píer Luigi Cabra. São Paulo: Loyola, 1983.

PODSAKOFF, P. M.; MACKENZIE, S. B.; PAINE, J. B.; BACHRACH, D. G. Organizational citizenship behaviors: A critical review of the theoretical and empirical literature and suggestions for future research, Journal of Management, v. 26, n. 3, p. 513-563, jun. 2000. http://dx.doi.org/10.1177/014920630002600307

RAYNOR, J. O. Relationships between achievement related motives, future orientation, and academic performance. Journal of Personality and Social Psychology, v. 15, n. 1, p. 28-33, 1970. http://psycnet.apa.org/doi/10.1037/h0029250

REGO, A.; CARVALHO, T. Motivos de Sucesso, Afiliação e Poder: Evidência Confirmatória do Constructo. Psicologia: Teoria e Prática, v. 18, n. 1, p. 17-26, jan./abr. 2002.

REGO, A.; LEITE, E. Motivos de sucesso, afiliação e poder: um estudo de validação do constructo no Brasil. Estudos Psicológicos, v. 8, n. 1, jan./abr. 2003.

REGO, A. Motivações e desempenho de estudantes universitários. Análise Psicológica, v. 16, n. 4, p. 635-646, dez. 1998.

REGO, A. Níveis de motivação e graus de desempenho. Revista Portuguesa de Gestão, v. 2, p. 69-82, 1993.

REGO, A. Os motivos de sucesso, afiliação e poder: desenvolvimento e validação de um instrumento de medida. Análise Psicológica, v. 18, n. 3, p. 335-344, 2000.

REGO, A.; TAVARES, A. I.; CUNHA, M. P. ; CABRAL-CARDOSO, C. Os Motivos de Sucesso, Afiliação e Poder: Perfis Motivacionais de Estudantes de Graduação e PósGraduação e sua Relação com Níveis Remuneratórios, Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 18, n. 2, p. 225-236, mai./ago. 2005. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722005000200011

ROBBINS, S. P. Comportamento Organizacional. 9. ed. Prentice Hall. São Paulo, 2002.

SELLTIZ, C.; WRIGHTSMAN, L. S.; COOK, S. W. Métodos de pesquisa nas relações sociais. Tradução: M. M. H. d’Oliveira, M. M. del Rey. 2.ed. São Paulo: EPU, 1987

SELLTIZ, C.; WRIGHTSMAN, L. S.; COOK, S. W. Métodos de pesquisa nas relações sociais. Tradução: M. M. H. d’Oliveira, M. M. del Rey. 2.ed. São Paulo: EPU, 1987, v. 1.

VERNON, M. D. Motivação Humana. Tradução: Luiz Carlos Lucchetti. Rio de Janeiro: Vozes, 1973.

WINTER, D. G. A revised scoring system for the power motive. In C. P. Smith (Org.), Motivation and personality: handbook of thematic content analysis. Cambridge: Cambridge University Press, 1992, p. 311-324.