Alinhamento entre as Estratégias Competitivas e a Gestão de Custos: Um Estudo em Pequenas Empresas Industriais do Setor de Transformação

ID:
37297
Resumo:
O presente trabalho analisou o alinhamento entre as estratégias competitivas e a gestão dos custos de fabricação em pequenas empresas industriais, com vistas à obtenção de vantagens competitivas, por meio de uma pesquisa descritiva com abordagem quantitativa em que o universo eram as pequenas empresas industriais do segmento de transformação, situadas no município de Mossoró-RN. Os principais resultados obtidos demonstraram que a integração das estratégias competitivas com a gestão de custos resulta em vantagem, principalmente para as pequenas empresas industriais que adotam postura de meio-termo com prioridades às ações estratégicas de diferenciação de produtos e redução de custos e que o alinhamento das estratégias competitivas com a gestão de custos é mais favorável às pequenas empresas industriais que atuam em diferenciação de produtos e liderança de custos de forma simultânea, ou mesmo excepcionalmente em diferenciação. Os resultados apontaram que emergem vantagens competitivas tanto em diferenciação quanto em baixo custo.
Citação ABNT:
MELO, M. A.; LEONE, R. J. G. Alinhamento entre as Estratégias Competitivas e a Gestão de Custos: Um Estudo em Pequenas Empresas Industriais do Setor de Transformação. Brazilian Business Review, v. 12, n. 5, p. 83-104, 2015.
Citação APA:
Melo, M. A., & Leone, R. J. G. (2015). Alinhamento entre as Estratégias Competitivas e a Gestão de Custos: Um Estudo em Pequenas Empresas Industriais do Setor de Transformação. Brazilian Business Review, 12(5), 83-104.
DOI:
http://dx.doi.org/10.15728/bbr.2015.12.5.5
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/37297/alinhamento-entre-as-estrategias-competitivas-e-a-gestao-de-custos--um-estudo-em-pequenas-empresas-industriais-do-setor-de-transformacao/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ALMEIDA, L. B.; MACHADO, E. A; PANHOCA, L. Práticas de gestão de custos e perspectivas estratégicas: um estudo na indústria da construção do estado do Paraná. Revista brasileira de gestão de negócios, São Paulo, v. 14, n. 44, p. 353-368, jul./set. 2012.

BACURAU, F. B. F. Estratégias competitivas genéricas nas empresas comerciais varejistas de shopping centers: um estudo a partir do modelo de Porter. 2006. 138 f. Dissertação (Mestrado em Administração) Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal, Natal (RN), 2006.

BERVIAN, P. A.; CERVO, A. L. Metodologia científica. 4. ed. São Paulo: Makron Books, 1996.

BEUREN, I. M. et al. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

CHENHALL, R. H. Management control systems design within its organizational context: findings from contingency -based research and directions for the future. Accounting, Organizations and Society, Oxford, v. 28, n. 2/3, p. 127-168, fev./abr. 2003.

CORRAR, L. J.; PAULO, E.; DIAS FILHO, J. M. Análise multivariada para os cursos de administração, ciências contábeis e economia. São Paulo: Atlas, 2009.

DESS, G. G.; DAVIS, P. S. P. Generic strategies as determinants of strategic group membership and organizational performance. Academy of Management Journal, v. 27, n. 3, p. 467-488, 1984.

EIDT, J. Gestão de custos em indústrias do setor moveleiro estabelecidas na região do oeste do estado de Santa Catarina: um estudo multicasos. 2006. 234 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) Centro de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Regional de Blumenau, Blumenau (SC), 2006.

FIERN. Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte. Disponível em: . Acesso em: 07 fev. 2013.

FONSECA, J. N. Estratégias corporativas e gestão de custos: um alinhamento necessário para atingir custos operacionais eficientes. 2007. 147 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba (PR), 2007.

FREGA J. R.; LEMOS I. S.; SOUZA A. C. A dinâmica do alinhamento entre as estratégias competitivas e a gestão de custos. Um estudo de caso. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS, 14.; 2007, João Pessoa (PB). Anais... João Pessoa: ABC, 2007.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 2008.

GULINI, P. L. Ambiente organizacional, comportamento estratégico e desempenho empresarial: um estudo no setor de provedores de internet de Santa Catarina. 2005. 160 f. Dissertação (Mestrado em Administração) Centro de Administração da Universidade do Vale do Itajaí. Biguaçu (SC), 2005.

HANSEN, D. R.; MOWEN, M. M. Gestão de custos: contabilidade e controle. São Paulo: Pioneira Tomson Learning, 2001.

HILL, C. W. L. Differentiation versus low cost or differentiation and low cost: a contingency framework. Academy of Management Review, v. 13, p. 401-412, 1988.

HILL, T. J. Manufacturing strategy: keeping it relevant by adressing the needs of the market. Integrated Manufacturing Systems, Bradford, v.8/5, p.257-264, 1997.

KIM, L.; LIM, Y. Environment, generic strategies and performance in a rapidly developing country: a taxonomic approach. Academy of Management Journal, v. 31, n. 4, p. 802-827, 1988.

MARTINS, E. Contabilidade de custos. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

MILLER, A.; DESS, G. G. Assessing Porter´s (1980) model in terms of its generalizability, accuracy and simplicity. Journal of Management Studies, v. 30, n. 4, p. 553-585, 1993.

MILLER, D. The generic strategy trap. The Journal of Business Strategy, p. 37-41, jan./fev.; 1992.

OLIVEIRA, D. P. R. Estratégia empresarial: uma abordagem empreendedora. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1991.

PORTER, M. E. Competitive advantage: creating and sustaining competitive performance. New York: The Free Press, 1985.

PORTER, M. E. Estratégia competitiva: técnicas para análise de indústrias e da concorrência. 9. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1995.

SANTOS, J. J. Formação de preços e do lucro empresarial. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1988. 196p.

SEBRAE. Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Critérios de classificação das empresas: MEI-MEEPP. Disponível em: . Acesso em: 25 maio2012.

SHANK, J. K.; GOVINDARAJAN, V. A revolução dos custos. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

SILVA, E. M. Alinhamento das estratégias competitivas com as estratégias de produção: estudo de casos no polo moveleiro de Votuporanga-SP. 2003. 163 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo (USP), São Carlos (SP), 2003. Disponível em: .

SOUZA, A.; CLEMENTE, A. Contextos, paradigmas e sistemas de custeio. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DE CUSTOS, 5.; 1998, Fortaleza (CE). Anais... Fortaleza: ABC, 1998. p. 141-156.

TONDOLO, R. R. P. A integração da estratégia competitiva e custos com o processo de desenvolvimento de produtos: um estudo multicascos. 2010. Dissertação (Mestrado em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração – PPGA, Universidade de Caxias do Sul (UCS), Caxias do Sul (RS), 2010. Disponível em: .

ZUCKERMAN, G. J.; ROMOCKI, T.; CHEN, Y. S. Al. Examination of US-based japanese subsidiaries: evidence of the transfer of the Japanese strategic cost management. International Journal of Accounting, v. 32, n. 4, p. 417-440, 1997.