Relação entre estilo de liderança e comprometimento organizacional afetivo Outros Idiomas

ID:
37483
Resumo:
A liderança e seus estilos contribuem para gerar desempenho e resultados melhores para as organizações. Objetivou-se analisar a relação entre os estilos de liderança e o comprometimento organizacional afetivo (COA). Utilizou-se o método quantitativo, com dados coletados por um questionário de autopreenchimento composto por três escalas que medem as variáveis da pesquisa com 92 trabalhadores de uma empresa privada na cidade de São Paulo. A análise foi descritiva e multivariada, buscando-se correlações entre três estilos de liderança: tarefa, relacionamento e situacional com o COA. Encontraram-se fracas correlações entre estilos de liderança e COA, sendo significativas as correlações do comprometimento com o estilo tarefa e com o estilo situacional, porém, com variações em razão do tamanho da amostra. Esses resultados contribuem para o aprimoramento dos processos de gestão de pessoas a fim de promover melhorias no desenvolvimento das lideranças e no comprometimento das pessoas por meio das políticas da organização.
Citação ABNT:
NOGUEIRA, M. L. O.; COSTA, L. V.; CLARO, J. A. C. D. S. Relação entre estilo de liderança e comprometimento organizacional afetivo. RACE: Revista de Administração, Contabilidade e Economia, v. 14, n. 2, p. 707-736, 2015.
Citação APA:
Nogueira, M. L. O., Costa, L. V., & Claro, J. A. C. D. S. (2015). Relação entre estilo de liderança e comprometimento organizacional afetivo. RACE: Revista de Administração, Contabilidade e Economia, 14(2), 707-736.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/37483/relacao-entre-estilo-de-lideranca-e-comprometimento-organizacional-afetivo/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ALLEN, N. J.; MEYER, J. P. The measurement and antecedents of affective, continuance and normative commitment to the organization. Journal of Occupational Psychology, v. 63, p. 01-18, 1990.

ANDRADE, M. M. Como preparar trabalhos para o curso de Pósgraduação: noções práticas. São Paulo: Atlas, 2002.

ARAUJO, A. Coach: um parceiro para o seu sucesso! Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

BARNEY, J. B. Asset stocks and sustained competitive advantage: a comment. Management Science, v. 35, p. 1511-1513, 1989.

BASTOS, A. V. B. Comprometimento organizacional: a estrutura dos vínculos do trabalhador com a organização, a carreira e o sindicato. 1994. 133 p. Tese (Doutorado em Administração)-Brasília, DF: Universidade de Brasília, 1994.

BENEVIDES, V. L. A. Os estilos de liderança e as principais táticas de influência utilizadas pelos líderes brasileiros. 2010. 144 p. Dissertação (Mestrado Executivo em Gestão Empresarial)-Fundação Getulio Vargas, São Paulo, 2010.

BERGAMINI, C. W. Liderança: administração do sentido. São Paulo: Atlas, 1994.

BLAKE, R. R.; MOUTON, J. S. O grid gerencial. São Paulo: Pioneira, 1975.

BLANCO, V. B. Um estudo sobre a prática de coaching no ambiente organizacional e a possibilidade de sua aplicação como prática de gestão de conhecimento. 2006. 217p. Dissertação (Mestrado em Gestão do Conhecimento e Tecnologia da Informação)- Universidade Católica de Brasília, Brasília, DF, 2006.

BOWDITCH, J. L.; BUONO, A. F. Elementos do comportamento organizacional. São Paulo: Pioneira Thomson, 2002.

BURNS, J. M. Leadership. New York: Harper, 1978.

CAVICCHIOLI, G. Estilos de liderança de fundadores de empresas familiares do setor de transporte rodoviário de cargas no Brasil e a continuidade do negócio. 2008. 124p. Dissertação (Mestrado em Administração de empresas)-Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.

CHANG JUNIOR, J. Gestão de pessoas através do desenvolvimento do comprometimento organizacional: uma abordagem holística e simultânea dos determinantes envolvidos nesse processo. 2002. Tese (Doutorado em Administração)-Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.

CONGER, J. A.; KANUNGO, R. N. Toward a behavioral theory of charismatic leadership in organizational settings. Academy of Management Review, v. 12, p. 637-647, 1987.

COSTA, F. M.; BASTOS, A. V. B. Múltiplos comprometimentos no trabalho: um estudo entre trabalhadores de organizações agrícolas do polo de fruticultura irrigada de Juazeiro/Petrolina. Rev. Adm. UFSM, Santa Maria, v. 2, n. 2, p. 280297, maio/ago. 2009.

DI STEFANO, R. O Líder-coach: líderes criando líderes. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2012.

FERNANDES, M. C. O papel moderador de estilos de liderança na relação entre percepção de suporte organizacional e comprometimento organizacional afetivo: um estudo com trabalhadores da Região Sudeste do Brasil. 2012. 113 p. Dissertação (Mestrado em Administração)-Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2012.

FRAGA, L. D. Motivação nas Organizações. Revista da Católica, v. 3, n. 5, jan. / jun. 2005.

FURTADO, O. Dialética e contradições da construção da identidade social. Psicol. Soc.; v. 22, n. 2, p. 259-268, 2010.

GASPAR, D. J.; PORTÁSIO, R. M. Liderança e coaching: desenvolvendo pessoas, recriando organizações. Rev. de Ciências Gerenciais, v. 13, n. 18, p. 17-41, 2009.

GIL, A. C. Pesquisa Social. São Paulo: Atlas, 1999.

GOLEMAN, D. O poder da inteligência emocional: a experiência de liderar com sensibilidade e eficácia. Rio de Janeiro: Campus, 2002.

GONÇALVES, M. N. C. Estilos de liderança: um estudo de autopercepção de enfermeiros gestores. 2008. 141 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Empresariais)-Universidade Fernando Pessoa, Porto, Portugal, 2008.

HAIR JUNIOR, J. F. et al. Análise multivariada de dados. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

HERSEY, P. ; BLANCHARD, K. H. Psicologia para administradores: a teoria e as técnicas da liderança situacional. São Paulo: E.P. U.; 1986.

LONGARAY, A. A.; GIESTA, L. C. Pressupostos para uma Direção Eficaz: a teoria de liderança revisitada. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 29; 1999, Salvador. Anais... Salvador: Abepro, 1999.

MAGALHÃES, L. R. Aprendendo a lidar com gente: relações interpessoais no cotidiano. 2. ed. Salvador: Edufba, 2001.

MAYER, J. D.; DIPAOLO, M. T.; SALOVEY, P. Perceiving affective content in ambiguous visual stimuli: a component of emotional intelligence. Journal of Personality Assessment, v. 54, p. 772-781, 1990.

McGREGOR, D. Motivação e Liderança. São Paulo: Brasiliense, 1973.

McGREGOR, D. O lado humano da empresa. São Paulo: Martins Fontes, 1980.

MEDEIROS, C. A. F. et al. Comprometimento Organizacional: o estado na arte no Brasil. RAC - Revista de Administração Contemporânea, v. 7, n. 4, p. 187-209, out./dez. 2003.

MELO, E. A. A. Escala de avaliação do estilo gerencial (EAEG): desenvolvimento e validação. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho RPOT, v. 4, n. 2, p. 3132, 2004.

MEYER, J. P. ; ALLEN, N. J. A three-component conceptualization of organizational commitment. Human Resource Management Review, v. 1, n. 1, p. 61-89, 1991.

MOLLIS, M. Las reformas de la educación superior en Argentina para el nuevo milenio. Avaliação, Campinas, v. 13, n. 2, p. 509-532, 2008.

MOWDAY, R. T.; PORTER, L. W.; STEERS, R. M. Employee-organization linkages: the psychology of commitment, absenteeism, and turnover. New York: Academic Press, 1982.

MOWDAY, R. T.; PORTER, L. W.; STEERS, R. M. The measurement of organizational commitment. Journal of Vocational Behavior, v. 14, p. 224-247, 1979.

PANTOJA, S. G. Liderança: uma relação eficaz. 2005. 162 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica)-Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2005.

PENROSE, E.; PITELIS, C. The theory of the growth of the firm. 4. ed. New York: Oxford, 1959.

POLIT, D. F.; BECK, C. T.; HUNGLER, B. P. Fundamentos de pesquisa em Enfermagem: métodos, avaliação e utilização. Tradução Ana Thorell. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2004.

PORTER, M. E. Competitive strategy: techniques for analyzing industries and competitors. New York: The Free Press, 1980.

RAUPP, F. M.; BEUREN, I. M. Metodologia da pesquisa aplicável às ciências sociais. In: BEUREN, I. M. (Org.). Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. São Paulo: Atlas, 2006.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 1999.

RIOS, A. L. F. As Relações entre Satisfação, Longevidade no Trabalho e Comprometimento Organizacional em uma Empresa do Segmento Metalúrgico de Fortaleza. Revista de Psicologia UFC, v. 2, n. 1, jan. /jun. 2011.

ROCHA, D.; CALVANTE, C. E.; SOUZA, W. J. Estilos de Liderança: estudo de caso em uma organização militar. Revista de Administração da UNIMEP, v. 2, n. 1, jan. /jun. 2011.

ROMAN, S. et al. Análise do Comprometimento Organizacional de Sua Natureza em Relação aos Funcionários Públicos Municipais. Gestão & Regionalidade, v. 28, n. 84, p. 5-19, set./dez. 2012.

ROSENSTOCK, K. I. V. Satisfação, envolvimento e comprometimento com o trabalho: percepção dos profissionais na estratégia saúde da família. Revista Baiana de Saúde Pública, v. 35, n. 3, p. 591-603, 2011.

ROVEDA, V. As inter-relações entre liderança, comunicação e cultura nas organizações. 2010. 418 p. Dissertação (Mestrado em Administração)- Universidade Caxias do Sul, Caxias do Sul, 2010.

SANTOS, T. L. Os estilos de liderança nas organizações não governamentais da região metropolitana de Belém. 2010. 109 p. Dissertação (Mestrado Interinstitucional em Administração)-Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.

SCHERMERHORN JUNIOR, J. R.; HUNT, J. G.; OSBORN, R. N. Fundamentos do comportamento organizacional. 2. ed. São Paulo: Bookmann, 2005.

SILVA, J. C. O estilo de liderança dos bibliotecários de Brasília. 2009. 169 p. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação)-Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2009.

SIQUEIRA, M. M. M.; COSTA, L. V. ; FILENGA, D. O poder preditivo de percepção de justiça sobre suporte organizacional e seu impacto sobre o comprometimento afetivo. Gestão Contemporânea, Porto Alegre, v. 9, n. 12, p. 235-256, jul./dez. 2012.

SIQUEIRA, M. M. M. Medidas de comportamento organizacional: ferramentas de diagnóstico e de gestão. Porto Alegre: Artmed, 2008.

SOUZA, W. S. Análise da interdependência do capital psicológico, percepções de suporte e bem-estar no trabalho. 2011. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2011.

STEFANO, S. R.; GOMES FILHO, A. C. Estilos de liderança: um estudo comparativo entre as empresas de transporte. In: ENCONTRO DA ANPAD - ENANPAD, 27.; 2003, Atibaia. Anais… Atibaia, 2003.

TABACHNICK, B. G.; FIDELL, L. S. Using multivariate statistics. 2. ed. New York: HarperCollins, 2001.

URIS, A. Liderança. 2. ed. São Paulo: IBRASA, 1967.

WANDERLEY, L. E. São Paulo no contexto da globalização. Lua Nova, n. 69, p. 173-203, 2006.

ZANELLI, J. C.; BORGES-ANDRADE, J. E.; BASTOS, A. V. B. Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. Porto Alegre: Artmed, 2004.