Educação financeira e taxa de poupança no Brasil Outros Idiomas

ID:
37780
Resumo:
Este artigo investiga se a educação financeira influencia a taxa de poupança escolhido pelos indivíduos. Para tanto, foi utilizada uma base de dados primária, com 345 indivíduos, que responderam a perguntas por meio de questionário online sobre suas características pessoais (sexo, cor, idade, renda e escolaridade) e também a perguntas que mediam seu nível de conhecimento financeiro. Utilizando modelos de mínimos quadrados ordinários, buscou-se verificar se indivíduos com mais educação financeira poupam mais, uma vez controladas as demais características individuais. Os resultados das regressões lineares mostram que enquanto o nível de escolaridade (medido em termos de anos de estudo) não influencia a taxa de poupança, o nível de educação financeira influencia, diretamente, na decisão de quanto poupar dos indivíduos.
Citação ABNT:
COSTA, C. M.; MIRANDA, C. J. Educação financeira e taxa de poupança no Brasil. Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade, v. 3, n. 3, p. 57-74, 2013.
Citação APA:
Costa, C. M., & Miranda, C. J. (2013). Educação financeira e taxa de poupança no Brasil. Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade, 3(3), 57-74.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/37780/educacao-financeira-e-taxa-de-poupanca-no-brasil/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português