Reputação corporativa negativa e o desempenho empresarial

ID:
37933
Resumo:
Este estudo tem o objetivo de verificar os impactos da adoção das International Financial Reporting Standard (IFRS) na assimetria informacional no mercado de capitais brasileiro por meio de uma pesquisa descritiva com abordagem quantitativa e usando um levantamento de dados das empresas pertencentes ao Índice Bovespa (IBOVESPA) no período de 2008 a 2011. Utilizou-se regressão linear para verificar se a variação no spread de compra e venda era explicada pelas variáveis: nível de governança corporativa; divulgação de informações em consonância com as IFRS; negociação de American Depositary Receipt (ADR) na New York Stock Exchange (NYSE) e classificação como empresa Blue Chips. Verificou-se que apenas a adoção obrigatória das IFRS e o fato de a empresa ser considerada uma Blue Chips estavam relacionados com a redução da assimetria informacional nas empresas brasileiras abordadas na pesquisa.
Citação ABNT:
BANDEIRA, M. T. S. S.; GÓIS, A. D.; LUCA, M. M. M.; VASCONCELOS, A. C. Reputação corporativa negativa e o desempenho empresarial. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 9, n. 24, p. 71-83, 2015.
Citação APA:
Bandeira, M. T. S. S., Góis, A. D., Luca, M. M. M., & Vasconcelos, A. C. (2015). Reputação corporativa negativa e o desempenho empresarial. Revista de Contabilidade e Organizações, 9(24), 71-83.
DOI:
http://dx.doi.org/10.11606/rco.v9i24.88647
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/37933/reputacao-corporativa-negativa-e-o-desempenho-empresarial/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ALMEIDA, A. L. C. Reputação organizacional: a importância de parâmetros para seu gerenciamento. Organicom - Revista Brasileira de Comunicação Social e Relações Públicas, v. 2, n. 2, p. 119-133, 2005.

ARTONI, L. F. Reputação corporativa e desempenho: uma analise do contexto brasileiro. 96 f. 2008. Dissertação (Mestrado em Administração) - Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2008.

ASSAF NETO, A. A dinâmica das decisões financeiras. Caderno de Estudos, n. 16, p. 1-17, 1997.

BARNETT, M. L.; JERMIER, J. M.; LAFFERTY, B. A. Corporate reputation: the definitional landscape. Corporate Reputation Review, v. 9, n. 1, p. 26-38, 2006.

BARNETT, M. L.; POLLOCK, T. G. The Oxford handbook of corporate reputation. Oxford: Oxford University Press, 2012.

BARNEY, J. Firm resources and sustained competitive advantage. Journal of Management, v. 17, n. 1, p. 99-120, 1991.

BASSO, L. F. C.; KRAUTER, E. Participação nos luscros/resultados e criação de valor: um estudo exploratório. Organização & Sociedade, v. 10, n. 26, p. 157-178, 2003.

BERGH, D. D.; KETCHEN, D. J.; BOYD, B. K.; BERGH, J. New frontiers of the reputation - performance relationship: insights from multiple theories. Journal of Management, v. 36, n. 3, p. 620-632, 2010.

BRASIL.Ministério da Justiça.Secretaria Nacional do Consumidor. Sistema Nacional de Informação de Defesa do Consumidor. Cadastro nacional de reclamações fundamentais. Disponível em: . Acesso em: 12 mai.2014.

BRITO, E. Reputação e desempenho: uma análise empírica no setor bancário. Revista Economia e Gestão, v. 5, n. 11, p. 117-142, 2005.

CAIXETA, C. G. F. Competitividade brasileira: um estudo da reputação de empresas nacionais por meio das dimensões governança, desempenho e produtos e serviços. 128 f. 2008. Dissertação (Mestrado em Administração) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008.

CAIXETA, C. G. F.; LOPES, H. E. G.; BERNARDES, P.; CARDOSO, M. B. R.; NETO, A. M. C. Reputação corporativa e desempenho econômico-financeiro: um estudo em cinco grandes grupos empresariais brasileiros. Revista Eletrônica de Gestão Organizacional, v. 9, n. 1, p. 86-109, 2011.

CARDOSO, V. I. C.; DE LUCA, M. M. M.; LIMA, G. A. S. F.; VASCONCELOS, A. C. Reputação corporativa nas empresas brasileiras: uma questão relevante para o desempenho empresarial? Revista Contemporânea de Contabilidade - RCC, v. 10, n. 21, p. 115-136, 2013.

CARVALHO, F. M.; KAYO, E. K.; MARTIN, D. M. L. Tangibilidade e intangibilidade na determinação do desempenho persistente de firmas brasileiras. Revista de Administração Contemporânea, v. 14, n. 5, p. 871889, 2010.

CASTRO, D. J. Como se constrói uma “reputação corporativa”? 167 f. 2008. Dissertação (Mestrado em Administração) - Escola de Administração, Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2008.

CERQUEIRA, J. E. A.; SOARES, T. M.; DAVID, M. V. Novas evidências sobre a relação entre a geração de valor ao acionista e o valor de mercado das ações: uma análise em painel comparando o EVA® e o MVA® no mercado brasileiro. Revista Pesquisa Operacional para o Desenvolvimento, v. 1, n. 2, p. 178-196, 2009.

COLLIS, J.; HUSSEY, R. Pesquisa em administração: um guia prático para os alunos de graduação e pósgraduação. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

DOMINGOS, S. R. M.; MOURA, A. A. F. Reputação corporativa e desempenho: uma análise nas maiores companhias abertas do Brasil. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 13., 2013, São Paulo. Anais... São Paulo: FEA-USP, 2013.

DOWLING, G. R. Managing your corporate images. Industrial Marketing Management, v. 15, p. 109-115, 1986.

FÁVERO, L. P.; BELFIORE, P.; SILVA, F. L.; CHAN, B. L. Análise de dados: modelagem multivariada para a tomada de decisões. Rio de Janeiro: Campus, 2009.

FOMBRUN, C. J.; GARDBERG, N. A.; SEVER, J. M. The reputation quotientSM: a multi-stakeholder measure of corporate reputation. Journal of Brand Management, v. 7, n. 4, p. 241-255, 2000.

FOMBRUN, C. J.; SHANLEY, M. What’s in a name? Reputation building and corporate strategy. Academy of Management Journal, Mississipi, v. 33, n. 2, p. 233-258, 1990.

GARDBERG, N. A.; FOMBRUN, C.J. The global reputation quotient project: first steps towards a crossnationally valid measure of corporate reputation. Corporate Reputation Review, v. 4, n. 4, p. 303-307, 2002.

HALL JR. E. H.; LEE J. Assessing the impact of firm reputation on performance: an international point of view. International Business Research, v. 7, n. 12, p. 1-13, 2014.

HORIUCHI, W. S. Reputação corporativa: impacto no valor de mercado das companhias das companhias abertas brasileiras. 60 f. 2010. Dissertação (Mestrado em Administração) - Instituto de Ensino e Pesquisa - Insper, São Paulo, 2010.

KAKKAR, D.; KAUR, T. Evaluating a link between corporate reputation and financial performance: a study of India’s most respected companies. International Journal of Entrepreneurship & Business Environment Perspectives, v. 3, n. 2, p. 939-947, 2014.

MACÊDO, J. M. A.; CORDEIRO, J. F.; PEREIRA, L. A. C.; RIBEIRO FILHO, J. F.; TORRES, U. C. L.; LOPES, J. E. G. Responsabilidade social e reputação corporativa: uma investigação sobre a percepção dos stakeholders numa concessionária de energia elétrica nordestina. RCO - Revista de Contabilidade e Organizações, v. 5, n. 11, p. 69-86, 2011.

MARTINS, G. R.; THEÓPHILO, C. R. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MERCO - Monitor Empresarial de Reputación Corporativa. Disponível em: . Acesso em: 7 mai. 2014.

MONTARDO, S. P.; CARVALHO, C. S. Questões teórico-metodológicos sobre métricas e reputação corporativa. Revista Alceu, v. 13, n. 25, p. 168-184, 2012.

ROBERTS, P. W.; DOWLING, G. R. Corporate reputation and sustained superior financial performance. Strategic Management Journal, v. 23, n. 12, p. 1.077-1.093, 2002.

SAMPIERI, R. H.; COLLADO, C. F.; LÚCIO, P. B. Metodologia de pesquisa. 3. ed. São Paulo: McGraw Hill, 2013.

THOMAZ, J. C.; BRITO, E. P. Z. Reputação corporativa: construtos formativos e implicações para a gestão. Revista de Administração Contemporânea - RAC, v. 14, n. 2, p. 229-250, 2010.

VANCE, P. S.; ÂNGELO, C. F. Reputação corporativa: uma revisão teórica. Revista de Gestão USP, v. 14, n. 4 p. 93-108, 2007.

YOUNG, S.; O’BYRNE, S. F. EVA e gestão baseada em valor: guia prático para implementação. Porto Alegre: Bookman, 2003.