Produção intelectual em secretariado executivo: estudo na revista de gestão e secretariado (GESEC) Outros Idiomas

ID:
38926
Resumo:
Os periódicos desempenham papel fundamental na propagação do conhecimento em todas as áreas. O objetivo deste estudo é identificar as características teórico-metodológicas dos artigos publicados na Revista de Gestão e Secretariado (GeSec), com o intuito de fornecer um mapa do que está sendo pesquisado no Secretariado e como as pesquisas vêm sendo estruturadas metodologicamente. A GeSec foi escolhida por ser o periódico mais bem classificado pela Qualis/Capes entre os específicos de Secretariado no Brasil, atualmente B2. A relevância desse tema decorre da importância de saber qual a atual situação da produção acadêmico-científica em Secretariado Executivo no país, de forma a justificar a demarcação teórico-metodológica da área a partir do histórico da pesquisa. Realizou-se revisão da literatura sobre pesquisa em Secretariado no Brasil, fundamentando-se nas proposições de Hoeller (2006), Nonato Júnior (2009), Sabino e Marchelli (2009), Maçaneiro (2012) e Nascimento (2012). Em seguida foi feita uma pesquisa bibliométrica descritiva e qualitativa com os artigos publicados no periódico desde sua criação até o ano de 2013, somando 73 produções. A coleta de dados seguiu os preceitos da pesquisa bibliográfica e o tratamento foi realizado mediante a análise de conteúdo. Constatou-se o forte diálogo do Secretariado com outras áreas do conhecimento, especialmente das Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, a se destacar a intimidade com a Administração e a Educação. Esse fato se justifica pelos estudos abordarem principalmente aspectos da prática profissional e da formação em Secretariado. As informações metodológicas na maioria dos artigos estão incompletas, revelando pouca familiaridade dos pesquisadores com a pesquisa científica. Infere-se que as características teóricometodológicas das publicações da revista GeSec indicam a interdisciplinaridade do Secretariado; logo a contribuição para a construção da identidade científica da área está na riqueza interdisciplinar das produções.
Citação ABNT:
DURANTE, D. G.; PONTES, E. S. Produção intelectual em secretariado executivo: estudo na revista de gestão e secretariado (GESEC). Revista de Gestão e Secretariado, v. 6, n. 1, p. 23-47, 2015.
Citação APA:
Durante, D. G., & Pontes, E. S. (2015). Produção intelectual em secretariado executivo: estudo na revista de gestão e secretariado (GESEC). Revista de Gestão e Secretariado, 6(1), 23-47.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/38926/producao-intelectual-em-secretariado-executivo--estudo-na-revista-de-gestao-e-secretariado--gesec-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Amilcar, D., Velho, L. (2000). A avaliação da ciência e a revisão por pares: passado e presente. Como será o futuro? História, Ciências, Saúde – Manguinhos, 7(1). Recuperado em 17 abril, 2014, de http://dx.doi.org/10.1590/S0104-59702000000200005

Araújo, C. A. (2006). Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em Questão, 12(1), 11-32. Recuperado em 15 dezembro, 2014, de http://www.revistas.univerciencia.org/index.php/revistaemquestao/article/viewFile/3707/3495.

Associação Brasileira de Pesquisa em Secretariado (2014). A pesquisa em Secretariado. Recuperado em 13 dezembro, 2014, de http://www.abpsec.com.br/abpsec/index.php/apesquisa/a-pesquisa-em-secretariado.

Bardin, L. (1977). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Bíscoli, F. R. V. (2012). A evolução do secretariado executivo: caminhos prováveis a partir dos avanços da pesquisa científica e dos embates teóricos e conceituais na área. In D. G. Durante (org.). Pesquisa em Secretariado: cenários, perspectivas e desafios. (pp. 37-74). Passo Fundo: UPF Editora.

Durante, D. G. (2010). Tópicos especiais em técnicas de secretariado. Curitiba: IESD.

Durante, D. G. (2012). A evolução da profissão secretarial por meio da pesquisa. In D. G. Durante (org.). Pesquisa em Secretariado: cenários, perspectivas e desafios. pp. 7-12. Passo Fundo: UPF Editora.

Ferreira, A. G. C. (2010). Bibliometria na avaliação de periódicos científicos. Data Grama Zero - Revista de Ciência da Informação, (11)3. Recuperado em 6 junho, 2014, de http://www.dgz.org.br/jun10/Art_05.htm

Fiorentini, D.; Lorenzato, S. (2006). Investigação em educação matemática: percursos teóricos e metodológicos. Campinas: Autores Associados.

Gil, A. C. (2009). Como elaborar projetos de pesquisa. (4a ed.). São Paulo: Atlas.

Hoeller, P. A. F. (2006). A natureza do conhecimento em secretariado executivo, Expectativa, 5(5), 139-145.

Maçaneiro, M. B. (2012). A construção da identidade científica em Secretariado Executivo. In: D. G. Durante (org.). Pesquisa em Secretariado: cenários, perspectivas e desafios (pp. 75-97). Passo Fundo: UPF Editora.

Maçaneiro, M. B.; Kuhl, M. R. (2013). Estado da arte e o rumo do conhecimento em Secretariado Executivo: mapeamento e análise de áreas de pesquisa. Revista de Gestão e Secretariado, 9(3), 157-188. Recuperado em 15 dezembro, 2014, de http://revistaGeSec.org.br/ojs2.4.5/index.php/secretariado/article/view/274/pdf_1#.VRI5Q_zF8S4.

Martins, C. B., Todorov, M. C. A., Silva, A. O.; Maccari, E. A. (2013). Retrato dos periódicos científicos de secretariado no Brasil. Anais do Encontro Nacional Acadêmico de Secretariado Executivo, João Pessoa- PB, Brasil, 3.

Martins, G. A.; Theóphilo, C. R. (2007). Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. São Paulo: Atlas.

Minayo, M. C. S. (2012). O desafio da pesquisa social. In: M. C. S. Minayo (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 32a ed. cap. 1. pp. 9-29. (Coleção Temas Sociais). Petrópolis: Vozes.

Nascimento, E. P. (2012). Pesquisa aplicada e interdisciplinaridade: da linguística ao secretariado. In D. G. Durante (org.). Pesquisa em Secretariado: cenários, perspectivas e desafios. pp. 98-118. Passo Fundo: UPF Editora.

Nonato Júnior, R. (2009). Epistemologia e teoria do conhecimento em Secretariado Executivo: a fundação das Ciências da Assessoria. Fortaleza: Expressão Gráfica.

Revista de Gestão e Secretariado. (2014). Sobre. Recuperado em 17 abril, 2014, de http://www.revistaGeSec.org.br/ojs-2.3.8/index.php/secretariado/index#.Uzo4cqhdU2U.

Sabino, R. F.; Marchelli, P. S. (2009). O debate teórico-metodológico no campo do secretariado: pluralismo e singularidades. Cadernos EBAPE.BR, 7(4), 607-621. Recuperado em 19 abril, 2014, de http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/cadernosebape/article/view/5132/3866.

Sanches, F. C., Schmidt, C. M.; Dias, A. H. (2014). Os avanços da pesquisa em Secretariado Executivo: uma análise nos periódicos científicos nacionais. Revista Capital Científico, 12(4), 78-94. Recuperado em 17 dezembro, 2014, de http://revistas.unicentro.br/index.php/capitalcientifico/article/view/2642/2407.