Profissional de secretariado empreendedor: um agente de mudança Outros Idiomas

ID:
38937
Resumo:
Tendo como foco o cenário corporativo contemporâneo – ambiente no qual é imprescindível que o indivíduo esteja preparado para subtrair adversidades e multiplicar oportunidades –, este estudo tem por objetivo refletir, a partir da história, formação e busca por aprimoramento do secretário, a possibilidade de atuação desse profissional, na função de agente de mudança do ambiente organizacional, utilizando para tal fim, as práticas do empreendedorismo, no sentido de identificar oportunidades permanentemente, inovar e mudar sempre. A metodologia é de natureza aplicada e abordagem qualitativa. Em relação aos objetivos é descritiva, com base na análise bibliográfica, periódicos e revistas especializadas. O resultado, além de pontuar a importância da formação profissional identificou que o profissional da área de secretariado agregou ao seu perfil de trabalho ferramentas que lhe permitem empreender. Tal fato é evidenciado quando comparado o processo do empreendedor e o secretário empreendedor, como também as características do profissional de secretariado conservador versus empreendedor.
Citação ABNT:
MOREIRA, K. D.; SANTOS, A. K. D.; MORETTO NETO, L. Profissional de secretariado empreendedor: um agente de mudança. Revista de Gestão e Secretariado, v. 6, n. 1, p. 168-186, 2015.
Citação APA:
Moreira, K. D., Santos, A. K. D., & Moretto Neto, L. (2015). Profissional de secretariado empreendedor: um agente de mudança. Revista de Gestão e Secretariado, 6(1), 168-186.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/38937/profissional-de-secretariado-empreendedor--um-agente-de-mudanca/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Adelino, F. J. S.; Silva, M. A. V. (2012). A tecnologia da informação como agente de mudança no perfil do profissional de secretariado. Revista de Gestão e Secretariado, 3(2), 05-23. Recuperado em 12 de novembro, 2013, de http://revistagesec.org.br/ojs2.3.8/index.php/secretariado/article/view/165/pdf_20#.Up5TCMSkrzM.

Alonso, M. E. C. (2002). A arte de assessorar executivos. São Paulo: Edições Pulsar.

Bernardi, L. A. (2009). Manual de empreendedorismo e gestão: fundamentos, estratégias e dinâmicas. São Paulo: Atlas.

Castelo, M. J. A (2008). Formação Acadêmica e a Atuação Profissional do Secretário Executivo. Recuperado em 12 de dezembro, 2014, de http://www.fenassec.com.br/pdf/artigos_trab_cientificos_consec_3lugar.pdf

Cury, A. (2007). 12 semanas para mudar uma vida. São Paulo: Planeta do Brasil.

Dolabela, F. (2008). Oficina do empreendedor. Rio de Janeiro: Sextante.

Dornelas, J. C. A. (2008). Empreendedorismo. Recuperado em 12 de fevereiro, 2015, de http://claudiozanutim.com.br/arquivos/Empreendedorismo-%20Aula%202.pdf.

Dornelas, J. C. A. (2008). Empreendedorismo: transformando ideias em negócios. 3. ed. Rio de Janeiro: Elsevier.

Drucker, P. F. (2003). Inovação e espírito empreendedor (entrepreneurship): práticas e princípios. (Carlos Malferrari, Trad.). São Paulo: Pioneira Thomson.

Gil, A. C. (1991). Como elaborar projetos de pesquisa. 3. ed. São Paulo: Atlas.

Hisrich, R. D. (1998). Ethics of business managers vs. entrepreneurs. Working Paper Series 98-03. Rise Business Research Institute for Small and Emerging Business, Washington, DC.

Lakatos, E. M.; Marconi, M de A. (2010). Metodologia Científica. 5. ed. São Paulo: Atlas.

Lieuthier, B. (2013). Fenassec – O grande despertar: De sua criação ao conselho profissional. In: B. D’Elia; M. Amorim & M. Sita (Orgs). Excelência no Secretariado. São Paulo: Ser Mais.

Lourenço, F.; Moreira, K. D.; & Martins, C. (2014). Panorama do mercado de trabalho catarinense para o profissional de secretariado. In: Anais do VII Encontro Nacional de Estudantes de Secretariado, Salvador, BA, Brasil.

Magalhães, S. J. Wanderley, M. H.; Rocha, J. (1997). Desenvolvimento de Competências: o futuro agora! Revista Treinamento e Desenvolvimento, 12-14.

Marques, V. L. (1994). Diário de um empreendedor: A real informação para os gestores de sucesso. Recuperado em 15 de janeiro, 2014, de http://books.google.com.br/books?id=LQ8r2j_rjQ4C&pg=PA6&dq=na%C3%B5+perder+oportunidade&hl=en&sa=X&ei=eezWUqDqBcnfkgfy5oC4Aw&ved=0CFEQ6AEwBQ#v=onepage&q =na%C3%B5%20perder%20oportunidade&f=false.

Martens, C. D. P.; & Freitas, H. (2007). Empreendedorismo no nível organizacional: um modelo conceitual para estudo da orientação empreendedora, suas dimensões e elementos. Revista Adm MADE, (11), 15-44. Recuperado em 23 de novembro, 2009, de http://www.ea.ufrgs.br/professores/hfreitas/files/artigos/2007/2007_216_Cris_HF_admmade.pdf.

Moreira, K. D.; Olivo, L. C. C. (2012). O profissional de secretariado executivo como mediador de conflitos. Revista de Gestão e Secretariado, 3(1), 30-53. Recuperado em 12 de novembro, 2013, de http://revistagesec.org.br/ojs2.3.8/index.php/secretariado/article/view/62#.UpUUOMSkrzM.

Natalense, M. L. C. (1998). A secretária do futuro. Rio de Janeiro: Qualitymark.

Nd. Lei n° 7.377, de 30 de setembro de 1985. (1985). Dispõe sobre o exercício da profissão de Secretário e dá outras providências. Brasília, DF. Recuperado em 12 fevereiro, 2015, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L7377.htm

Nd. Lei n° 9.261, de 10 de janeiro de 1996. (1996). Altera a redação dos incisos I e II do art. 2º, o caput do art. 3º, o inciso VI do art. 4º e o parágrafo único do art. 6º da Lei nº 7.377, de 30 de setembro de 1985. Brasília, DF. Recuperado em 12 fevereiro, 2015, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L7377.htm

Neiva, E. G.; D’Elia, M. E. S. (2006). Secretária Executiva. São Paulo: IOB Thomson.

Neves, M. C. O. (2007). Introdução ao Secretariado Executivo. Rio de Janeiro: T+ 8 Ltda. Recuperado em 12 de novembro, 2013, de http://books.google.com.br/books?id=ukMEv3kDe5EC&printsec=frontcover&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false.

Rabaglio, M. O. (2001). Seleção por competência. São Paulo: Educator.

Ribeiro, N. L. A. (2002). Secretariado: do escriba ao gestor: um estudo sobre o novo perfil do profissional de secretariado. São Luis: Edfama.

Schumpeter, J. A. (1982). A teoria do desenvolvimento econômico. São Paulo: Abril.

Souza, E. C. L. (2005). Empreendedorismo: da gênese à contemporaneidade. In: E. C. L. Souza, T. A. & Guimarães; T. (orgs.). (2005) Empreendedorismo além do plano de negócio. São Paulo: Atlas.

Vaz, C. F. M. (2013). Gestão contemporânea: as novas realidades e as competências do secretário executivo como agente de resultados. Recuperado em 20 de janeiro, 2015, de http://www.upf.br/seer/index.php/ser/article/view/4031/2588.

Vergara, S. C. (2007). Projetos e relatórios de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas.