Governança corporativa e evidenciação de capital intelectual em empresas brasileiras Outros Idiomas

ID:
40024
Resumo:
O aumento da competitividade levou grandes corporações a buscarem estratégias eficientes de governança corporativa. Este estudo teve como objetivo analisar as relações entre atributos internos de governança corporativa e a evidenciação voluntária do capital intelectual. Metodologicamente se trata de uma pesquisa descritiva do tipo documental. Os dados foram coletados de forma secundária por meio dos Relatórios da Administração e Demonstrativos Financeiros referentes ao exercício social de 2012, de 114 empresas pertencentes ao segmento Novo Mercado da BM&FBOVESPA. A pesquisa analisou os aspectos de governança corporativa abordados por Hidalgo, García-Meca e Martinez (2011) e utilizou como variável dependente o índice de evidencia- ção de capital intelectual desenvolvido a partir do trabalho de Maçambanni et al (2012). Os testes de Kruskal-Wallis e de Mann-Whitney foram utilizados para verificar as tendências das variáveis dependentes, métricas ou dummies em relação aos quartis da variável independente. Para testar o efeito das variáveis de governança sobre a evidenciação do capital intelectual, utilizou-se a regressão linear múltipla modelada automaticamente pelo SPSS. Os resultados apontam que, entre as oito variáveis testadas, apenas cinco foram inseridas no modelo: concentração de propriedade, tamanho do comitê de auditoria, tamanho do conselho de administração, participação institucional e proporção de membros independentes no conselho. A concentração de propriedade e o tamanho do comitê de auditoria apresentaram resultados significativos em todas as técnicas de análise utilizadas, sendo a concentração de propriedade a variável com maior poder de explicação sobre a evidenciação voluntária do capital intelectual. Já em relação ao tamanho do comitê de auditoria, a relação é direta e o nível de evidenciação aumenta com o aumento do tamanho do comitê. Estes resultados apresentam coerência, pois sinalizam para o mercado a ausência da influência de determinados grupos de acionistas sobre as ações da gestão.
Citação ABNT:
MACEDO, A. F. P.; OLIVEIRA, A. M.; NOBRE, L. N.; BRITO, S. G.; QUANDT, C. O. Governança corporativa e evidenciação de capital intelectual em empresas brasileiras . Revista Evidenciação Contábil & Finanças, v. 3, n. 1, p. 18-33, 2015.
Citação APA:
Macedo, A. F. P., Oliveira, A. M., Nobre, L. N., Brito, S. G., & Quandt, C. O. (2015). Governança corporativa e evidenciação de capital intelectual em empresas brasileiras . Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 3(1), 18-33.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/40024/governanca-corporativa-e-evidenciacao-de-capital-intelectual-em-empresas-brasileiras-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português