Competências gerenciais requeridas em empresas familiares: o olhar de sucessores Outros Idiomas

ID:
40407
Resumo:
Neste estudo teve-se por objetivo descrever o perfil de competência identificado pelos herdeiros candidatos a sucessores das empresas familiares em relação aos conhecimentos, habilidades e atitudes. O referencial foi fundamentado em estudos sobre herdeiros de empresas familiares e gestão da competência. Como procedimento metodológico, utilizou-se a pesquisa exploratória, realizada de forma quantitativa, elaborada por meio de pesquisa de campo. A amostra foi por acessibilidade e endereçada às empresas familiares de João PessoaPB. Na dimensão Conhecimento, confirmou-se a disposição dos pesquisados pela busca do conhecimento sobre o Setor de atuação da Empresa, a Gestão de Pessoas, a Informática, a Gestão da Qualidade, a Psicologia Organizacional e o Produto/mercado de atuação da Empresa. Na dimensão Habilidade, as variáveis relativas ao Planejamento, à Liderança, à Decisão, ao Trabalho em Equipe, à Execução, à Inspiração/Motivação e às Relações Interpessoais foram consideradas de extrema importância. Identificou-se a necessidade de melhorar a capacidade de criticar e sintetizar dados e informações sobre processos e pessoas para a tomada de decisões. Foram consideradas de extrema importância as atitudes referentes à ética, ao autocontrole, à determinação, à responsabilidade, à servidão e ao comprometimento. Destacou-se a ética com grande ênfase no sentido do respeito pelo outro, honestidade e justiça. Os resultados apontam para um perfil de competência que indica a percepção da importância da capacitação profissional e gerencial e da valorização do desenvolvimento pessoal e da ética. O confronto entre o arcabouço teórico utilizado e os dados obtidos desvendou o perfil de competência gerencial como resposta à complexidade do ambiente organizacional.
Citação ABNT:
BARRETO, L. K. S.; LEONE, N. M. C. P. G.; ANGELONI, M. T. Competências gerenciais requeridas em empresas familiares: o olhar de sucessores. RACE: Revista de Administração, Contabilidade e Economia, v. 15, n. 1, p. 299-326, 2016.
Citação APA:
Barreto, L. K. S., Leone, N. M. C. P. G., & Angeloni, M. T. (2016). Competências gerenciais requeridas em empresas familiares: o olhar de sucessores. RACE: Revista de Administração, Contabilidade e Economia, 15(1), 299-326.
DOI:
http://dx.doi.org/10.18593/race.v15i1.9128
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/40407/competencias-gerenciais-requeridas-em-empresas-familiares--o-olhar-de-sucessores/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ADACHI, P. P. Família SA: gestão de empresa familiar e solução de conflitos. São Paulo: Atlas, 2006.

BARNEY, J. B. Gaining and sustaining competitive advantage. 3. ed. New Jersey: Pearson Education, 2007.

BECKER, B.; HUSELID, M.; ULRICH, D. Gestão estratégica de pessoas com scorecard: interligando pessoas, estratégia e performance. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

BOYATZIS, R. E. The competent manager: a model for effective performance. New York: John Wiley e Sons, 1982.

BRAGA, J. L.; BRITO, L. M. P. Perfil ideal de competência profissional de gestores da área de saúde. In: ENCONTRO DE GESTÃO DE PESSOAS E RELAÇÕES DE TRABALHO, 2.; 2009, Curitiba. Anais... Curitiba: SCAN – Editoração & Produção Gráfica, 2009.

BRANDÃO, H. P.; GUIMARÃES, T. A. Gestão de competências e gestão de desempenho: tecnologias distintas ou instrumentos de um mesmo construto? RAE – Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 41, n. 1, p. 8-15, jan./mar. 2001.

BRITO, L. M. P.; LEONE, N. M. C. P. G. Competências Gerenciais requeridas em Empresas Familiares: um olhar feminino. Revista de Ciências da Administração, v. 14, n. 32, abr. 2012.

CADIEUX, L. Les propriétaires dirigeants de PME face l’internationalisation: vers un modèle synthèse. In: La PME algérienne et le défi de l’internationalisation: expériences étrangères. Éditions l’Harmattan, 2010.

CASTANHEIRA, J. Filho, um dia isso tudo será seu. Exame, São Paulo, 1990.

CASTRO, J. H. M.; KILIMNIK, Z. M.; SANT’ANNA, A. S. Modernidade organizacional em gestão de pessoas como base para a incorporação de modelo de gestão por competências. RAC-Eletrônica, v. 2, n. 1, jan./abr. 2008. Disponível em: . Acesso em: 12 set. 2008.

DUARTE, D. O desafio de permanecer rico. Sete conselhos de especialistas para que as famílias mantenham suas empresas e fortunas. Revista Exame, São Paulo, ano 38, v. 35, n. 19, p. 31-32, 29 set. 2004.

DURAND, T. Forms of incompetence. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON COMPETENCE-BASED MANAGEMENT, 4.; 1998, Oslo. Anais... Oslo: Norwegian School of Management, 1998.

DURAND, T. L´alchimie de La compétence. Revue Française de Gestion, n. 160, p. 261-292, 2006.

DUTRA, J. S. (Org.). Gestão por competências: um modelo avançado para o gerenciamento de pessoas. São Paulo: Gente, 2001.

ESTOL, K. M. E.; FERREIRA, M. C. O. O processo sucessório e a cultura organizacional em uma empresa familiar brasileira. Revista de Administração Contemporânea, v. 10, n. 4, p. 111-130, out./dez. 2006.

FERNANDES, B. H. R. Competências e performance organizacional: um estudo empírico. 2004. 232 p. Tese (Doutorado em Administração)–Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

FLEURY, A.; FLEURY, M. T. L. Alinhando Estratégia e Competências. Revista de Administração de Empresas, v. 44, n. 1, p. 44-57, 2004.

FLEURY, A.; FLEURY, M. T. L. Construindo o conceito de competência. Revista de Administração Contemporânea, Curitiba, v. 5, edição especial, p. 183-196, 2001.

FLEURY, A.; FLEURY, M. T. L. Estratégias empresariais e formação de competências. São Paulo: Atlas, 2000.

FLEURY, A.; FLEURY, M. T. L. Estratégias empresariais e formação de competências: um quebra-cabeça caleidoscópico da indústria brasileira. São Paulo: Atlas, 2001.

GARCIA, V. P. Desenvolvimento das famílias empresárias. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2001.

GAUDREAULT-GILBERT, V. Le développement des compétences entrepreneuriales chez les sucesseurs d’entreprises familiales. Memoire de la Maîtrise en Adminstration des Affaires. Université Du Québec à Montreal, jan. 2011.

HAMEL, G.; PRAHALAD, C. K. Competindo pelo futuro: estratégias inovadoras para obter o controle do seu setor e criar os mercados de amanhã. Rio de Janeiro: Campus, 1995.

HERZOG, L. T. Aproximación a la ventaja competitiva con base en los recursos. Bilbao: Boletín de estudios económicos, v. 56, n. 172, abr. 2001.

INACIO, S. R. L. O comportamento do fundador e dos herdeiros da empresa familiar. Disponível em: . Acesso em: 20 out.2006.

KANITZ, S. A relação de pai e filho na empresa familiar. Disponível em: . Acesso em: 25 mar. 2007.

KELLERMANS, F. W. et al. Innovativeness in family firms: a family influence perspective. Small Business Economics, v. 38, n. 1, p. 85-101, 2012.

KING, A. W.; FOWLER, S. W.; ZETHAML, C. Competências Organizacionais e Vantagem Competitiva: O Desafio da Gerência Intermediária. RAE, v. 42, n. 1, jan./mar. 2002.

KONIG, A.; KAMMERLANDER, N.; ENDERS, A. The family innovator’s dilemma: How family influence affects the adoption of discontinuous technologies by incumbent firms. Academy of Management Review, v. 38, n. 3, p. 418-441, 2013.

LE BOTERF, G. Compétence et Navigation Professionnelle. Paris: Les Editions d’Organisation, 1999.

LE BOTERF, G. De la compétence – Essai sur un attracteur étrange. Paris: Les Editions d’Organisation, 1995.

LE BOTERF, G. Desenvolvendo a competência dos profissionais. Porto Alegre: Artmed, 2003.

LEITE, J. B. D.; PORSEE, M. C. S. Competição baseada em competências e aprendizagem organizacional: em busca da vantagem competitiva. In: RUAS, R. et al. Aprendizagem Organizacional e Competências. São Paulo: Bookman, 2005.

LEONE, N. M. C. P. G. Sucessão na empresa familiar. Preparando as mudanças para garantir sobrevivência no mercado globalizado. São Paulo: Atlas, 2005.

MARTIN, S. Ce que les successeurs familiaux devraient faire. Revue de Gestion, v. 36, n. 1, 2011.

McCLELLAND, D. C. Testing for competence rather than intelligence. American Psychologist, v. 28, n. 1, p. 1-14, 1973.

ORÚE, E.; GUTIÉRREZ, S. Padres e hijos. La herencia del éxito. Barcelona: Ediciones B.; 2005.

PACHECO, A. P. R. Competências essenciais: proposta de um modelo de concepção. Tese (Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento) - Universidade Federal de Santa Catarina, 2010.

PAIVA, K. C. M.; MELO, M. C. O. L. Competências, gestão de competências e profissões: perspectivas de pesquisas. RAC – Revista de Administração Contemporânea, Curitiba, v. 12, n. 2, p. 339-368, abr./jun. 2008.

PICHIAI, D. Competências organizacionais, gerenciais e individuais: conceitos e discussões no setor público. Revista da Micro e Pequena Empresa, Campo Limpo Paulista, v. 4, n. 3, p. 73-89, set./dez. 2010.

PRAHALAD, C. K.; HAMEL, G. The core competence of the corporation. Harvard Business Review, p. 79-91, May/June. 1990.

RABAGLIO, M. O. Ferramentas de avaliação de performance com foco em competências. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2006.

RABAGLIO, M. O. Seleção por competências. São Paulo: Educator, 2001.

RAMPERSAD, H. Scorecard para performance total: alinhando capital humano com estratégia e ética empresarial. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004. 400 p.

RUAS, R. et al. Aprendizagem Organizacional e Competências. São Paulo: Bookman, 2005.

RUAS, R. et al. O Conceito de Competência de A a Z – análise e revisão nas principais publicações nacionais entre 2000 e 2004. In: ENCONTRO DA ANPAD, 9.; 2005, Brasília, DF. Anais... Brasília, DF: ANPAD, 2005.

RUAS, R. Gestão por competências: uma contribuição à estratégia das organizações. Relatório da Bolsa de Produtividade em Pesquisa – CNPq. Disponível em: . Acesso em: 25 set.2012.

SILVA, C. M.; HIPOLITO, J. M. H. Metodologia de pesquisa salarial por competências: aplicação e resultado. In: ENCONTRO DA ANPAD, 24.; 2000, Florianópolis, Anais... Florianópolis: ANPAD, 2000.

TILLMANN, C.; GRZYBOVSKI, D. Sucessão de dirigentes na Empresa Familiar. Estratégias observadas na família empresária. O&S, v. 12, n. 32, jan./mar. 2005.

VASCONCELOS, F. C.; CIRINO, Á. B. Vantagem Competitiva: os modelos teóricos e a convergência entre estratégia e teoria organizacional. Revista de Administração de Empresas, v. 40, n. 4, out./dez. 2000.

ZARIFIAN, P. Objectif compétence: pour une nouvelle logique. Paris: Editions Liaisons, 1999.

ZARIFIAN, P. Objetivo competência. São Paulo: Atlas, 2001.

ZARIFIAN, P. O modelo da competência: trajetória histórica, desafios atuais e propostas. São Paulo: Editora Senac, São Paulo, 2003.