Análise sobre a Relação do Mercado Acionário com as Variáveis Macroeconômicas no Período de 2004 a 2014 Outros Idiomas

ID:
41019
Resumo:
Este artigo possui como objetivo principal analisar a influência das variáveis macroeconômicas sobre o mercado acionário. A pesquisa forneceu inicialmente a discussão conceitual demonstrando reação teórica esperada no mercado acionário gerada por oscilações macroeconômicas. Em seguida, com os resultados colhidos de uma análise realizada por meio de um modelo de regressão linear pelos Métodos dos Mínimos Quadrados Ordinários (MQO), sobre uma base de dados mensal do período de 2004 a 2014, totalizando 132 amostras, tendo como variável dependente, para representar o mercado acionário, o índice Ibovespa. Para exprimir as oscilações macroeconômicas foram selecionadas como variáveis independentes a taxa de câmbio média, a taxa de juros SELICOVER, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) e o Produto Interno Bruto nominal (PIB), todas extraídas do Banco Central do Brasil (BACEN) e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Desta forma, constatouse que foi significativa a participação do mercado acionário na economia, o qual possui grande relevância às empresas que necessitam de recursos para produzirem, assim como aos agentes superavitários que buscam remuneração pelo capital investido. Acrescenta-se, ainda, que os resultados obtidos foram profundamente expressivos, uma vez que não apenas confirmou o posicionamento teórico, como também demostrou que a influência é extremamente alta, pois o valor encontrado do R² induziu que as oscilações das variáveis macroeconômicas explicam 93,10% da oscilação da bolsa de valores. Com isso, não restam dúvidas que os resultados deste estudo são significativos e contribuem para fomentar as discussões sobre a volatilidade do mercado acionário em face da atual crise econômica.
Citação ABNT:
BERNARDELLI, L. V.; BERNARDELLI, A. G. Análise sobre a Relação do Mercado Acionário com as Variáveis Macroeconômicas no Período de 2004 a 2014. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, v. 4, n. 1, p. 4-17, 2016.
Citação APA:
Bernardelli, L. V., & Bernardelli, A. G. (2016). Análise sobre a Relação do Mercado Acionário com as Variáveis Macroeconômicas no Período de 2004 a 2014. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 4(1), 4-17.
DOI:
10.18405/recfin20160101
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/41019/analise-sobre-a-relacao-do-mercado-acionario-com-as-variaveis-macroeconomicas-no-periodo-de-2004-a-2014/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
CAVALCANTE, F.; MISUMI, J. Y. Mercado de capitais. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

FAVERO, L. P. Métodos Quantitativos com Stata. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014.

GRAHAM, B. G. O investidor inteligente. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2007.

AGGARWAL, R. Exchange rates and stock prices: A study of US capital markets under floating exchange rates. Akron Business and Economics Review, v. 22, n. 2, p. 7-12, 1981.

AJAYI, R. A.; FRIEDMAN, J.; MEHDIAN, S. M. On the relationship between stock returns and exchange rates: tests of granger causality. Global Finance Jounal, v. 2, n. 9, p. 241-251, 1998.

BACEN - Banco Central do Brasil. Sistema Gerenciador de Séries Temporais. 2014. Disponível em https://www3.bcb.gov.br/sgspub. Acesso em: 23 mar. 2014.

BLANCHARD, O. J. Suggestions for a New Set of Fiscal Indicators. OECD Economics Department Working Papers, n. 79. 1990, OECD. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1787/435618162862. Acesso em 23 mar. 2016.

BM&FBOVESPA. Índices Bovespa.Índices. Disponível em: http://www.bmfbovespa.com.br. 2016. Acesso em: 23 mar. 2016.

CHAMBERLAIN, S.; HOWE, J. S.; POPPER, H. The Exchange Rate Exposure of US and Japanese Banking Institutions. Journal of Banking and Finance, p. 871-892, 1997.

CHEN, N. F.; ROSS S. A. Economic forces and the stock market. Journal of Bussines, v. 59, n. 3, p. 383-403, 1986.

CHIEN, C. N.; CHENG, F. L. Dynamic relationship between stock prices and exchange rates for G-7 countries. The Quarterly Review of Economics and Finance, n. 41, p. 477-490, 2001.

DORNBUSCH, R.; FISCHER, S. Exchange rates and current account. American Economic Review, n. 71, p. 960-971, 1980.

FELDSTEIN, M. Inflation and the stock market. American Economic Review, v. 70, n. 5, p. 839-847, 1980.

FMI - Fundo Monetário Internacional. IMF Data Mapper. Disponível em: http://www.imf.org/external/data.htm. Acesso em: 23 mar.2016.

GESKE, R.; ROLL, R. The fiscal and monetary linkage between stock returns and inflation. Journal of Finance, v. 38, n. 1, p. 1-33, 1983.

GRÔPPO, G. S. Causalidade das variáveis macroeconômicas sobre o Ibovespa. Piracicaba: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Dissertação - (Mestrado), Universidade de São Paulo, 2004.

GUJARATI, D. N.; PORTER, D. C. Econometria Básica. 5 ed. Porto Alegre: Bookman, 2011.

IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Indicadores Macroeconômicos. 2014. Disponível em: www.ipeadata.gov.br. Acesso em: 23 mar. 2014.

ISSAM S. A.; ABDALLA; VICTOR, M. Exchange rate and stock price interactions in emerging financial markets: evidence on India, Korea, Pakistan and the Philippines. Applied Financial Economics, n. 7, p. 25-35, 1997.

KRUGMAN, P.; WELLS, R. Macroeconomia. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014.

LASTRAPES, W. D. International evidence on equity prices, interest rates and money. Journal of International Money and Finance, v. 17, n. 3, p. 377-406, 1998.

LEITE, A. R.; COSTA, R. R.; MONTE, P. A. Análise da Causalidade Entre o Ibovespa e a Taxa de Câmbio em um Contexto de Crise. Pensamento & Realidade, v. 27, p. 1, 2012.

MANKIW, N. G. Macroeconomia. 8. ed. Rio de Janeiro: LCT, 2015.

MASAKAZU, H. Administração financeira e orçamentária. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MATIAS; A. B. Finanças corporativas de longo prazo. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

NUNES, M. S. A relação entre o mercado de ações no brasileiro e a variáveis macroeconômicas no período pósplano real. 2003. 133f. Dissertação (Mestrado em Economia e Finanças) - Centro Sócio Econômico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.

OLIVEIRA, L. O. G. Análise Empírica da Relação Entre o Mercado Acionário e Variáveis Macroeconômicas: de 1972 a 2003. Disponível em: www.tede.ufsc.br/teses/PCNM0125.pdf. 2006. Acesso em: 23 mar. 2006.

PHYLAKTIS, K.; RAVAZZOLO, F. Stock Market Linkages in Emerging Markets: Implications for International Portfolio Diversification. International Financial Markets, Institutions and Money, n. 15, p. 91-106, 2005.

PIMENTA J. T.; SCHERMA, F. R. Um estudo da influência entre o dólar e o Ibovespa no período 1999-2003. Revista Eletrônica de Gestão Organizacional, v. 3, n. 1, p. 18-25, 2005.

RIBEIRO, R. B.; GABRIEL, F. S.; RIBEIRO, K. C. S. Influência das variáveis macroeconômicas sobre o retorno das ações da PETROBRÁS S.A. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 32, Bento Gonçalves, 2012.

SEONEN, L. A.; AGGARWAL, R. Financial prices as determinants of changes in currency values. Paper Presented at the 25th Annual Meetings of Eastern, (1989).

SEONEN, L. A.; HENNIGAR, E. S. An analysis of exchange rates and stock prices: The US experience between 1980 and 1986. Akron Business and Economic Review, v. 19, n. 4, p. 71-76, 1988.

SILVA J. J. C. A.; MENEZES, G.; FERNANDEZ, R. N. Uma Análise VAR das Relações entre o Mercado de Ações e as Variáveis Macroeconômicas para o Brasil. Revista Economia e Desenvolvimento, n. 23, 2011.

SOLNIK, B. Using financial prices to test exchange rate models: a note. Journal of Finance, v. 42, p. 141-149, 1987.

VASCONCELLOS, M. A. S; GARCIA, M. E. Fundamentos de Economia. 5. ed. São Paulo: Saraiva, 2014.