Relação entre Intangibilidade, Desempenho Econômico e Social das Empresas Listadas na BM&FBovespa Outros Idiomas

ID:
41654
Resumo:
Este estudo objetiva verificar a relação entre o nível de intangibilidade e o desempenho econômico e social das empresas listadas na BM&FBovespa. Realizou-se uma pesquisa descritiva, documental e com uma abordagem quantitativa dos dados durante o período de 2009 a 2012, por meio de uma correlação canônica. A amostra da pesquisa é composta por 131 empresas pertencentes ao Índice de Governança Corporativa (IGC). Os resultados indicam que o desempenho econômico e o desempenho social não apresentaram relação significativa e relevante com o grau de intangibilidade das empresas brasileiras. Em relação à comparação do desempenho econômico foram utilizados indicadores tradicionais e o desempenho social de indicadores provenientes da DVA (Demonstração do Valor Adicionado). Os resultados evidenciaram que há uma forte relação entre as duas categorias de desempenho. Além disso, a intangibilidade não possui relação com o desempenho da empresa no âmbito social e econômico, porém esses são fortemente relacionados entre si.
Citação ABNT:
VOGT, M.; KREUZBERG, F.; DEGENHART, L.; RODRIGUES JUNIOR, M. M.; BIAVATTI, V. T. Relação entre Intangibilidade, Desempenho Econômico e Social das Empresas Listadas na BM&FBovespa . Gestão & Regionalidade, v. 32, n. 95, p. 71-89, 2016.
Citação APA:
Vogt, M., Kreuzberg, F., Degenhart, L., Rodrigues Junior, M. M., & Biavatti, V. T. (2016). Relação entre Intangibilidade, Desempenho Econômico e Social das Empresas Listadas na BM&FBovespa . Gestão & Regionalidade, 32(95), 71-89.
DOI:
10.13037/gr.vol32n95.2741
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/41654/relacao-entre-intangibilidade--desempenho-economico-e-social-das-empresas-listadas-na-bm-fbovespa-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ASSAF NETO, A. Finanças corporativas e valor.6. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

ASSAF NETO, A.; LIMA, F. G. Curso de administração financeira. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

ASWEGEN, N.; STEYN, B.; HAMMAN, W. Trends in the distribution of added value of listed industrial companies – 1990 to 2002. South African Journal of Business Management, v. 36, n. 2, p. 85-94, 2005.

BAO, B. H.; BAO, D. H. Usefulness of value added and abnormal economic earnings: an empirical examination. Journal of Business Finance & Accounting, v. 25, n. 1-2, p. 251-264, 1998.

BLATT, A. Análise de balanços: estrutura e avaliação das demonstrações financeiras e contábeis. São Paulo: Makron Books, 2001.

BRIGHAM, E. F.; GAPENSKI, L. C.; EHRHARDT, M. C. Administração financeira: teoria e prática. São Paulo: Atlas, 2001.

BRIGHAM, E. F.; HOUSTON, J. F. Fundamentos da moderna administração financeira. Rio de Janeiro: Campus, 1999.

BURCHELL, S.; CLUBB, C.; HOPWOOD, A. Accounting in its social context: towards a history of value added in the United Kingdom. Accounting, Organizations and Society, v. 10, n. 4, p. 381-413, 1985.

CARVALHO, F. M.; KAYO, E. K.; MARTIN, D. M. Tangibilidade e intangibilidade na determinação do desempenho persistente de firmas brasileiras. Revista de Administração Contemporânea, v. 14, n. 5, p. 871-889, 2010.

CARVALHO, F. R. Demonstração de valor adicionado e balanço social: uma contribuição de evidenciação para as empresas na região de Uberaba. 2007. 130 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis e Financeiras) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS. CPC 04. Pronunciamento técnico CPC 04 (R1): ativo intangível, Brasília, DF, 02 dez. 2010. Disponível em: . Acesso em: 19 maio2016. 2010.

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS. CPC 09. Pronunciamento técnico CPC 09: demonstração do valor adicionado. Brasília, DF, 12 nov. 2008. Disponível em: . Acesso em: 19 maio2016. 2008.

COSENZA, J. P. A eficácia informativa da demonstração do valor adicionado. Revista Contabilidade & Finanças, v. 14, edição comemorativa, p. 7-29, 2003.

CUNHA, J. V. A. Demonstração contábil do valor adicionado – DVA: um instrumento de mensuração da distribuição da riqueza das empresas para os funcionários. 2002. 207 f. Dissertação (Mestrado em Controladoria e Contabilidade) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.

CUNHA, J. V. A.; RIBEIRO, M. S.; SANTOS, A. A demonstração do valor adicionado como instrumento de mensuração da distribuição da riqueza. Revista Contabilidade & Finanças, v. 16, n. 37, p. 7-23, 2005.

EVRAERT, S.; RIAHI-BELKAOUI, A. Usefulness of value added reporting: a review and synthesis of the literature. Managerial Finance, v. 24, n. 11, p. 1-15, 1998.

FÁVERO, L. P. et al. Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisões. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

FLORES, J. O. M. Balanço social das empresas. Revista de Administração de Empresas, v. 27, n. 1, p. 49-52, 1987.

GITMAN, L. J. Princípios de administração financeira. 12. ed. São Paulo: Pearson, 2010.

HAIR JR, J. F. et al. Fundamentos de métodos de pesquisa em administração. Porto Alegre: Bookman, 2005.

HALLER, A.; STOLOWY, H. Value added in financial accounting: a comparative study of Germany and France. Advances in International Accounting: a research annual, v. 11, p. 23-51, 1998.

HENDRIKSEN, E. S.; BREDA, M. F. V. Teoria da contabilidade. São Paulo: Atlas, 1999.

HOEGH-KROHN, N.; KNIVSFLA, K. Accounting for intangible assets in Scandinavia, the UK, the US, and by the IASC: challenges and a solution. The International Journal of Accounting, v. 35, n. 2, p. 243-265, 2000.

HOJI, M. Administração financeira e orçamentária: matemática financeira aplicada, estratégias financeiras, orçamento empresarial. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

HOSS, O.; ROJO, C.; GRAPEGGIA, M. Gestão de ativos intangíveis: da mensuração à competitividade por cenários. São Paulo: Atlas, 2010.

IUDÍCIBUS, S. et al. Manual de contabilidade societária: aplicável a todas as sociedades de acordo com as normas internacionais e do CPC. São Paulo: Atlas, 2010.

IUDÍCIBUS, S. et al. São Paulo: Atlas, 2013.

KAYO, E. K. et al. Ativos intangíveis, ciclo de vida e criação de valor. Revista de Administração Contemporânea, v. 10, n. 3, p. 73-90, 2006.

KAYO, E. K.; FAMÁ, R. A estrutura de capital e o risco das empresas tangível-intensivas e intangívelintensivas. Revista de Administração da Universidade de São Paulo, v. 39, n. 2, p. 164-176, 2004.

KAYO, E. K.; TEH, C. C.; BASSO, L. F. C. Ativos intangíveis e estrutura de capital: a influência das marcas e patentes sobre o endividamento. Revista de Administração, v. 41, n. 2, p. 158-168, 2006.

KREUZBERG, F.; RIGO, V. P.; KLANN, R. C. Relação entre os indicadores de desempenho financeiro e a intangibilidade dos ativos: um estudo das empresas listadas na BM&FBOVESPA. In: SIMPÓSIO DE ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO, LOGÍSTICA E OPERAÇÕES INTERNACIONAIS (SIMPOI), 16.; 2013, São Paulo. Anais… São Paulo: FGV/EAESP, 2013, pp. 1-15.

KROETZ, C. E. S.; NEUMANN, M. Responsabilidade social e a demonstração do valor adicionado. Desenvolvimento em Questão, v. 6, n. 11, p. 153-178, 2008.

LAURETTI, C. M. A relação entre intangibilidade, desempenho financeiro e desempenho de mercado. 2011.143 f. Tese (Doutorado em Administração de Empresas) – Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2011.

LOPES, I. T.; RODRIGUES, A. M. G. Intangible assets identification and valuation – a theoretical framework approach to the portuguese airlines companies. Electronic Journal of Knowledge Management, v. 5, n. 2, p. 193-202, 2007.

LUCA, M. M. M. Demonstração do valor adicionado: do cálculo da riqueza criada pela empresa ao valor do PIB. São Paulo: Atlas, 1998.

MACHADO, J. H.; FAMÁ, R. Ativos intangíveis e governança corporativa no mercado de capitais brasileiro. Revista Contemporânea em Contabilidade, v. 8, n. 16, p. 89-109, 2011.

MARION, J. C. Análise das demonstrações contábeis: contabilidade empresarial. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

MARTINS, V. A. Contribuição à avaliação do goodwill: depósitos estáveis, um ativo intangível. 2002. 289 f. Dissertação (Mestrado em Controladoria e Contabilidade) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.

MATARAZZO, D. C. Análise financeira de balanços: abordagem gerencial. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MAZZIONI, S. Delineamento de um modelo de balanço social para uma fundação universitária. 2005. 193 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Universidade Regional de Blumenau, Blumenau, 2005.

MINGOTI, S. A. Análise de dados através de métodos de estatística multivariada: uma abordagem aplicada. Belo Horizonte: UFMG, 2005.

MOURA, G. D. et al. Boas práticas de governança corporativa e evidenciação obrigatória dos ativos intangíveis. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 11.; 2011, São Paulo. Anais… São Paulo: USP, 2011.

MOURA, G. D.; MAZZIONI, S.; HEIN, N. Distribuição de valor adicionado e intangibilidade: uma análise em empresas brasileiras. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 20, p. 50-64, 2014.

NANDI, K. C. Performance measures: an application of value added statement. The IUP Journal of Operations Management, v. 10, n. 3, p. 39-61, 2011.

OLIVEIRA, I. A. F.; COELHO, A. C. D. Impacto da divulgação obrigatória da DVA: evidência em indicadores financeiros. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, v. 2, n. 3, p. 41-55, 2014.

PEREZ, M. M.; FAMÁ, R. Ativos intangíveis e o desempenho empresarial. Revista Contabilidade & Finanças, v. 17, n. 40, p. 7-24, 2006.

PICUR, R. D. The effects of accounting knowledge on the omission of value added information in wealth measurement and distribution decisions. Review of Accounting and Finance, v. 6, n. 1, p. 15-23, 2007.

PINTO, A. L.; RIBEIRO, M. S. Balanço social: avaliação de informações fornecidas por empresas industriais situadas no estado de Santa Catarina. Revista Contabilidade & Finanças, v. 15, n. 36, p. 21-34, 2004.

RITTA, C. O.; ENSSLIN, S. R. Investigação sobre a relação entre ativos intangíveis e variáveis financeiras: um estudo nas empresas brasileiras pertencentes ao índice IBovespa nos anos de 2007 e 2008. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 10.; 2010, São Paulo. Anais… São Paulo: USP, 2010.

SALAZAR, J. N. A.; BENEDICTO, G. C. Contabilidade Financeira. São Paulo: Pioneira Thompson Learning, 2004.

SANTOS, A. Demonstração contábil do valor adicionado – DVA: um instrumento para medição da geração e distribuição de riqueza das empresas. Tese (Livre Docência) – Faculdade de Economia e Contabilidade da Universidade de São Paulo. São Paulo: FEA/USP, 1999.

SANTOS, A. Demonstração do valor adicionado: como elaborar e analisar a DVA. São Paulo: Atlas, 2003.

SANTOS, A. Demonstração do valor adicionado: como elaborar e analisar a DVA São Paulo: Atlas, 2007.

SAVYTZKY, T. Análise de balanços: método prático. 3. ed. Curitiba: Juruá, 2005.

SCHLÜTER, M. S. Estudo da avaliação econômica de ativos intangíveis. 2010. 55 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Economia) – Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

SCHMIDT, P.; SANTOS, J. L. Avaliação de ativos intangíveis. São Paulo: Atlas, 2009.

SCHRICKEL, W. Demonstrações Financeiras: abrindo a caixa-preta. São Paulo: Atlas, 1999.

SILVA, A. A.. Estrutura, análise e interpretação das demonstrações contábeis. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

SOUZA, M. A.; PIMMEL, R. M. Análise de desempenho econômico e social: estudo do balanço social de empresas brasileiras. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 7, n. 1, p. 52-68, 2013.

TEIXEIRA, J. P.; PETRI, S. M.; MARQUES T. O. O valor da marca como um ativo intangível: um estudo de caso da WEG S.A. Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da UERJ, v. 17, n. 2, p. 45-67, 2012.

TINOCO, J. E. P. Balanço social e a contabilidade no Brasil. Caderno de Estudos, v. 9, p. 1-4, 1993.

TINOCO, J. E. P. Balanço social: uma abordagem da transparência e da responsabilidade pública das organizações. São Paulo: Atlas, 2001.

TINOCO, J. E. P.; KRAEMER, M. E. P. Contabilidade e gestão ambiental. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2011.