Vale a pena investir? Um estudo à luz das Opções Reais Outros Idiomas

ID:
41763
Resumo:
Na tomada de decisão a incerteza do ambiente de negócios não pode ser negligenciada. A Teoria das Opções Reais faz uma analogia entre oportunidades de investimento, flexibilidade gerencial e opções financeiras. Embora fundamentada no valor presente líquido, reconhece que o seu valor segue um caminho aleatório porque incorpora a aleatoriedade dos eventos (a incerteza). O objetivo desta pesquisa consiste em analisar as flexibilidades existentes entre os retornos possíveis de um empreendimento realizado no setor de loteamento e incorporação imobiliária. Analisa-se o investimento aplicando-se o modelo de flexibilidade gerencial representado pelo desenvolvimento de cenários. Os achados apresentam que o cálculo do valor presente líquido não representa a realidade analisada por meio das Opções Reais, denotando avaliação dos retornos em até 2,5% a maior. As considerações finais indicam que a análise das Opções Reais agrega informações em relação aos métodos tradicionais, isto porque durante a análise de projetos inseridos em um ambiente de elevada incerteza, existe a possibilidade de maximizar ganhos ou minimizar perdas ao inserir risco na avaliação do projeto e a flexibilidade gerencial que o envolve.
Citação ABNT:
DACIÊ, F. P.; SANCHES, S. L. R.; GARCIA, E. L. M. Vale a pena investir? Um estudo à luz das Opções Reais . Revista Capital Científico - Eletrônica, v. 14, n. 1, p. 26-42, 2016.
Citação APA:
Daciê, F. P., Sanches, S. L. R., & Garcia, E. L. M. (2016). Vale a pena investir? Um estudo à luz das Opções Reais . Revista Capital Científico - Eletrônica, 14(1), 26-42.
DOI:
10.5935/2177-4153.20160002
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/41763/vale-a-pena-investir--um-estudo-a-luz-das-opcoes-reais-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ABREU, P.; STEPHAN, C. Análise de investimentos. Rio de Janeiro: Campus, 1982.

BLACK, F., SCHOLES, M. The pricing of options and corporate liabilities. Journal of Political Economy, n. 81, 1973.

BOURCHALAT, J. La methode de cas. Paris: Universitaires de France, 1961.

BRANDÃO, L. E. T.; DYER, J. S. Projetos de Opções Reais com incertezas correlacionadas. BASE - Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, São Leopoldo (RS), v. 6, n. 1, p. 19-26, jan./abr. 2009.

Câmara Brasileira da Indústria da Construção - CBIC. Francine de Lorenzo. FGV indica recuperação no setor imobiliário. 29 out. 2013. Disponível em: . Acesso em: 13 out. 2014.

CAMARGO, C. Análise de investimentos & demonstrativos financeiros. Curitiba: Ibipex, 2007.

CAPOZZA, D., SICK, G., The risk structure of land markets. Journal of Urban Economics, v. 35, n. 3, p. 297-319, 1994.

COPELAND, T.; ANTIRAKOV, V. Opções Reais: um novo paradigma para reinventar a avaliação de investimentos. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

COPELAND, T. Ascensão das opções reais: uma maneira de levar em conta a flexibilidade na gestão financeira. HSM Management, v. 6, n. 31, p. 132-136, 2002.

COPELAND, T.; KEENAN, P. T. How much is flexibility worth? The Mckinsey Quarterly, n. 2, p. 38-49, 1998.

DAMODARAN, A. Avaliação de empresas. São Paulo: Prentice Hall, 2007.

DAMODARAN, A. Avaliação de investimentos: ferramentas e técnicas para a determinação do valor de qualquer ativo. 5. ed. Rio de Janeiro: Qualitymark Ed. 1997.

DAMODARAN, A. Gestão estratégica de risco: uma referência para a tomada de riscos empresariais. Porto Alegre: Bookman, 2009.

DAMODARAN, A. Investment valuation: tools and techniques for determining the value of any assets. New York: Wiley, 2002

DIXIT, A. K.; PINDYCK, R. S. Investment under uncertainty. New Jersey: Princeton, University Press, 1994.

DIXIT, A. K.; PINDYCK, R. S. The options approach to capital investment. Harvard Business Review, May-June, 1995.

FARO, C. Elementos de engenharia econômica. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1979.

FEINSTEIN, S. P., LANDER, D. M. A better understanding of why NPV undervalues managerial flexibility. Engenier Economics, v. 47, n. 4, p. 418-435, 2002.

FLANAGAN, R.; et al. Life cycle costing: theory and practice. Oxford: Blackwell, 1989.

FONTES, D. B. M. M. Fixed versus flexible production systems: a real options analysis. European Journal of Operational Research, v. 188, n. 1, p. 169-184, 2008.

FORTUNATO, G.; BRANDÃO, L. E. T.; ROZENBAUM, S.; REBELLO, A. P. Valor da Opção de Abandono em Lançamentos Imobiliários Residenciais. RAC-eletrônica, v. 2, n. 3, p.531-545, 2008.

FREITAS, A. S.; BRANDÃO, L. E. T. Avaliação de projetos de e-learning através da metodologia de opções reais. REAd - Revista Eletrônica de Administração, Porto Alegre (EA/UFRGS) , v. 15, n. 3, 2009.

GROPPELLI, A. A.; NIKBAKHT, E. Administração financeira. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 1998.

HIRSCHFELD, H. Engenharia econômica. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1984.

IBOVESPA. Metodologia do Índice Bovespa. BM&FBOVESPA A Nova Bolsa. Fevereiro 2014. Disponível em: . Acesso em: 22 set. 2014.

INGERSOLL, J.E.; ROSS, S.A. Waiting to invest: investment and uncertainty. Journal of Business, v. 65, n. 1, p. 1-29, 1992.

KEMNA, A. Case studies on real options. Financial Management, v. 22, n. 3, p. 259-270, Autumn. 1993.

KULATILAKA, N. The value of flexibility: the case study of a dual fuel industrial steam boiler. Financial Management, v. 22, n. 3, p. 271-280, Autumn, 1993.

LUDKE, M.; ANDRÉ, M. Pesquisa em educação: abordagens avaliativas. São Paulo: EPU, 1986.

LUEHRMAN, T. A. Strategy as portfolio of real options. Harvard Business Review, p. 89-99, sept./oct. 1998.

MICHAILIDIS, A.; MATTAS, K. KARAMOUZIS, D. Assessment of irrigation dam using real options and discounted cash flow approaches: a case study in Greece. Water Policy, v. 11, p. 481-488, 2009.

MICHAILIDIS, A.; MATTAS, K. Using real options theory to irrigation dam investment analysis: an application of binomial option pricing model. Water Resource Management, v. 21, p. 1717-1733, 2007.

MINARDI, A. M. A. F. Teoria de Opções aplicada a projetos de investimento. RAE - Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 40, n. 2, p. 74-79, 2000.

MINARDI, A. M. A. F. Teoria de Opções aplicada a projetos de investimentos. São Paulo: Atlas, 2004.

MYERS, S. C. Determinants of corporate borrowing. Journal of Financial Economics. n. 5. p. 147-75, 1977.

NELSON, R.; HOWDEN, M.; HAYMANB, R. Placing the power of real options analysis into the hands of natural resource managers - taking the next step. Journal of Environmental Management, v. 124, p. 128-136, jul. 2013.

NICHOLS, N.A. Scientific management at Merck: an interview with CFO Judy Lewent. Harvard Business Review, p. 88-99, 1994.

PASIN, R. M.; MARTELANC, R.; SOUSA, A. F. A flexibilidade do processo decisório e o valor da opção de adiamento. In: Seminários em Administração FEA-USP, 6., 2003, São Paulo. Anais... São Paulo: USP, 2003.

PRIES, F.; ASTEBRO, T.; OBEIDI, A. Economic analysis of R&D Projects: Real Option versus NPV Valuation Revisited, Waterloo: University of Waterloo, 2001.

ROCHA, K.; SALLES, L.; ALCARAZ, F.; SARDINHA, J. A.; TEIXEIRA, J. P. Real estate and real options - a case study. Emerging Markets Review, v. 8, n. 1, p. 67-79, 2007.

SANTOS, E. M.; PLAMPONA, E. O. Teoria das Opções Reais: uma atraente opção no processo de análise de investimentos. Revista de Administração, v. 40, n. 3, p. 235-252, 2005.

SCHWARTZ, E. S.; TRIGEORGIS, L. Real Options and investment under uncertainty: classical readings and recent contributions. MIT Press: Cambridge, Massachusetts, 2004.

SERRA, R. G.; MARTELANE, R.; SOUZA, A. F. Empreendimentos imobiliários com permuta: avaliação pela abordagem da Teoria das Opções Reais (TOR). Revista de Gestão e Projetos - GeP, São Paulo, v. 3, n. 2, p. 146-177, 2012.

SOUSA NETO, J. A.; OLIVEIRA, V. I.; BERGAMINI JÚNIOR, L. C. Opções Reais: introdução à teoria e à prática. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2008.

SOUZA, A.; CLEMENTE, A. Decisões financeiras e análise de investimentos. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

TEIXEIRA, J. P. Três ensaios sobre a metodologia de apreciação de ativos utilizando Opções Reais. 2006. 109 f. Tese (Doutorado em Engenharia Industrial) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC/RJ, Rio de Janeiro, 2006.

TITMAN, S. Urban land prices under uncertainty. American Economic Review, v. 75, n. 3, p. 505-514, 1985.

TRIGEORGIS, L. The nature of option interactions and the valuation of investments with multiple real options. Journal of Finance and Quantitative Analysis, v. 28, n. 1, p. 1-20, 1993.

WILLIAMS, J. Real estate development as an option. Journal of Real Estate Finance and Economics, v. 4, p. 191-208, 1991.