Características dos intangíveis identificáveis e do goodwill reconhecidos nas combinações de negócios realizadas nas empresas de capital aberto Brasileiras Outros Idiomas

ID:
41764
Resumo:
Nas combinações de negócios podem ser reconhecidos intangíveis identificáveis e o ágio por expectativa de rentabilidade futura (goodwill) adquirido na transação. Tais recursos alcançam, em algumas transações, proporções relevantes que representam valor significativo em relação à contraprestação relativa à operação. O objetivo desta pesquisa é apresentar as características dos intangíveis identificáveis e do goodwill reconhecido nas combinações de negócios realizadas nas empresas de capital aberto brasileiras. Para isto, foram analisadas 202 combinações de negócios realizadas entre o período de 2010 e 2013. Os resultados demonstram que as empresas fornecem um baixo nível de informações sobre os fatores que compõem o goodwill reconhecido, utilizam textos genéricos para indicar os fatores que compõem o goodwill reconhecido e não evidenciam a natureza dos intangíveis identificáveis reconhecidos nas combinações de negócios.
Citação ABNT:
SOUZA, M. M.Características dos intangíveis identificáveis e do goodwill reconhecidos nas combinações de negócios realizadas nas empresas de capital aberto Brasileiras. Revista Capital Científico - Eletrônica, v. 14, n. 1, p. 43-59, 2016.
Citação APA:
Souza, M. M.(2016). Características dos intangíveis identificáveis e do goodwill reconhecidos nas combinações de negócios realizadas nas empresas de capital aberto Brasileiras. Revista Capital Científico - Eletrônica, 14(1), 43-59.
DOI:
10.5935/2177-4153.20160003
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/41764/caracteristicas-dos-intangiveis-identificaveis-e-do-goodwill-reconhecidos-nas-combinacoes-de-negocios-realizadas-nas-empresas-de-capital-aberto-brasileiras/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
SAMKIN, Grant; DEEGAN, Craig. Calculating non-controlling interest in the presence of goodwill impairment. Accounting Research Journal, v. 23, n. 2, p. 213-233, 2010.

ACEVEDO, Claudia Rosa; NOHARA, Jouliana Jordan. Como fazer monografias: TCC - Dissertações - Teses. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

ANTUNES, Maria Thereza Pompa. Contabilidade e Capital Intelectual. 9º Semana de Contabilidade do Banco Central do Brasil. 2000. Disponível em: < http://www.bcb.gov.br/ftp/denor/maria-thereza-usp.pdf >. Acesso em: 21 de outubro de 2000.

BABOUKARDOS, Diogenis; RIMMEL, Gunnar. Goodwill under IFRS: Relevance and disclosures in anunfavorable environment. Accounting Forum, v. 38, p. 1-17, 2014.

BALL, Ray; KOTHARI, S. P.; ROBIN, Ashok. The effect of international institutional factors on properties of accounting earnings. Journal of Accounting and Economics, v. 29, p. 151, 2000.

CARLIN, Tyrone M.; FINCH, Nigel.; KHAIRI, Khairil Faizal. FRS 36 and post-transition compliance quality among Singapore firms. Asian Review of Accounting. v. 18, n. 3, p. 221-244, 2010.

CHAUVIN, Keith W.; HIRSCHEY, Mark. Journal of Accounting and Public Policy, v. 13, p. 159-180, 1994.

CHEN, Changling; KOHLBECK, Mark; WARFIELD, Terry. Timeliness of impairment recognition: Evidence from the initial adoption of SFAS 142. Advances in Accounting, incorporating Advances in International Accounting, v. 24, p. 72-81, 2008.

CHURYK, Natalie; MANTZKE, Katrina L. The relation between purchased goodwill and target characteristics. Academy of accounting and financial studies journal, v. 12, n. 3, 2008.

COMITÊ de Pronunciamentos Contábeis. Pronunciamento Técnico CPC 04 R1, de 05 de novembro de 2010. Ativo intangível. Disponível em: http://www.cpc.org.br/CPC. Acesso em 31 de maio de 2010.

COMITÊ de Pronunciamentos Contábeis. Pronunciamento Técnico CPC 15 R1, de 03 de junho de 2011. Combinação de negócios. Disponível em: http://www.cpc.org.br/CPC. Acesso em 31 de maio de 2011.

COMITÊ de Pronunciamentos Contábeis. Pronunciamento Técnico CPC 25, de 26 de junho de 2009. Provisões, passivos contingentes e ativos contingentes. Disponível em: http://www.cpc.org.br/CPC. Acesso em 31 de maio de 2009.

DAHMASH, Firas N.; DURAND, Robert B.; WATSON, John. The value relevance and reliability of reported goodwill and identifiable intangible assets. The British Accounting Review. v. 41, p. 120-137, 2009.

DETZEN, Dominic; ZÜLCH, Henning. Executive compensation and goodwill recognition under IFRS: Evidence from European mergers. Journal of International Accounting, Auditing and Taxation, v. 21, p. 106-126, 2012.

EL-GAZZAR, Samir M.; JACOB, Rudy A.; SHALABY, Afaf A. An empirical investigation of goodwill attributes and subsequent impairment in the frame of SFAS nos. 141 AND 142. Journal of Accounting and Finance Research, Winter II, 2004.

GIULIANI, Marco; BRÄNNSTRÖM, Daniel. Defining goodwill: a practice perspective. Journal of Financial Reporting and Accounting, v. 9, n. 2, p. 161-175, 2011.

IASB - International Accounting Standards Board. Project Post-implementation review IFRS 3 Business Combinations. Summary of comments received. 2014. Disponível em: . Acesso em 20 de janeiro de 2014.

IUDÍCIBUS, Sérgio de; MARTINS, Eliseu; GELBCKE, Ernesto Rubens. Manual de Contabilidade das Sociedades por Ações. 7 ed. São Paulo: Atlas, 2007.

JAHMANI, Yousef; DOWLING, William, A.; TORRES, Paul D. Goodwill impairment: a new window for earnings management. Journal of Business & Economics Research, v. 8, n. 2, p. 19-23, 2010.

MARTINS, Eliseu; GELBCKE, Ernesto Rubens; SANTOS, Ariovaldo; IUDÍCIBUS, Sérgio de. Manual de Contabilidade Societária: aplicável a todas as sociedades de acordo com as normas internacionais e do CPC. São Paulo: Atlas, 2013.

MARTINS, Gilberto de Andrade; THEÓPHILO, Carlos Renato. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2009.

RAMANNA, Karthik. The implications of unverifiable fair-value accounting: Evidence from the political economy of goodwill accounting. Journal of Accounting and Economics, v. 45, p. 253-281, 2008.

RAMANNA, Karthik. WATTS, Ross L. Evidence on the use of unverifiable estimates in required goodwill impairment. Rev Account Stud, v. 17, p. 749-780, 2012.

SAMKIN, Grant; DEEGAN, Craig. Calculating non-controlling interest in the presence of goodwill impairment. Accounting Research Journal, v. 23, n. 2, p. 213-233, 2010.

SEETHARAMAN, A.; SREENIVASAN, Jayashree, SUDHA Raju; YEE, Tey Ya. Managing impairment of goodwill. Journal of Intellectual Capital, v. 7, n. 3, p. 338-353, 2006.

SEVIN, Suzanne; SCHROEDER, Richard; BHAMORNSIRI Sak. Transparent financial disclosure and SFAS Nº 142. Managerial Auditing Journal, v. 22, nº 7, p. 674-687, 2007.

SKINNER, Douglas J. Discussion of “the implications of unverifiable fair-value accounting: Evidence from the political economy of goodwill accounting”. Journal of Accounting and Economics, v. 45, p. 282-288, 2008.

TORRES, Fernando. Jornal Valor Econômico. Mudança em lei contábil distorce lucro trimestral e anual da Vale. 19/02/2009. Disponível em: . Acesso em 04 de fevereiro de 2009.