Rotatividade de Professores Universitários: o Caso de um Campus Fora da Sede Outros Idiomas

ID:
41863
Resumo:
A rotatividade tem sido um aspecto muito discutido nos planejamentos de recursos humanos atualmente. Apesar disso, há poucos estudos que envolvam a temática em instituições públicas, principalmente, nas universidades. Diante do exposto, o objetivo geral da pesquisa é analisar a rotatividade dos professores de um campus fora da sede, localizado na cidade de Catalão, região sudeste de Goiás. Quanto à natureza, a pesquisa é aplicada e, em relação aos objetivos, possui caráter descritivo. Para este estudo, com abordagem qualitativa, foi adotado como método de procedimento o estudo de caso, utilizando-se a técnica desk research para análise dos documentos disponibilizados pela instituição. Os resultados revelam um elevado índice de rotatividade dos professores. A ausência de política de recursos humanos no CAC é um ponto crítico e que merece atenção especial. O estudo não tem a pretensão de esgotar o assunto em questão, o interesse é servir como base para futuras pesquisas.
Citação ABNT:
SIQUEIRA, W. R.; ALVES, L. C. F. Rotatividade de Professores Universitários: o Caso de um Campus Fora da Sede. Revista de Administração, Contabilidade e Economia da FUNDACE, v. 7, n. 2, p. 94-107, 2016.
Citação APA:
Siqueira, W. R., & Alves, L. C. F. (2016). Rotatividade de Professores Universitários: o Caso de um Campus Fora da Sede. Revista de Administração, Contabilidade e Economia da FUNDACE, 7(2), 94-107.
DOI:
http://dx.doi.org/10.13059/racef.v7i2.324
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/41863/rotatividade-de-professores-universitarios--o-caso-de-um-campus-fora-da-sede/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AGAPITO, P. R.; POLIZZI FILHO, A.; SIQUEIRA, M. M. M. Bem-estar no trabalho e percepção de sucesso na carreira como antecedentes de intenção de rotatividade. Revista de Administração Mackenzie, Edição especial, p. 71-93, nov./dez. 2015.

BARROS, A. J. P.; LEHFELD, N. A. S. Fundamentos de metodologia: um guia para a iniciação científica. São Paulo: McGraw-Hill, 1986.

BASTOS, A. V. B.; BRANDÃO, M. G. A.; PINHO, A. P. M. Comprometimento organizacional: uma análise do conceito expresso por servidores universitários no cotidiano de trabalho. Revista de Administração Contemporânea - RAC, v. 1, n. 2, p. 97-120, 1997.

BAUER, M. W.; GASKELL, G.; ALLUM, N. C. Qualidade, quantidade e interesses do conhecimento: evitando confusões. In: BAUER, M. W.; GASKELL, G. (Orgs.). Pesquisa Qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 10 ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

BERNARDES, J. F. As políticas de recursos humanos e suas influências na gestão universitária. In: III COLÓQUIO INTERNACIONAL SOBRE GESTÃO UNIVERSITÁRIA NA AMÉRICA DO SUL. Problemática: a Universidade sul-americana perante a crise, a integração regional e o futuro. Realizado em Buenos Aires; maio de 2003. Anais... Disponível em: Acesso em: 25 jun. 2003.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2012. 1988.

BRASIL. Decreto n° 6.096, de 24 de abril de 2007. Institui o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais - REUNI. Disponível em: . Acesso em: 05 jul. 2007.

BRASIL. Emenda Constitucional n° 19, de 04 de junho de 1998. Modifica o regime e dispõe sobre princípios e normas da Administração Pública, servidores e agentes políticos, controle de despesas e finanças públicas e custeio de atividades a cargo do Distrito Federal, e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 04 jul. 2012. 1998.

BRASIL. Lei n° 10.172, de 09 de janeiro de 2001. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 03 jul. 2012.

BRASIL. Lei n° 12.772, de 28 de dezembro de 2012. Dispõe sobre a estruturação do Plano de Carreiras e Cargos de Magistério Federal; sobre a Carreira do Magistério Superior, de que trata a Lei no 7.596, de 10 de abril de 1987; sobre o Plano de Carreira e Cargos de Magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico e sobre o Plano de Carreiras de Magistério do Ensino Básico Federal, de que trata a Lei no 11.784, de 22 de setembro de 2008; sobre a contratação de professores substitutos, visitantes e estrangeiros, de que trata a Lei no 8.745 de 9 de dezembro de 1993; sobre a remuneração das Carreiras e Planos Especiais do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, de que trata a Lei no 11.357, de 19 de outubro de 2006; altera remuneração do Plano de Cargos Técnico-Administrativos em Educação; altera as Leis nos 8.745, de 9 de dezembro de 1993, 11.784, de 22 de setembro de 2008, 11.091, de 12 de janeiro de 2005, 11.892, de 29 de dezembro de 2008, 11.357, de 19 de outubro de 2006, 11.344, de 8 de setembro de 2006, 12.702, de 7 de agosto de 2012, e 8.168, de 16 de janeiro de 1991; revoga o art. 4o da Lei no 12.677, de 25 de junho de 2012; e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 04 mai. 2012.

BRASIL. Lei n° 8.112, de 11 de dezembro de 1990. Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais. Disponível em: . Acesso em: 04 jul. 2012. 1990.

BRASIL. Medida Provisória n° 614, de 14 de maio de 2013. Altera a Lei no 12.772, de 28 de dezembro de 2012, que dispõe sobre a estruturação do Plano de Carreiras e Cargos de Magistério Federal; altera a Lei no 11.526, de 4 de outubro de 2007; e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 25 mai. 2013.

BRASIL. Ministério da Educação. Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni). Disponível em: . Acesso em: 20 mai.2013.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Superior. Diretoria de Desenvolvimento das Instituições Federais de Ensino Superior. REUNI 2008 - Relatório de Primeiro Ano, de 30 de outubro de 2009.

CAMPOS, C V de A.; MALIK, A. M. Satisfação no trabalho e rotatividade dos médicos do Programa de Saúde da Família. Revista de Administração Pública - RAP, v. 42, n. 2, p. 347-368, 2008.

CHIAVENATO, I. Gestão de pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações. 3 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

ECKERT, A.; MECCA, M. S.; DENICOL, M. S. G. M.; GIACOMET, M. O. As motivações e os reflexos do turnover em termos contábeis e econômicos numa entidade sem fins lucrativos do município gaúcho de Caxias do Sul. XIII CONVENÇÃO DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL. Anais... Caxias do Sul, 2011.

FERREIRA, L. C. M.; ALMEIDA, C. B. A. Rotatividade de funcionários e desempenho organizacional: um estudo no comércio brasileiro. Brazilian Business Review, v. 12, n. 4, p. 28-61, 2015.

FERREIRA, M. C.; FREIRE, O. N. Carga de trabalho e rotatividade na função de frentista. Revista de Administração Contemporânea - RAC, v. 5, n. 2, p. 175-200, 2001.

GOMES, A. A. P.; QUELHAS, O. L. G. Motivação dos recursos humanos no Serviço Público. Revista Eletrônica de Administração - REAd, v. 9, n. 5, 2003.

MALHOTRA, N. K. Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. 3 ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

MARCONI, N. A evolução do perfil da força de trabalho e das remunerações nos setores público e privado ao longo da década de 1990. Revista do Serviço Público, n. 1, p. 9-45, 2003.

OLIVEIRA, C. T. P. A concentração de renda pública brasileira. Revista Querubim, v. 5, n. 9, p. 23-28, 2009.

PATTON, M. Q. Qualitative research and evaluation methods. 3 ed. Thousand Oaks: SAGE Publications, 2002.

PEREIRA, D. A.; ZIERO, J. G. Uma nota sobre a rotatividade da mão-de-obra do setor privado brasileiro. Revista de Economia e Administração. v. 12, n. 1, p. 132-148. 2013.

PINHO, A. P. M.; BASTOS, A. V. B.; ROWE, D. E. O. Diferentes vínculos organizacionais: explorando concepções, fatores organizacionais antecedentes e práticas de gestão. Organizações & Sociedade, v. 22, n. 75, p. 659-680, 2015.

REGINALDO, T; TARTARI, J. S.; LIRA, W. J. Imagens arquetípicas na gestão de pessoas. Navus - Revista de Gestão e Tecnologia, v. 6, n. 1, p. 06-16, 2016.

ROBBINS, S. P. Comportamento organizacional. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1999.

SANTOS, A. R. dos. Metodologia científica: a construção do conhecimento. 5 ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

SCHERMERHORN JR, J. R.; HUNT, J. G.; OSBORN, R. N. Fundamentos de comportamento organizacional. Porto Alegre: Bookman, 1999.

SIQUEIRA, W. R.; TAVARES, R. F.; BUENO, M.; BA, S. A. C. Rotatividade de servidores públicos: estudo realizado em um campus universitário do interior de Goiás. In: ENCONTRO NACIONAL DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO - ENANGRAD, 2012, Bento Gonçalves. Anais... Rio de Janeiro: ANGRAD, 2012.

STRAPAZZON, J.; CALEGARI, S.; SIMIONI, T. R. Reflexos na rotatividade de pessoal de uma empresa do ramo odontológico na cidade de Pato Branco - PR. Synergismus Scyentifica UTFPR, n. 3, 2008.

TANABE, M. Contribuição ao estudo da rotatividade da mão de obra. 1985. Tese (Doutorado). Universidade de São Paulo. São Paulo. 1985.

VASCONCELOS, I.; MASCARENHAS, A. O.; VASCONCELOS, F. C. de. Paradoxos organizacionais, gestão de pessoas e tecnologia na Souza Cruz. RAE - Eletrônica, v. 3, n. 2, 2004.

VIEIRA, M. M. F.; ZOUAIN, D. M. (Org.). Pesquisa qualitativa em administração: teoria e prática. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005.

WAGNER III, J. A.; HOLLENBECK, J. R. Comportamento organizacional. São Paulo: Saraiva, 2006.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2 ed. Porto Alegre: Bookman, 2003.