Mecanismos de Compartilhamento do Conhecimento Adotados em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal: o Caso do Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC) Outros Idiomas

ID:
41868
Resumo:
Esta pesquisa tem como objetivo analisar mecanismos de compartilhamento de conhecimento na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do HU/UFSC. Caracteriza-se como uma pesquisa qualitativa, aplicada, descritiva, de campo, bibliográfica, documental e um estudo de caso. A seleção dos elementos da amostra foi feita por tipicidade e acessibilidade, dentre médicos da unidade, selecionando-se um representante de cada turno de trabalho, isto é, três médicos. A coleta de dados foi feita a partir de documentos, fontes bibliográficas, observação e entrevista semiestruturada com os médicos. Os dados foram analisados a partir da abordagem interpretativa e da técnica pattern matching. Como resultados, percebeu-se que a unidade neonatal conta com profissionais experientes, que preferem compartilhar conhecimento explícito e que enfatizam mecanismos como fontes bibliográficas, em detrimento de outras, quando tem dúvidas clínicas. Conclui-se que a Unidade já faz uso de alguns mecanismos para compartilhar conhecimento, principalmente o explícito, mas que ainda há espaço para adotar outros e que é preciso reforçar a institucionalização da gestão do conhecimento e do seu compartilhamento.
Citação ABNT:
JACOBSEN, A. L.; BURIGO, C. C. D.; NUNES, R. S.; PINTO, M. T. Mecanismos de Compartilhamento do Conhecimento Adotados em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal: o Caso do Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC). Revista de Administração Hospitalar e Inovação em Saúde, v. 13, n. 1, p. 25-42, 2016.
Citação APA:
Jacobsen, A. L., Burigo, C. C. D., Nunes, R. S., & Pinto, M. T. (2016). Mecanismos de Compartilhamento do Conhecimento Adotados em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal: o Caso do Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago (HU/UFSC). Revista de Administração Hospitalar e Inovação em Saúde, 13(1), 25-42.
DOI:
10.21450/rahis.v13i1.2934
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/41868/mecanismos-de-compartilhamento-do-conhecimento-adotados-em-uma-unidade-de-terapia-intensiva-neonatal--o-caso-do-hospital-universitario-polydoro-ernani-de-sao-thiago--hu-ufsc-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ABID, Syed Sibte Raza. Healthcare knowledge sharing: purpose, practices, and prospects. In: BALI, Rajev; DWIVEDI, Ashish. Healthcare knowledge management: issues, advances, and successes. New York (USA): Springer New York, 2007. Disponível em: . Acesso em: 12 mar. 2014. 2007.

ALCARÁ, Adriana Rosecler et al. Fatores que influenciam o compartilhamento da informação e do conhecimento. Perspectivas em Ciência da Informação. v. 14, n. 1, 2009. Disponível em: . Acesso em: 12 mar. 2014. 2009.

ALMEIDA, Mário de Souza; FREITAS, Cláudia Regina; SOUZA, Irineu Manoel de. Gestão do Conhecimento para tomada de decisão. São Paulo: Atlas, 2011.

ANDREASIAN, Gelena; ANDREASIAN, Mylana. Knowledge sharing and knowledge transfer barriers: a case study. Dissertação de Mestrado (School of Computer Science, Physics and Mathematics). Linnaeus University, Kalmar, Suécia, 2013. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2014. 2013.

BARTOL, Kathryn; SRIVASTAVA, Abhishek. Encouraging knowledge sharing: the role of organizational reward systems. Journal of Leadership & Organizational Studies, v. 9, n. 1, pp. 64-76, 2002. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2014. 2002.

BHIRUD, Sachin; RODRIGUES, Lewlyn; DESAI, Pradeep. Knowledge Sharing Practices in Km: a case study in Indian software subsidiary. Journal of Knowledge Management Practice, December 2005. Disponível em: . Acesso em: 12 mar. 2014. 2005.

BONACIM, Carlos Alberto Grespan; ARAUJO, Adriana Maria Procópio de. Valor econômico agregado por hospitais universitários públicos. Revista de Administração de Empresas - RAE. [online]. vol.49, n. 4, p. 419-433, 2009.

BRASIL. Decreto nº 73.264, de 6 de Dezembro de 1973. Disponível em: . Acesso em: 16 set. 2014. 1973.

CHERUBIN, Niversindo Antonio. Profissionalização: o futuro do administrador hospitalar. Mundo Saúde, São Paulo, v. 19, n. 5, p. 167-73, 1995.

CHERUBIN, Niversindo Antonio. Programa de revitalização administrativa do hospital. Hospital (São Paulo), v. 16, n. 4, p. 148-154, 1992.

CHERUBIN, Niversindo Antonio. Rotinas hospitalares. São Paulo: Sociedade Beneficente São Camilo, 1977.

COLOMBO, Sonia Simões. A gestão de pessoas nas instituições de ensino. In: COLOMBO, Sonia Simões; CARDIM, Paulo A. Gomes. Nos bastidores da educação brasileira. Porto Alegre: Artmed, 2010. p. 169-184.

DAVENPORT, Thomas H.; PRUSAK, Laurence. Conhecimento empresarial: como as organizações gerenciam o seu capital intelectual. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

DINIZ, Késsya Dantas. Atuação de técnicos de enfermagem junto ao recém-nascido com dor em uma unidade de terapia intensiva neonatal. Dissertação de Mestrado (Curso de Mestrado em Enfermagem). Programa de Pós-graduação em Enfermagem, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008. Disponível em: . Acesso em: 8 mar. 2014. 2008.

DIXON, Nancy. Common knowledge: how companies drive by sharing what they know. Boston (USA): Harvard Business School Press, 2000. Disponível em: . Acesso em: 8 mar. 2000.

GAÍVA, M. A. M.; SCOCHI, C. G. S. Processo de trabalho em saúde e enfermagem em UTI neonatal. Revista Latino-americana de Enfermagem, v. 12, n. 3, 469-76, 2012.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

GONÇALVES, Ernesto Lima. Estrutura organizacional do hospital moderno. Revista de Administração de Empresas - RAE, v. 38, n. 1, p. 80-90, 1998.

HENDRIKS, Paul H.J. Assessing the role of culture in knowledge sharing. In: Proceedings of Fifth European Conference in Organization, Knowledge, Learning and Capabilities, Innsbruk. 2004. Disponível em: . Acesso em: 14 nov. 2004.

IPE, Menu. Knowledge sharing in organizations: a conceptual framework. Human Resource Development Review, v. 2, n. 4, pp. 337-359, Dez. 2003. Disponível em: . Acesso em: 17 maio2014. 2003.

MADALOSSO, Patrício. Refletindo sobre a qualidade do cuidado de enfermagem: uma proposta assistencial transformadora. Texto Contexto Enfermagem, v. 9, n. 2, p. 562-76, 2000.

MATOS, Gislayne. Narrativas: storytelling. Disponível em: . Acesso em: 4 maio2014.

MATSUDA, L. M. et al. Anotações/registros de enfermagem: instrumento de comunicação para a qualidade do cuidado? Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 8, n. 3, 2006. Disponível em: . Acesso em: 10 Jun. 2006.

MEC.Ministério da Educação. EBSERH - Rede Federal. 2012. Disponível em:. Acesso em: 07 set. 2014.

MEDEIROS, Aline da Silva. Análise da dinâmica hospitalar da Maternidade Dr. João Moreira, em Fortaleza, nas primeiras décadas do século XX. Revista História, Ciências, Saúde-Manguinhos, v. 20, n. 3, july./sept. 2013. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2013.

MONTANHOLI, Liciani L.; MERIGHI, Aparecida B.; DE JESUS, Maria Cristina P. Atuação da enfermeira na unidade de terapia intensiva neonatal: entre o ideal, o real e o possível. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 19, n. 2, 2011. Disponível em: . Acesso em: 7 mar. 2011.

MS - Ministério da Saúde (BR).Secretaria de Políticas de Saúde.Área da Saúde da Criança. Atenção Humanizada ao recém-nascido de baixo peso: Método Canguru. Manual técnico, Brasília (DF): MS; 2011. Disponível em: . Acesso em: 9 mar. 2011.

NASCIMENTO, Simone Martins. As funções gerenciais do enfermeiro no cotidiano da assistência hospitalar. 2012. 91f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO. Rio de Janeiro, RJ. 2012.

NONAKA, Ikujiro; TAKEUCHI, Hirotaka. Criação de conhecimento na empresa: como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

NONAKA, Ikujiro; TAKEUCHI, Hirotaka. Gestão do conhecimento. Porto Alegre: Bookman, 2008.

RIBEIRO, Augusta Barbosa de Carvalho Ribeiro. Administração de pessoal nos hospitais. São Paulo, SP: Editora da USP, 1970.

RYS Marcin. The effect of rewards on the attitude towards knowledge sharing in organizations. 2007. Universiteit Maastricht. Faculty of Economics and Business Administration Master Infonomics. Disponível em: . Acesso em: 11 mar. 2014. 2007.

SANTOS, et al. Concepções de comunicação na gerência de enfermagem hospitalar entre enfermeiros gerentes de um hospital universitário. Revista da Escola de Enfermagem da USP. v. 45, n. 4, São Paulo, ago. 2011. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2011.

SANTOS, Neilton S. Componentes e atributos que configuram a qualidade na relação médico-paciente. 2004. 123p. Tese (Doutorado em Engenharia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós Graduação em Engenharia de Produção. Florianópolis: UFSC, 2004. Disponível em: . Acesso em: 18 nov. 2004.

SCARBOROUGH, Harry et al. Knowledge management: a literature review. London: Institute of Personnel Development, 1999. Disponível em: . Acesso em: 11 mar. 2014. 1999.

SILVA, Ulysses Maria P. A promoção e a gestão em saúde direcionadas a saúde do Homem. Revista Universo da Enfermagem, v. 02, n. 1, jan./jun. 2013. Disponível em: . Acesso em: 3 mar. 2014.

SVEIBY, Karl Erik. A Nova Riqueza das Organizações: gerando e avaliando patrimônios de conhecimento. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

TACHIZAWA, T. Gestão ambiental e responsabilidade social corporativa: estratégias de negócios focadas na realidade brasileira. São Paulo: Atlas, 2004.

UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Disponível em: . Acesso em: 25 abr.2014.

VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 14. ed. São Paulo, SP: Atlas, 2013.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2010.

ZAWAWI, Azlyn Ahmad et al. The study of barrier factors in knowledge sharing: a case study in public university. Management Science and Engineering, vol. 5, pp. 59-70, Mar. 2011. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2011.