Determinantes do desempenho acadêmico dos alunos dos cursos de Ciências Contábeis no ensino à distância Outros Idiomas

ID:
42298
Resumo:
No Brasil, o cenário da educação vem sofrendo muitas transformações nas últimas décadas, entre as principais, está a expansão do ensino superior. Inserido neste contexto, o ensino a distância ganhou significativa relevância, tendo em vista o expressivo incremento no número de matrículas apresentado nos últimos anos, que saltou de 1,16% das matrículas do ensino superior, em 2002, para 15,8% em 2012 (INEP, 2013). É necessário atentar para a qualidade do ensino oferecido diante desse crescimento acelerado. Assim, o objetivo deste estudo foi identificar e analisar variáveis determinantes do rendimento acadêmico dos alunos dos cursos de Ciências Contábeis no ENADE 2012, na modalidade a distância. Como arcabouço teórico foram utilizados os pressupostos da Teoria da Função da Produção Educacional. Para tanto, foi selecionada uma amostra de 4.387 estudantes dos cursos de Ciências Contábeis, participantes do ENADE de 2012. Para os testes estatísticos, foi utilizado o Modelo de Componentes de Variância. De acordo com os resultados obtidos, as variáveis relacionadas ao aluno, como gênero, estado civil, etnia, renda, bolsa de estudo ou financiamento, ensino médio, tipo de ensino médio, horas de estudo, condições do polo de apoio e participação em monitoria, são as que mais fortemente explicam o desempenho acadêmico. Por outro lado, as variáveis: idade, atividade remunerada, estágio, forma de ingresso, escolaridade do pai, escolaridade da mãe, quantidade de livros lidos, participação iniciação científica e participação extensão não apresentaram influência significativa no desempenho acadêmico dos alunos na modalidade EaD.
Citação ABNT:
RODRIGUES, B. C. O.; RESENDE, M. S.; MIRANDA, G. J.; PEREIRA, J. M. Determinantes do desempenho acadêmico dos alunos dos cursos de Ciências Contábeis no ensino à distância. Enfoque Reflexão Contábil, v. 35, n. 2, p. 139-153, 2016.
Citação APA:
Rodrigues, B. C. O., Resende, M. S., Miranda, G. J., & Pereira, J. M. (2016). Determinantes do desempenho acadêmico dos alunos dos cursos de Ciências Contábeis no ensino à distância. Enfoque Reflexão Contábil, 35(2), 139-153.
DOI:
10.4025/enfoque.v35i2.30105
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/42298/determinantes-do-desempenho-academico-dos-alunos-dos-cursos-de-ciencias-contabeis-no-ensino-a-distancia/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ANDRADE, M. M. de. Como preparar trabalhos para cursos de pós-graduação: noções práticas. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

ARAÚJO, E. A. T.; CAMARGOS, M. A. de; CAMARGOS, M. C. S. Desempenho Acadêmico de Discentes do Curso de Ciências Contábeis: Uma Análise dos Seus Fatores Determinantes em Uma IES Privada. In: XXXV Encontro Nacional da Associação Pós-Graduação em Administração, 2011, Rio de Janeiro. Anais... do XXXV EnANPAD. Rio de Janeiro: ANPAD, 2011.

ARAÚJO, E. A. T; CAMARGOS, M. A. de; CAMARGOS, M. C. S. DIAS, A. T. Desempenho Acadêmico de Discentes do Curso de Ciências Contábeis: Uma Análise dos Seus Fatores Determinantes em Uma IES Privada. Contabilidade Vista & Revista, v. 24, p. 60-83, 2013.

BOWLES, S. Towards and educational production function. In: Hansen, W. L. (Ed). Education, income, and human capital. New York: National Bureau of Economic Research, p. 9-70, 1970. Disponível em < http://www.nber.org/>. Acesso em: 27 abr. 2015. 1970.

BRASIL. Decreto nº 2.454, de 10/02/98. Regulamenta o artigo 80 da LDB (Lei n. 9.894/96). Disponível em: . Acesso em: 08 de abr. de2015.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP. Disponível em: < http://portal.inep.gov.br/> Vários acessos.

BRASIL. Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 25 abr. 2015. 2004.

BRASIL.Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais. Diretoria de Informações e Estatísticas Educacionais (INEP/SEEC). Censo do Ensino Superior, 2012. Disponível em:; Acesso em: 17 de mar. de 2015. 2012.

CAMPBELL, M. M. Motivational systems theory and the academic performance of college students. Journal of College Teaching & Learning (TLC), v. 4, n. 7, 2007.

CERQUEIRA, T. C. S. Estilos de aprendizagem em universitários. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2000. Disponível em:. Acesso em: 08 de abr. 2015. 2000.

CORBUCCI, P. R. Desafios da educação superior e desenvolvimento no Brasil. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), 2007.

CUNHA, J. V. A. da. Doutores em Ciências Contábeis da FEA/USP: análise sob a óptica da Teoria do Capital Humano. 2007. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

DRAPER, N. R.; SMITH, H. A. Applied regression analysis. 3 ed. New York: John Wiley, 1998.

EAD. A expansão do EAD no Brasil. Disponível em: . Acesso em: 08 jul.2015.

FERREIRA, M. A. Determinantes do desempenho discente no ENADE em cursos de Ciências Contábeis. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) – Programa De Pós-Graduação Em Ciências Contábeis da Faculdade De Ciências Contábeis da Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.

GLEWWE, P. W.; HANUSHEK, E. A.; HUMPAGE, S. D.; RAVINA, R. School resources and educational outcomes in developing countries: A review of the literature from 1990 to 2010. National Bureau of Economic Research, n. w17554, 2011.

HANUSHEK, E. A. Conceptual and Empirical Issues in the estimation of educational productions functions. The Journal of Human Resources, v. 14, n. 3, p. 351-388, 1979.

HANUSHEK, E. A. Educational production functions. 1. ed. Economics of education research and studies, p. 33-42, 1987.

HANUSHEK, E. A.; WOESSMANN, Ludger. The economics of international differences in educational achievement. In: HANUSHEK, E.; MACHIN, S.; WOESSMANN, L. (Eds.) Handbook of the economics of education. p. 89-200. 1 ed. Oxford (UK): Elsevier Science. 2011.

JEHLE, G. A.; RENY, P. J. Advanced microeconomic theory. 2 ed. New York (USA): Addison Wesley, p. 117-150, 2000.

LAROS, J. A.; MARCIANO, J. L. P. Análise Multinível aplicada aos dados do NELS:88. Estudos em Avaliação Educacional, v. 19, n. 40, maio/ago. 2008.

MACHADO, E. A. Desempenho acadêmico e satisfação dos estudantes na modalidade EaD: um estudo comparativo entre concluintes dos cursos de Ciências Contábeis e Administração. 2014. Tese (Doutorado em Ciências) – Programa de Pós-Graduação em Controladoria e Contabilidade da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.

MARTINS, A.C.P. Ensino superior no Brasil: da descoberta aos dias atuais. Acta Cirúrgica Brasileira, São Paulo, v. 17. (suplemento 3), 2002. Disponível em: . Acesso em: 07 de abr. de 2015. 2002.

MASASI, N. J. How personal attribute affect students’ performance in Undergraduate Accounting Course: A Case of Adult Learner in Tanzania. International Journal of Academic Research in Accounting, Finance and Management Sciences, v. 2, n. 2, 2012.

ALVES, J. R. M. A História da EAD no Brasil. In: LITTO, F. M.; FORMIGA, M. (org). Educação a Distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009.

BEUREN, I. M. (Org.) e outros. Como elaborar trabalhos monográficos em Contabilidade. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2006.