Teoria da agência e governança corporativa: um estudo de evento em fusões e aquisições de 2000 a 2012 Outros Idiomas

ID:
42464
Resumo:
Neste estudo busca-se entender de forma mais profunda os efeitos da teoria da agência nos casos de fusão e aquisição no mercado brasileiro, tendo como variável o nível de governança corporativa das empresas. O objetivo era entender como os retornos anormais das empresas variam de acordo com os mecanismos de governança corporativa os quais as companhias lançam mão. Para tanto foi realizado um estudo de evento com os casos de fusão e aquisição de 2000 a 2012 tendo em conta as empresas listadas no índice Ibovespa e comparando dois subgrupos extremos: o de baixo nível de governança corporativa (Tradicional) e alto nível de governança corporativa (Novo Mercado). Este estudo gerou resultados que evidenciam que empresas com maior nível de governança corporativa geral retornos anormais maiores que empresas com menor nível de governança corporativa, de forma estatisticamente significantes, corroborando com a hipótese que governança corporativa tem efeitos positivos nos retornos em casos de fusão e aquisição.
Citação ABNT:
KRIECK, P. A.; KAYO, E. K. Teoria da agência e governança corporativa: um estudo de evento em fusões e aquisições de 2000 a 2012. Revista de Finanças Aplicadas, v. 1, n. 1, p. 1-17, 2013.
Citação APA:
Krieck, P. A., & Kayo, E. K. (2013). Teoria da agência e governança corporativa: um estudo de evento em fusões e aquisições de 2000 a 2012. Revista de Finanças Aplicadas, 1(1), 1-17.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/42464/teoria-da-agencia-e-governanca-corporativa--um-estudo-de-evento-em-fusoes-e-aquisicoes-de-2000-a-2012/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português