Remuneração dos Executivos em Empresas que Realizaram Combinação de Negócios Outros Idiomas

ID:
42539
Resumo:
O estudo objetiva identificar os fatores que afetaram o nível da remuneração dos executivos em empresas brasileiras que realizaram combinação de negócios. Para tal, realizou-se pesquisa descritiva com abordagem quantitativa, por meio de análise documental, em uma amostra composta por 67 companhias abertas que realizaram combinação de negócios, com dados relativos ao período de 2009 a 2011, extraídos dos Relatórios de Referência e do banco de dados Economática. Os resultados mostram que entre os fatores desempenho, tamanho da empresa, concentração de capital, governança corporativa e investidores institucionais que foram apontados na literatura como influenciadores das políticas e pacotes de remuneração dos executivos, somente três se confirmaram nas companhias brasileiras pesquisadas que realizaram combinação de negócios: (i) no ano de 2009, anterior às combinações, foi o fator tamanho; (ii) no ano de 2010, em que ocorreram as combinações, foi o fator desempenho; (iii) no ano de 2011, após as combinações, foram os fatores desempenho e concentração de capital. Conclui-se que os fatores que afetaram o nível da remuneração dos executivos não foram os mesmos antes, durante e após a realização de combinação de negócios em empresas brasileiras, implicando em pesquisas adicionais que possam explicar estes resultados.
Citação ABNT:
BEUREN, I. M.; MOURA, G. D.; THEISS, V. Remuneração dos Executivos em Empresas que Realizaram Combinação de Negócios . Revista de Administração da Unimep, v. 14, n. 2, p. 1-30, 2016.
Citação APA:
Beuren, I. M., Moura, G. D., & Theiss, V. (2016). Remuneração dos Executivos em Empresas que Realizaram Combinação de Negócios . Revista de Administração da Unimep, 14(2), 1-30.
DOI:
10.15600/1679-5350/rau.v14n2p1-30
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/42539/remuneracao-dos-executivos-em-empresas-que-realizaram-combinacao-de-negocios-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BANGHO J. J.; GABRIELSEN, G.; PETERSEN, C.; PLENBORG, T. Determinants of executive compensation in privately held firms. Accounting and Finance, v. 50, p. 481-510, 2010.

BARONTINI, R.; BOZZI, S. Board compensation and ownership structure: empirical evidence for Italian listed companies. Journal of Management and Governance, v. 15, p. 59-89, 2011.

BEBCHUK, L. A; FRÍED, J. M; WALKER, D. I. Executive compensation in America: optimal contracting or extraction of rents? 2001. Disponível em: . Acesso em: 20 jul. 2012.

BRASIL. Lei nº 6. 404/76, de 15 de dezembro de 1976. Lei das sociedades por ações. Disponível em: .Acesso em: 16 ago. 2010. 1976.

CAMARGOS, M. A.; BARBOSA, F. V. Fusões e aquisições de empresas brasileiras: sinergias operacionais, gerenciais e rentabilidade. Contabilidade Vista & Revista, v. 21, p. 69-99, 2010.

CAMARGOS, M. A; HELAL, D. H. Remuneração executiva, desempenho econômicofinanceiro e a estrutura de governança corporativa de empresas brasileiras. In: EnANPAD, 31. , 2007, Rio de Janeiro. Anais. . . Rio de Janeiro, ANPAD, 2007.

CHHAOCHHARIA, V.; GRINSTEIN, Y. CEO compensation and board structure. The Journal of Finance, v. 64, p. 231-261, 2009.

CHIEN, A. C. Y. A remuneração dos executivos tem impacto no valor e desempenho das empresas brasileiras de capital aberto? 2012. 26f. Dissertação (Mestrado em Finanças e Economia Empresarial) - Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 2012.

CLAESSENS, S.; DJANKOV, S.; FAN, J. P. H.; LANG, L. H. P. Disentangling the incentive and entrenchment effects of large shareholders. Journal of Finance, v. 57, p. 2741-2771, 2002.

COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS (CVM). Anexo 24 da Instrução CVM nº 480. 2009. Disponível em: . Acesso em: 20 jul. 2012. 2009.

COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS (CVM). Instrução CVM nº 480. 2009. Disponível em: . Acesso em: 20 jul. 2009.

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS (CPC). Pronunciamento Técnico 15 - Combinação de negócios. Brasília, 26 de junho de 2009. Disponível em: .Acesso em: 01 out. 2009.

CONYON, M.; HE, J. L. Executive compensation and corporate governance in China. Institute for Compensation Studies. Journal of Corporate Finance, v. 17, n. 4, p. 1158-1175, 2011.

DALMÁCIO, F. Z.; REZENDE, A. J.; SLOMSKI, V. Análise setorial das medidas de performance utilizadas nos contratos de remuneração dos gestores. Revista Universo Contábil, v. 5, n. 3, p. 6-23, 2009.

DENIS, D. K. Twenty-five years of corporate governance research and counting. Reviewof Financial Economics, v. 10, p. 191-212, 2001.

DORATA, N. T.; ZALDIVAR, I. P. Air valueand business combinations. Review of Business, v. 30, n. 2, p. 31-39, 2010.

EISENHARDT, K. M. Agency theory: an assessment and review. Academy of Management Review, v. 14, n. 1, p. 57-74, 1989.

ELSTON, J. A.; GOLDBERG, L. G. Executive compensation and agency costs in Germany. Journal of Banking & Finance, v. 27, p. 1391-1410, 2003.

FAMA, E. F.; JENSEN, M. C. Separation of ownership and control. Journal of Law and Economics, v. 26, n. 2, p. 301-325, 1983.

GREGG, P.; JEWELL, S.; TONKS, I. Executive pay and performance in the UK. Axa Working Paper Series, v. 5, 2010.

GRINSTEIN, Y.; HRIBAR, P. CEO compensation and incentives: evidence from M&A bonus. Journal of Financial Economics, v. 73, p. 119-143, 2004.

HAID, A.; YURTOGLU, B. B. Ownership structure and executive compensation in Germany, Working Paper, Universität Erlangen-Nürnberg, 2006.

HAIR JR, F. J.; ANDERSON, R. E.; TATHAM R. L.; BLACK W. C. Análise multivariada de dados. Porto Alegre: Bookman, 2005.

HAYNES, M.; THOMPSON, S.; WRIGHT, M. Executive remuneration and corporate divestment: motivating managers to make unpalatable decisions. Journal of Business Finance & Accounting, v. 34, n. 5-6, p. 792-818, 2007.

JENSEN, M. C.; MECKLING, W. H. Theory of the firm: managerial behavior, agency costs and ownership structure. Journal of Financial Economics, v. 3, n. 4, p. 305-360, 1976.

KHORANA, A.; ZENNER, M. Executive compensation of large acquirors in the 1980s . Journal of Corporate Finance, v. 4, p. 209-240, 1998.

KRAUTER, E.; SOUSA, A. F. A relação entre a remuneração dos executivos e o desempenho financeiro: um estudo com empresas industriais brasileiras. In: EnGPR, 2., 2009, Curitiba. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2009.

LANE, J. Relevance of the principal-agent framework to public policy and implementation. National University of Singapore, Faculty of Arts e Sciences. Work Paper Series, 2003. Disponível em: . Acesso em: 20 jul. 2003.

LA PORTA, R.; LOPEZ-DE-SILANES, F.; SHLEIFER, A. Corporate ownership around the world. Journal of Finance, v. 54, n. 2, p. 471-517, 1999.

MACHADO, D. G. Influência da política de remuneração dos executivos no nível de gerenciamento de resultados em empresas industriais brasileiras, estadunidenses e inglesas. 2012. 274f. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis e Administração). Universidade Regional de Blumenau, Blumenau, 2012.

MOORE, S. Combinação de negócios/tratamento contábil: fusões e aquisições. 25 ago. 2011. Disponível em: . Acesso em: 01 out. 2011.

MOURA, G. D.; BEUREN, I. M. Conselho de administração das empresas de governança corporativa listadas na BM&Fbovespa: análise à luz da entropia da informação da atuação independente. Revista de Ciências da Administração, v. 13, n. 29, p. 11-37, 2011.

MURPHY, K. J.; SANDINO, T. Executive pay and independent compensation consultants. Journal of Accounting and Economics, v. 49, p. 247-262, 2010.

NASCIMENTO, C.; FRANCO, L. M. G.; CHEROBIM, A. P. M. S. Associação entre remuneração variável e indicadores financeiros: evidências do setor elétrico. Revista Universo Contábil, v. 8, n. 1, p. 22-36, 2012.

OZKAN, N. Do CEOs gain more in foreign acquisitions than domestic acquisitions? Journal of Banking & Finance, v. 36, n. 4, p. 1122-1138, 2012.

PONTES, B. R. A competitividade e a remuneração flexível. São Paulo: LTr, 1995.

PUNSUVO, F. R.; KAYO, E. K.; BARROS, L. A. B. C. O ativismo dos fundos de pensão e a qualidade da governança corporativa. Revista Contabilidade & Finanças, v. 18, n. 45, p. 63-72, 2007.

RAMLALL, I.; Determinants of hedging: an empirical investigation for mauritius. Journal of Financial Risk Management, v. 6, n. 3/4, p. 99-120, 2009.

SHIWAKOTI, R. K. Comparative analysis of determinants of executive remuneration in the UK financial services sector. Accounting and Finance, v. 52, p. 213-235, 2012.

SHLEIFER, A.; VISHNY, R. W. A survey of corporate governance. Journal of Finance, v. 52, 1997.

TAN, A. W.; KEEPER, T. B. Institutional investors and corporate governance: a New Zealand perspective. Working Papers, v. 65, School of Accounting and Commercial Law, 2008.