Transparência do Poder Executivo dos Estados Brasileiros Outros Idiomas

ID:
42781
Resumo:
O estudo investigou a transparência do Poder Executivo dos estados brasileiros, a partir dos portais eletrônicos. Trata-se de uma pesquisa descritiva, realizada por meio de um estudo de levantamento, com abordagem qualitativa. Os dados foram coletados mediante observações nos portais eletrônicos e registrados com auxílio de um protocolo de observação. A investigação da transparência nos portais revela que a maioria dos estados apresenta capacidade média de atendimento aos parâmetros de análise definidos nos elementos publicidade, compreensibilidade e utilidade. Esta capacidade indica atendimento às exigências legais, sem inovações ou diferenciais visando à transparência das informações públicas. O elemento compreensibilidade evidenciou ser o que mais necessita de desenvolvimento por parte dos estados, na busca por maior entendimento por parte dos usuários. O elemento publicidade retratou capacidade média na maior parte de seus parâmetros. Já o elemento utilidade se apresentou com capacidade alta, demonstrando a preocupação dos estados em respeitar a legislação e disponibilizar suas informações financeiras. A pesquisa possibilitou a estruturação de um ranking dos portais estaduais, no qual Espírito Santo, Ceará e Distrito Federal se apresentam como os destaques positivos, e Bahia, Alagoas e Sergipe os mais passíveis de melhoria.
Citação ABNT:
JAHNS, F. T.; RAUPP, F. M. Transparência do Poder Executivo dos Estados Brasileiros. Revista Universo Contábil, v. 12, n. 3, p. 65-72, 2016.
Citação APA:
Jahns, F. T., & Raupp, F. M. (2016). Transparência do Poder Executivo dos Estados Brasileiros. Revista Universo Contábil, 12(3), 65-72.
DOI:
10.4270/ruc.2016321
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/42781/transparencia-do-poder-executivo-dos-estados-brasileiros/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ABRUCIO, F. L.; LOUREIRO, M. R. Finanças públicas, democracia e accountability. In: ARVATE, P. R.; BIDERMAN, C. Economia do Setor Público no Brasil. Rio de Janeiro: Elsevier/Campus, 2004.

AKUTSU, L.; PINHO, J. A. G. Sociedade da informação, accountability e democracia delegativa: investigação em portais de governo no Brasil. Revista de Administração Pública, v. 35, n. 5, p. 723-745, 2002.

ALEXANDRINI, F. et al. Estratégias em governo eletrônico municipal – prefeitura virtual. In: ENCONTRO DA ANPAD, XXXI, 2007, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2007.

ALLEGRETTI, D. dos S.; PLATT NETO, O. A. Funcionalidades, limitações e potencialidades do Portal da Transparência do Estado do Rio Grande do Sul. Revista Catarinense de Ciência Contábil, v. 9, n. 26, p. p. 79-95, 2011.

ANDERSSON, S.; BERGMAN, T. Controlling corruption in the public sector. Scandinavian Political Studies, v. 32, n. 1, p. 45–70, 2009.

ASSOCIAÇÃO CONTAS ABERTAS. Índice de transparência. 2014. Disponível em: < http://indicedetransparencia.com/. Acesso em: ago, 2015.

BALBE, R. da S. Uso de tecnologias de informação e comunicação na gestão pública: exemplos no governo federal. Revista do Serviço Público, v. 61, n. 2, p. p. 189-209, 2010.

BASTIDA, F.; BENITO, B. Central government budget practices and transparency: an international comparison. Public Administration, v. 85, n. 3, p. 667–716, 2007.

BONSÓN, E., et al. Local e-government 2.0: Social media and corporate transparency in municipalities. Government Information Quarterly, v. 29, n. 2, p. 123–132, 2012.

BRAGA, L. V., et al. O papel do governo eletrônico no fortalecimento da governança do setor público.Revista do Serviço Público, v. 59, n. 1, p. 5-21, 2008.

BRAGA, L. V. Governo eletrônico e governança do setor público: um estudo comparativo global. 185p. Tese (Doutorado em Administração), Universidade de Brasília, Brasília, 2014.

BRAGA, S. S. Podem as novas tecnologias de informação e comunicação auxiliar na consolidação das democracias? Um estudo sobre a informatização dos órgãos legislativos na América do Sul. Opinião Pública, v. 13, n. 1, p. 1-50, 2007.

BRAGATTO, R. C. Lei de Acesso as Informações Públicas. Lei no 12.527, de 18 de novembro de 2011. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Brasília, 2011.

BRAGATTO, R. C. Lei de Responsabilidade Fiscal. Lei Complementar n° 101, de 04 de Maio de 2000. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Brasília, 2000. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Brasília, 2009.

BRAGATTO, R. C. Participação democrática e Internet: uma breve análise dos websites dos governos federais dos quatro maiores países sul-americanos. In: COMPOLÍTICA – Congresso da Associação Brasileira de Pesquisadores em Comunicação e Política, II, 2007, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte, 2007.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: 1988.

CABA-PÉREZ, C.; LÓPEZ-HERNÁNDEZ, A. M. Governmental financial transparency in MERCOSUR member countries. International Review of Administrative Sciences, v. 75, n. 1, p. 169–181, 2009.

CAMPOS, R.; PAIVA, D.; GOMES, S. Gestão da informação pública: um estudo sobre o Portal Transparência Goiás. Sociedade e Estado, v. 28, n. 2, p. 393-417, 2013.

CASTOR, B. V. J.; JOSÉ, H. Atualizando o modelo administrativo brasileiro–as promessas e perspectivas do governo eletrônico. In: ENCONTRO DA ANPAD, XXV, 2001, Curitiba. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2001.

CEGARRA-NAVARRO, J.-G.; PACHÓN, J. R. C.; CEGARRA, J. L. M. Egovernment and citizen’s engagement with local affairs through e-websites: The case of Spanish municipalities. International Journal of Information Management, v. 32, n. 5, p. 469–478, 2012.

CENEVIVA, R. Accountability: novos fatos e novos argumentos – uma revisão da literatura recente. In: Encontro de Administração Pública e Governança, II, 2006, São Paulo. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2006.

COMITÊ DA TRANSPARÊNCIA. Índice de Transparência. Disponível em: http://indicedetransparencia.com/metodologia-2014/ Acesso em: 08 nov. 2014.

CONTROLADORIA GERAL DA UNIÃO. Escala Brasil Transparente. Disponível em:< http://www.cgu.gov.br/assuntos/transparencia-publica/escala-brasil-transparente. Acesso em: ago, 2015.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. Porto Alegre: Artmed, 2010.

CRUZ, C.; et al. Transparência da gestão pública municipal: um estudo a partir dos portais eletrônicos dos maiores municípios brasileiros. Revista de Administração Pública, v. 46, n. 1, p. 153–176, fev. 2012.

FELICIANO, A. M.; et al. Inclusão digital rural: capilaridade para ações de governo eletrônico. Revista Democracia Digital e Governo Eletrônico, v. 2, n. 3, 2010.

GRIMMELIKHUIJSEN, S. Linking transparency, knowledge and citizen trust in government: an experiment. International Review of Administrative Sciences, v. 78, n. 1, p. 50-73, 2012.

HERNÁNDEZ QUIÑONES, A.; et al. Análisis y estudio de experiencias de accountability social en América Latina. CIDER Centro de Estudios Interdisciplinarios sobre el Desarrollo. Informe Final de Investigación. Convenio de Cooperación entre Fundación Corona y Universidad de Los Andes, 2011.

JAMBEIRO, O.; SOBREIRA, R.; MACAMBIRA, L. E-governo, participação e transparência de gestão. Revista Eptic, v. 12, n. 3, 2011.

KOPITS, G.; GRAIG, J. Transparency in government operations, Occasional Paper 158. International Monetary Fund. 1998.

KRISTIANSEN, S.; et al. Public sector reforms and financial transparency: Experiences from Indonesian districts. Contemporary Southeast Asia: A Journal of International and Strategic Affairs, v. 31, n. 1, p. 64-87, 2009.

MOTTA, F. C. P.; ALCAPADINI, R. Jeitinho brasileiro, controle social e competição. Revista de Administração de Empresas, v. 39, n. 1, p. 6-12, 1999.

PINHO, J. A. G. Accountability em portais estaduais e municipais no Brasil: realidades distantes das promessas. In: Encontro de Administração Pública e Governança, II, 2006, São Paulo. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2006.

PINHO, J. A. G. de; IGLESIAS, D.; SOUZA, A. C. P. Governo eletrônico, transparência, accountability e participação: o que portais de governos estaduais no Brasil mostram. In: ENCONTRO DA ANPAD, XXIX, 2005, Brasília. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2005.

PINHO, J. A. G. de. Investigando portais de governo eletrônico de estados no Brasil: muita tecnologia, pouca democracia. Revista de Administração Pública, v. 42, n. 3, p. 471-493, 2008.

PINHO, J. A. G.; SACRAMENTO, A.R.S. Accountability: já podemos traduzi-la para o português? Revista da Administração Pública, v.43, n. 6, p. 1343-1368, 2009.

PLATT NETO, O. A. Construção de um modelo para avaliação da transparência da gestão da dívida pública municipal com vistas a favorecer o controle social. 2005. 348 f. 2005. Tese de Doutorado. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) Programa de Pósgraduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

PLATT NETO, O. A.; et al. Publicidade e transparência das contas públicas: obrigatoriedade e abrangência desses princípios na administração pública brasileira. Contabilidade Vista & Revista, v. 18, n. 1, p. 75-94, 2009.

PRADO, O. Governo eletrônico e transparência: a publicização das contas públicas das capitais brasileiras. 2004. 180 p. Dissertação (Mestrado em Administração Pública e Governo) Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2004.

RAMOS, A. G. Administração e estratégia do desenvolvimento. Rio de Janeiro: FGV, 1966.

RAUPP, F. M. Construindo a accountability em câmaras municipais do estado de Santa Catarina: uma investigação nos portais eletrônicos. 2011. Tese de Doutorado. Tese de Doutorado). Universidade Federal da Bahia, Salvador, Brasil.

RAUPP, F. M.; PINHO, J. A. G. de. Prestação de contas no legislativo local antes e após a Lei de Acesso à Informação. ConTexto, v. 15, n. 29, p. 30-46, 2015.

SILVA, C. M. et al. Institucionalização da mudança na sociedade brasileira: o papel do formalismo. In: VIEIRA, M. M. F.; CARVALHO, C. A. (Org.). Organizações, instituições e poder no Brasil. Rio de Janeiro: Editora FGV. 2003.

TRISTÃO, G. Transparência na administração pública. In: VII Congreso Internacional del CLAD sobre la Reforma del Estado y de la Administración Pública.2002, Lisboa. Anais... 2002.