O Gerenciamento de Resultados Contábeis Exerce Influência na Acurácia da Previsão de Analistas no Brasil? Outros Idiomas

ID:
42782
Resumo:
O objetivo do presente estudo consiste em avaliar se a acurácia da previsão de lucro de analistas é influenciada pelos níveis de gerenciamento de resultados contábeis. Para isso, utilizou-se um painel de dados com 43 empresas de capital aberto, listadas entre o 4º trimestre de 2010 e o 2º trimestre de 2014. Como métrica para gerenciamento de resultados, fez-se o uso do modelo de Dechow et al (2012), já a acurácia da previsão foi estimada pelo erro da previsão dos analistas. Modelos de dados em painel e regressão quantílica foram utilizados, onde permitiu avaliar a relação das variáveis do estudo em toda distribuição condicional da variável dependente. Os resultados evidenciaram que o volume médio dos accruals discricionários relaciona-se positivamente com o erro médio da previsão. Por outro lado, quando os resultados da empresa estão distantes da previsão o volume de accruals é menos elevado, indicando menor nível de gerenciamento de resultados contábeis. Essas evidências sugerem que os gestores são mais incentivados a gerenciar resultados quando estão próximos de atingir a previsão dos analistas. Os testes de robustez confirmaram essas evidências. Esses resultados implicam em algumas questões. Primeiro, percebe-se que os analistas de mercado podem influenciar os resultados de uma empresa, isto é, há fortes indícios de que as empresas gerenciam seus lucros quando estão próximas de alcançar a meta (consenso da previsão). Por fim, questiona-se se os melhores níveis de acurácia é produto da competência dos analistas ou é determinada, em parte, por comportamentos oportunistas dos gestores (gerenciamento de resultados).
Citação ABNT:
MARTINS, V. G.; PAULO, E.; MONTE, P. A. O Gerenciamento de Resultados Contábeis Exerce Influência na Acurácia da Previsão de Analistas no Brasil?. Revista Universo Contábil, v. 12, n. 3, p. 73-90, 2016.
Citação APA:
Martins, V. G., Paulo, E., & Monte, P. A. (2016). O Gerenciamento de Resultados Contábeis Exerce Influência na Acurácia da Previsão de Analistas no Brasil?. Revista Universo Contábil, 12(3), 73-90.
DOI:
10.4270/ruc.2016322
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/42782/o-gerenciamento-de-resultados-contabeis-exerce-influencia-na-acuracia-da-previsao-de-analistas-no-brasil-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BARTOV, E.; GIVOLY, D.; HAYN, C. The rewards to meeting or beating earnings expectations. Journal of Accounting and Economics, v. 33, p. 173-204, 2002.

BROWN, L. D.; CAYLOR, M. L. A temporal analysis of quarterly earnings thresholds: Propensities and valuation consequences. The Accounting Review, v. 80, n. 2, p. 423-440, 2005.

CAMERON, A. C.; TRIVEDI, P. F. Microeconometrics Using Stata. 2. ed. Stata Press, 2010.

DECHOW, P. HUTTON, A. SLOAN, R. The relation between analysts’ forecasts of long-term earnings growth and stock price performance following equity offerings. Contemporary Accounting Research, v. 17, p. 1–32, 2000.

DECHOW, P. M.; HUTTON, A. P.; KIM, J. M.; SLOAN, R. G. Detecting earnings management: a new approach. Journal of Accounting Research, v. 50, n. 2, p. 275-334, 2012.

DECHOW, P. M.; SKINNER, D. J. Earnings management: reconciling the views of accounting academics, practitioners, and regulators. Accounting Horizons, v.14, n.2, p.235-250, 2000.

DEGEORGE, F.; PATEL, J.; ZECKAUSER, R. Earnings management to exceed thresholds. Journal of Business, v. 72, p. 1–33, 1999.

DOYLE, J. T.; JENNINGS, J. N.; SOLIMAN, M. T. Do managers define non-GAAP earnings to meet or beat analyst forecasts?. Journal of Accounting and Economics, v. 56, n. 1, p. 4056, 2013.

DYCK, A.; MORSE, A.; ZINGALES, L. Who blows the whistle on corporate fraud?. National Bureau of Economic Research, n. 3, 2007.

FIELDS, T. D.; LYS, T. Z.; VINCENT, L. Empirical Research on Accounting Choice. Journal of Accounting and Economics, n.31, p. 255-307, 2001.

GRAHAM, J. R.; HARVEY, C. R.; RAJGOPAL. The economic implications of corporate financial reporting. Journal of Accounting and Economics, v. 40, p. 3–73, 2005.

HEALY, P.; PALEPU, K. Information asymmetry, corporate disclosure, and the capital markets: a review of the empirical disclosure literature. Journal of Accounting and Economics, v. 31, p. 405–440, 2001.

HRIBAR, P.; COLLINS, D. W. Erros in estimating accruals: implications for empirical research. Journal of Accounting Reseach. v. 40, n.1, p. 105-134, 2002.

JENSEN, M.; MECKLING, W. Theory of the firm: managerial behavior, agency costs, and ownership structure. Journal of Financial Economics, v. 3, p. 305–360, 1976.

KASZNIK, R.; MCNICHOLS, M. F. Does meeting earnings expectations matter? Evidence from analyst forecast revisions and share prices. Journal of Accounting Research, v. 40, n. 3, p. 727-759, 2002.

MACEDO, M. A. S.; KELLY, V. L. A. Gerenciamento de resultados em instituições financeiras no Brasil: uma análise com base em provisões para crédito de liquidação duvidosa. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, v.4, n.2, p. 82-96, 2016.

MARTINEZ, A. L. The Role of Analysts as Gatekeepers: Enhancing Transparency and Curbing Earnings Management in Brazil. RAC, v. 15, n.4, p. 712-730, 2011.

REIS, E. M.; CUNHA, J. V. A.; RIBEIRO, D. M. Análise do Gerenciamento de resultados por meio de decisões operacionais: estudo empírico nas empresas componentes do IBRX índice Brasil da BM&FBovespa. ASAA Advances in Scientific an Applied Accounting, v.7, n.2, p. 201-223, 2014.

WOOLDRIDGE, J. M. Introdução à econometria: uma abordagem moderna. São Paulo: Cengage Learning, 2008.

YU, F. F., Analysts Coverage and Earnings Management. Journal of Financial Economic, v. 88, p. 245-271, 2008.