Marketing Social Aplicado à Saúde Coletiva: Definições, Usos, Aplicações e Indicadores da Produção Científica Brasileira Outros Idiomas

ID:
42958
Resumo:
Conceitos e práticas do Marketing Social são utilizados para promover benefícios sociais. Ele se relaciona com os ideais da Saúde Coletiva, campo articulado na luta por melhores condições de vida e saúde para a população brasileira. Este estudo revisou a literatura sobre definições, usos, aplicações e indicadores da produção científica brasileira sobre Marketing Social aplicado à Saúde Coletiva. A pesquisa foi realizada em 2015, de forma independente e em duplicata, utilizando estratégias de buscas específicas, nos bancos de dados eletrônicos Scientific Periodicals Electronic Library (SPELL), Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Scientific Electronic Library Online (SciELO) e EBSCO. Após a aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, foram analisados, na íntegra, 30 artigos. Todos foram publicados a partir de 1982, com predomínio de pesquisas de campo e vinculação a revistas da Administração. A pesquisa apontou usos do Marketing Social em Saúde Coletiva na habitação, educação, ecologia, gerenciamento de resíduos, poluição, violência, pobreza, trânsito e outras. Foi identificado que, pelas suas especificidades, pode ser utilizado no fomento à alimentação saudável, ao combate às drogas, à diminuição do tabaco e do consumo de bebidas alcoólicas, na diminuição da mortalidade infantil, no uso de preservativos e na doação de sangue e órgãos. Acredita-se, então, que ações do Marketing Social podem melhorar o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas promovendo mudanças cognitivas, de ação, de comportamento e de valor. Os achados sinalizam para sua utilização em programas e ações de gestão em Saúde Coletiva.
Citação ABNT:
SAGAZ, S. M.; LUCIETTO, D. A. Marketing Social Aplicado à Saúde Coletiva: Definições, Usos, Aplicações e Indicadores da Produção Científica Brasileira . Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, v. 10, n. 3, p. 16-30, 2016.
Citação APA:
Sagaz, S. M., & Lucietto, D. A. (2016). Marketing Social Aplicado à Saúde Coletiva: Definições, Usos, Aplicações e Indicadores da Produção Científica Brasileira . Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, 10(3), 16-30.
DOI:
http://dx.doi.org/10.12712/rpca.v10i3.746
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/42958/marketing-social-aplicado-a-saude-coletiva--definicoes--usos--aplicacoes-e-indicadores-da-producao-cientifica-brasileira-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ALDAY, H. E. C.; SALLES, J. A. A. Estratégia de posicionamento da marca: estudo da relação da proteção do meio ambiente com o marketing social. Revista Brasileira de Estratégia, Curitiba, v. 4, n. 2, p. 181-187. 2011.

ARAÚJO, E. T. Marketing social aplicado a causas públicas: cuidados e desafios metodológicos no planejamento das mudanças de comportamentos, atitudes e práticas sociais. Revista Pensamento & Realidade, São Paulo, v. 26, n. 3, p. 77-100. 2011.

BARBOZA, S. I. S; COSTA, F. J. Marketing social para doação de sangue: análise da predisposição de novos doadores. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 30, n. 7, p. 1463-1474. 2014.

BARBOZA, S. I. S. Marketing social aplicado à doação de sangue: fatores condicionantes de comportamento. João Pessoa. Dissertação (Mestrado em Administração) (Mestra em Administração – Gestão Organizacional). Universidade Federal da Paraíba. 2012.

BERTONCELLO, S. L. T; CHANG JÚNIOR, J. A importância da Responsabilidade Social Corporativa como fator de diferenciação. Revista da Faculdade de Comunicação da FAAP, São Paulo, v. 1, n. 17, p. 70-76. 2007.

BIRMAN, J. A physis da saúde coletiva. Revista Physis, v. 1, n. 1, p. 7-11. 1991.

BORDIN, D. P; PASQUALOTTO, N. A importância da Responsabilidade Social Empresarial para a sustentabilidade e o papel do Marketing Social. Revista Capital Científico – Eletrônica, Guarapuava, v. 11, n. 2, p 66-77. 2013.

BOTAZZO, C. Saúde bucal e cidadania: transitando entre a teoria e a prática. In: PEREIRA, A. C. (Org.). Odontologia em Saúde Coletiva: planejando ações e promovendo saúde. Porto Alegre: Artmed Editora, 2003. p. 17-27.

BRANDSTAD, P; LUCIER, C. 2001. Zealots Rising: The Case for Practical Visionaries. Strategy e Business. Disponível em: http://www.strategybusiness.com/article/10759?gko=c4a26 > acesso em: 23nov2015.

CAMARGO JUNIOR., K. R. As Muitas Vozes da Integralidade. In: PINHEIRO; R; MATTOS, R. A. (Orgs.). Os Sentidos da Integralidade na Atenção e no Cuidado à Saúde. Rio de Janeiro: UERJ, IMSABRASCO, 2001. p. 11-15.

CAVALCANTE, T. M. O controle do tabagismo no Brasil: avanços e desafios. Revista de Psiquiatria Clínica, São Paulo, v. 32, n. 5, p. 283-300. 2005.

CHIAVENATO, I. Administração de recursos humanos: fundamentos básicos. São Paulo: Atlas. 2006.

COSTA, F. M. S. et al. Desinstitucionalização de práticas no carnaval do Rio de Janeiro: uma análise para além da literatura de marketing social. Revista Gestão e Sociedade, Belo Horizonte. v. 7, n. 16, p. 26-50. 2013.

DAVIES, E. Marketing: aprenda em uma semana, lembre por toda a vida. São Paulo: Saraiva. 2012.

FARIAS, R. J. M.; SOUSA, L. B. Impacto do marketing dos processos de divulgação nas doações de córneas a um banco de tecidos oculares humanos e avaliação do perfil socioeconômico de seus doadores. Revista Arquivo Brasileiro Oftalmologia, São Paulo, v. 71, n. 1, p. 28-33. 2008.

FONTES, M. Marketing social: revisitando novos paradigmas do mercado social. Florianópolis: Cidade Futura. 2001.

FORMENTINI, M. Responsabilidade social e marketing social – transformando conceitos e práticas. Revista Desenvolvimento em Questão, Ijuí, v. 2, n. 3, p. 179-189. 2004.

FREITAS-DA-COSTA, M; MATOS, C. R. B. de. O marketing social como uma ferramenta de promoção para Instituição filantrópica. Revista de Administração Pública e Gestão Social, Viçosa, v.1, n.1, p. 67-87. 2009.

GALLEGO. A. H. S; GALINDO, D. S. Criança Esperança: exemplo do marketing de causas sociais, articulado pelas relações públicas. In: MOURA, C. P (Org.). História das relações públicas: fragmentos da memória de uma área. Porto Alegre: EDIPUCRS. 2008.

GIL, A. C. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. São Paulo: Editora Atlas, 2002.

HONORATO, G. Conhecendo o marketing. Barueri: Manole. 2004.

KIEL, E. C; SILVEIRA, R. B. da. Inovações do Marketing Social numa Organização do Terceiro Setor: um estudo de caso do centro de integração Empresa Escola do Estado de Santa Catarina – CIEE/SC. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 4, n. 2, p. 67-81. 2007.

KOTLER, P. Administração de Marketing. São Paulo: Editora: Atlas. 1998.

KOTLER, P; KARTAJAYA, H; IWAN, S. Marketing 3.0: as forças que estão definindo o novo marketing centrado no ser humano. Rio de Janeiro: Elsevier. 2010.

KOTLER, P; LEE, N. R. Marketing social: influenciando comportamentos para o bem. 3ª ed. Porto Alegre: Bookman. 2011.

KOTLER, P. Marketing de A a Z: 80 conceitos que todo profissional de marketing precisa saber. Rio de Janeiro: Elsevier. 2003.

KOTLER, P; SHALOWITZ, J; STEVENS, R. J. Marketing Estratégico para a Área da Saúde. Porto Alegre: Bookman. 2010

LARA, R. D. et al. Avaliação de Programas de ilizados para avaliação do Programa Ambientação do Governo do Estado de Minas Gerais. Revista Desenvolvimento em Questão, Ijuí, v. 13, n. 29, p. 191-224. 2015.

LIMA, M. et al. Gestão de marketing. Rio de Janeiro: Editora FGV. 2007.

LIMA, N. T; SANTANA, J. P. Saúde Coletiva como compromisso: a trajetória da ABRASCO. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ. 2006.

LUCIETTO, D. A. et al. Marketing para a saúde: conceitos, possibilidades e tendências. Tecnológica Revista Científica, Chapecó, v. 3, n. 2, p. 30-50. 2015.

LUDWIG, S. T; RODRIGUES, A. C. M. Doação de sangue: uma visão de marketing. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 21, n. 3, p. 932939. 2005.

MARCONDES, L. P. et al. O efeito das estratégias persuasivas (alpha e ômega) nas mensagens publicitárias na intenção de consumo de álcool pelos jovens. Revista de Administração da UNIMEP, Piracicaba, v. 12, n. 1, p. 129-158. 2014.

MARTINS, O. M. D. et al. O marketing social e a promoção de mudanças estruturais no aleitamento materno. Revista de Administração, São Paulo, V. 54, n. 4, p. 370-380. 2014.

MAZZON, J. A. Avaliação do programa de alimentação do trabalhador: subsídios à formulação de um plano de marketing social. Revista de Administração, São Paulo, v. 18, n. 4, p. 33-58. 1983.

MAZZON, J. F. Marketing social: conceitos e perspectivas de utilização no Brasil. Revista de Administração, São Paulo, v.17, n.4, p. 5-22. 1982.

MEIRA, P. R. S; SANTOS, C. P. Programas de marketing social: proposição e exame de uma estrutura conceitual de avaliação de resultados. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 46, n. 2, p. 493-522. 2012.

MINCIOTTI, S. A. Marketing Social: uma ampliação do conceito de troca. Revista de Administração, São Paulo, v. 18, n. 2, p. 53-58. 1983.

MOTA, J. R. et al. Impacto do apelo ao medo nas embalagens do cigarro: a percepção de fumantes em relação às mensagens de advertência antitabagismo. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa, Campo Largo, v. 12, n. 2, p. 112-125. 2013.

NOMURA, J. M; SOUZA, M. T. S. Uma revisão crítica do conceito de marketing social. Revista Gerenciais, São Paulo, v. 3, n. 1, p. 45-52. 2004.

OLIVEIRA, V. et al. Responsabilidade social corporativa e uso de iniciativas de marketing para o bem estar da sociedade: estudo no APL moveleiro de Ubá. Revista de Administração da UEG, Aparecida de Goiânia, v. 3, n. 2, p. 43-63. 2012.

PAIM, J. Determinantes Sociais da Saúde. Apresentação proferida no Ministério da Saúde, Brasília, 05 dez. 2006.

PAIM, J.S; FILHO, N. A. Saúde Coletiva: uma “nova saúde pública” ou campo aberto a novos paradigmas? Revista de Saúde Pública, v. 32, n. 4, p. 299-316. 1998.

PORTER, M. Estratégia competitiva: técnicas para análise de indústrias e da concorrência. Rio de Janeiro. Elsevier. 2004.

PORTO, M. P. Lutando contra a AIDS entre meninas adolescentes: os efeitos da campanha de carnaval de 2003 do Ministério da Saúde do Brasil. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 21, n. 4, p. 1234-1243. 2005.

REZENDE, L. B. O. et al. Doação de órgãos no brasil: uma análise das campanhas governamentais sob a perspectiva do marketing social. Revista Brasileira de Marketing, São Paulo, vol. 14, n. 3, p. 362-376. 2015.

RODRIGUES, R. S. M; REIBNITZ, K. S. Estratégias de captação de doadores de sangue: uma revisão integrativa da literatura. Revista Texto & Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 20, n. 2, p. 384-391. 2011.

RUDIO, F. V. Introdução ao projeto de pesquisa científica. Petrópolis: Vozes, 2014.

SCHNEIDER, G; LUCE, F. B. Marketing social: abordagem histórica e desafios contemporâneos. Revista Brasileira de Marketing, vol. 13, n. 3, p. 125-137. 2014.

SILVA, E. C; MAZZON, J. A. Orientação de marketing social às campanhas de saúde da mulher: uma análise da Região do Grande ABC paulista. Revista Brasileira de Marketing, São Paulo, vol. 14, n. 2, p. 247-259. 2015.

SILVA, E. C; MINCIOTTI, S. A; GIL, A. C. Resgatando o conceito de Marketing Social. Revista Administração Pública e Gestão Social, Viçosa, v. 5, n. 2, p. 135-152. 2013.

SILVA, E. C; MINCIOTTI, S. A. Marketing Ortodoxo, Societal e Social: as diferentes relações de troca com a sociedade. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, São Paulo, v. 7, n. 17, p. 1522. 2005.

SILVA, H. H. et al. Planejamento estratégico de marketing. Rio de Janeiro: Editora FGV. 2006.

STREIT, I. A; ACOSTA, M. A. F. Universidades e envelhecimento: Ações de marketing em seus projetos para idosos. Revista ConScientiae Saúde, São Paulo, v. 10, n. 2, p. 305-311. 2011.

TEIXEIRA, R. F. et al. Marketing em organizações de saúde. Rio de Janeiro: Editora FGV. 2010.

VEBER, P. A. 2007. Aspecto do marketing social e do marketing societal e suas implicações conceituais. Disponível em: . Acesso em 30 nov. 2015.

VIEIRA, F. G. D. et al. Marketing Social Corporativo: estado-da-arte e proposição de um modelo conceitual. In: ENCONTRO ANUAL DOS PROGRAMAS DE PÓS GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 31., 2007, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2007. p. 1-16.

WEINREICH, N. K. Hands-On Social Marketing: a step-by-step guide. Thousand Oaks: SAGE Publications. 1999.