A Influência de Gênero, Idade, Formação e Experiência nas Decisões de Investimentos: uma Análise do Efeito Confiança Outros Idiomas

ID:
43097
Resumo:
O presente trabalho teve por objetivo determinar o nível de presença de heurísticas comportamentais nas decisões de investimentos e descrever as relações entre o nível de heurísticas comportamentais e as variáveis gênero, idade, tempo de experiência em investimentos e a formação do investidor, a fim de explicar como estas relações caracterizam o viés cognitivo do excesso de confiança. Para tanto, foi aplicado um questionário junto a investidores na cidade de Recife, Pernambuco. Foram recebidas quarenta e cinco respostas (45), no entanto apenas trinta e seis (36) questionários foram considerados válidos após os procedimentos metodológicos. A partir da aplicação do questionário foi construído o índice de heurísticas com base nos estudos de Hansen e Helgeson (1996), Pohl (2006) e Lima Filho, Bruni e Sampaio (2012) e posteriormente este índice foi utilizado como variável dependente em um modelo de regressão logístico multivariado, onde foram utilizadas as variáveis gênero, idade, formação e experiência como variáveis independentes para testar o efeito confiança dos investidores. Como resultados, foi possível verificar que 70% dos questionários válidos apresentaram índices positivos de heurísticas e que a variável idade se mostrou positivamente relacionada ao índice de heurísticas, corroborando a hipótese do efeito confiança, ao passo que a variável experiência se mostrou negativamente relacionada à variável independente, refutando a hipótese do efeito confiança.
Citação ABNT:
AGUIAR, E. S.; ARAÚJO, L. M. G.; CARMO, T. S.; PRAZERES, R. V. D.; SOEIRO, T. M. A Influência de Gênero, Idade, Formação e Experiência nas Decisões de Investimentos: uma Análise do Efeito Confiança . Revista Evidenciação Contábil & Finanças, v. 4, n. 3, p. 44-55, 2016.
Citação APA:
Aguiar, E. S., Araújo, L. M. G., Carmo, T. S., Prazeres, R. V. D., & Soeiro, T. M. (2016). A Influência de Gênero, Idade, Formação e Experiência nas Decisões de Investimentos: uma Análise do Efeito Confiança . Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 4(3), 44-55.
DOI:
10.18405/recfin20160303
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/43097/a-influencia-de-genero--idade--formacao-e-experiencia-nas-decisoes-de-investimentos--uma-analise-do-efeito-confianca-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BARBER, B. M.; ODEAN, T. The Courage of Misguided Convictions. Financial Analysts Journal. v. 55, n. 6, p. 41-55, 1999.

BERNSTEIN, Peter L. Desafio aos Deuses: A Fascinante História do Risco. Editora Campus: Rio de Janeiro, 1997.

CARMO, L. C. Finanças Comportamentais: Uma Análise das Diferenças de Comportamento entre Investidores Institucionais Individuais. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Administração da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: PUC/RJ, 2005.

CHAGAS, A. C. D. Tomada de Decisão no Mercado Financeiro: Um Estudo Experimental do Efeito Disposição em Profissionais de Finanças. Dissertação (Mestrado). Faculdade de Economia e Finanças, IBMEC, 2007.

EPLEY, N.; GILOVICH, T. The Anchoring and Adjustment Heuristic: Why the Adjustments are Insufficient. Psychological Science. v. 17, n. 4, p. 311-318, 2006.

HANSEN, D. E.; HELGESON, J. G. The Effects of Statistical Training on Choice Heuristics in Choice Under Uncertainty. Journal of Behavior Decision Making. v. 9, n. 4, p. 41-57, 1996.

KAHNEMAN, D.; SLOVIC, P.; TVERSKY, A. Judgment under Uncertainty: Heuristics and Biases. New York: Cambridge University Press, 1982.

KAHNEMAN, D.; TVERSKY, A. Judgment under Uncertainty: Heuristics and Biases. Science, v. 185, n. 4157, pp. 1124-1131, 1974.

KAHNEMAN, D.; TVERSKY, A. Prospect Theory: An Analysis of Decision Under Risk. Econometrica. v. 47, n. 2, p. 263-291, 1979.

KIMURA, H.; BASSO, L. F. C.; KRAUTER, E. Paradoxos em Finanças: Teoria Moderna Versus Finanças Comportamentais. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 46, n. 1, p. 41-58, 2006.

LIMA FILHO, R. N.; BRUNI, A. L.; SAMPAIO, M. S. A Influência do Gênero, Idade e Formação na Presença de Heurísticas em Decisões de Orçamento: Um Estudo Quase-Experimental. Revista Universo Contábil. v. 8, n. 2, p.102-117, 2012.

LIMA FILHO, R. N. Quanto mais faço, mais erro?Um estudo sobre associação entre prática de controladoria, cognição e heurísticas. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal da Bahia. Salvador, 2010.

LIST, J. A. Neoclassical theory versus prospect theory: evidence from the marketplace. Econometrica, v. 72, n. 2, p. 615-625, 2004.

MENDES DA SILVA, W.; YU, A. S. O. Análise empírica do senso de controle: buscando entender o excesso de confiança. Revista de Administração Contemporânea, v. 13, n. 2, p. 247-271, 2009.

MILANEZ, D. Y. Finanças Comportamentais no Brasil. Dissertação (Mestrado). Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA – USP), São Paulo, 2003.

NEALE, M.A.; BAZERMAN, M. H. Negotiatior Cognition and Racionality. New York: Free Press, 1991.

POHL, R. F. Empirical tests of the Recognition Heuristic. Journal of Behavior Decision Making, v. 19, n. 3, p. 251-271, 2006.

PRAZERES; R. V.; SANTOS; J. A.; ARAÚJO; J. G.; ARAÚJO; J. G. N.; LAGIOIA; U. C. T. Produzir ou Terceirizar: Um estudo de caso sobre a utilização da técnica de análise diferencial sob o enfoque da escolha racional. Revista Ambiente Contábil, v. 7, n. 2, pp. 16-31, 2015.

SCHIEBENER, J.; WEGMANN, E.; PAWLIKOWSKI, M.; BRAND, M. Anchor effects in decision making can be reduced by the interaction between goal monitoring and the lev-el of the decision maker’s executive functions. Cognitive processing, v. 13, n. 4, p. 321-332, 2012.

SCHWENK, C. R. The cognitive perspective on strategic decision making. Journal of Management Studies, v. 25, n. 1, p. 41-55, 1988.

SHILLER, R. Exuberância Irracional. São Paulo: Makron Books, 2000.

SIMON, H. A. Models of man. New York: John Wiley and Sons, 1957.

VON NEUMANN, J.; MORGENSTERN, O. The Theory of Games and Economic Behavior. Princeton University Press, 1944.

YOSHINAGA, C. E.; OLIVEIRA, R. F.; SILVEIRA, A. M.; BARROS, L. A. B. C. Finanças Comportamentais: Uma Introdução. Revista de Gestão. v. 15, n. 3, p. 25-35, 2008.