Estrutura de Propriedade e Controle e Desempenho Corporativo nos Principais Mercados de Capitais da América Latina Outros Idiomas

ID:
43666
Resumo:
Este estudo objetiva analisar em que medida a estrutura de propriedade e controle das companhias abertas impacta o desempenho corporativo nos principais mercados de capitais da América Latina (Argentina, Brasil e Chile), entre os anos de 2008 e 2012. Neste sentido, foi realizada uma análise em painel das relações entre estrutura e desempenho por meio de modelos de regressão simples, com efeitos aleatórios, além de um modelo múltiplo, com controle por tamanho e liquidez. Os resultados indicam que o Brasil apresentou menor concentração de propriedade, porém quando se considera a estrutura de controle, perde esse posto para o Chile. Quanto à relação dessa concentração com o desempenho, em cada país uma variável apresentou relação significante, sendo: o retorno da ação na Argentina (+), o market-to-book no Brasil (-) e o LAJIRDA no Chile (+). No geral, percebe-se que apenas o market-to-book apresentou relação negativa (-) e que todas as relações são afetadas pelo tamanho e pela liquidez da empresa. Por fim, destaca-se como contribuições deste estudo a investigação e comparação das estruturas de propriedade na América Latina e a identificação de relações negativas com o desempenho das empresas.
Citação ABNT:
FERREIRA, T. S. V.; MARTINS, O. S. Estrutura de Propriedade e Controle e Desempenho Corporativo nos Principais Mercados de Capitais da América Latina . Reunir: Revista de Administração, Contabilidade e Sustentabilidade, v. 6, n. 3, p. 1-19, 2016.
Citação APA:
Ferreira, T. S. V., & Martins, O. S. (2016). Estrutura de Propriedade e Controle e Desempenho Corporativo nos Principais Mercados de Capitais da América Latina . Reunir: Revista de Administração, Contabilidade e Sustentabilidade, 6(3), 1-19.
DOI:
http://dx.doi.org/10.18696/reunir.v6i3.370
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/43666/estrutura-de-propriedade-e-controle-e-desempenho-corporativo-nos-principais-mercados-de-capitais-da-america-latina-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AGUILERA, R. V. A. Comparative Analysis of Corporate Governance Systems in Latin America: Argentina, Brazil, Chile, Colombia and Venezuela. In: McGee, R. Corporate Governance in Developing Economies. New York: Springer, 2008.

BERLE, A.; MEANS, G. The Modern Corporation and Private Property. New York: Macmillan, 1932.

BM&FBOVESPA. Apresentação Mensal – Diretoria de Relações com Investidores. Diponível em: http://ri.bmfbovespa.com.br/ptb/1803/ApresentaoMensalBVMFMaio2013.pdf. Acesso em: 06 out.2015.

CAIXE, D. F.; KRAUTER, E. A influência da Estrutura de Propriedade e Controle sobre o valor de Mercado Corporativo no Brasil. Revista Contabilidade & Finanças, v. 24, n. 62, p. 142-153, 2013.

CAMPOS. T. L. C. Estrutura de propriedade e desempenho econômico: uma avaliação empírica para as empresas de capital aberto no Brasil. Revista de Administração da USP, v. 41, n. 4, p. 369-380, 2006.

CEPEDES, J.; GONZALEZ, M.; MOLINA, C. A. Ownership and Capital Structure in Latin America. Journal of Business Research, v. 63, n. 3, p. 248-254, 2010.

COUTINHO, E. S.; AMARAL, H. F.; BERTUCCI, L. A. O Impacto da Estrutura de Propriedade no Valor de Mercado de Empresas Brasileiras. Revista de Administração da USP, n. 41, p. 86-101, 2006.

DAMI, A. B. T.; ROGERS, P.; RIBEIRO, K. C. S. Estrutura de Propriedade no Brasil: Evidências Empíricas no Grau de Concentração Acionária. Contextus – Revista Contemporânea de Economia e Gestão, v. 5, n. 2, p. 21-30, 2007.

DEMSETZ, H.; LEHN, K. The structure of corporate ownership: causes and consequences. Journal of Political Economy, v. 93, n. 6, p. 1155-1177, 1985.

DEMSETZ, H. The structure of ownership and the theory of the firm. Journal of Law and Economics. Chicago (IL), v. 26, n. 1, p. 375-391, 1983.

DENARDIN, A. A. Assimetria de informação, intermediação financeira e o mecanismo de transmissão da política monetária: evidências teóricas e empíricas para o canal do empréstimo bancário no Brasil (1995-2006). 2007. Tese (Doutorado) - Faculdade de Ciências Econômicas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

GEDAJLOVIC, E. R.; SHAPIRO, D. M. Management and ownership effects: evidence from five countries. Strategic Management Journal, v. 19, n. 6, p. 533-553, 1998.

HANSMANN, H. The ownership of enterprise. London: Harvard University Press, 2000.

JENSEN, M.; MECKLING, W. Theory of the firm: managerial behavior, agency costs and ownership structure. Journal of Financial Economics, v. 3, n. 4, p. 305-360, 1976.

KANG, D.; SORENSEN, A. B. Ownership organizational and firm performance. Annual Review of Sociology, California, n. 25, p. 121-142, 1999.

KAPLAN, R.; NORTON, D. The balanced scorecard: measures that drive performance. Harvard Business Review, v. 13, p. 71-79, 1992.

LA PORTA, R.; LOPEZ-DE-SILANES, F.; SHLEIFER, A.; VISHNY, R. Law and finance. Journal of Political Economy, Chicago, v. 106, n. 6, p. 1113-1155, 1998.

LEECH, D.; LEAHY, J. Ownership structure, control type classifications and the performance of large British companies. The Economic Journal, London, v. 101, n. 409, p. 1418-1437, 1991.

LEFORT, F. Ownership structure and corporate governance in Latin America. Abante, Escuela de Administracion. Pontificia Universidad Católica de Chile, v. 8, n. 1, p. 55-84, 2005.

LOVE, I. Corporate governance and performance around the world: what we know and what we don’t. The World Bank Research Observer, v. 26, n. 1, p. 123-145, 2011.

MCCONNEL, J.; SEVAES, H. Additional evidence of equity ownership and corporate value. Journal of Finance Economics, n. 27, p. 595-612, 1990.

MENDEZ, C. E. Estructura de Propiedad y desempeño de la firma: el caso chileno. Revista Latinoamericana de Administración, n. 43, p. 41-62, 2009.

MORCK, R.; SHLEIFER, A.; VISHNY, R. W. Management Ownership and Market Valuation: An Empirical Analysis. Journal of Financial Economics, n. 20, p. 293-315, 1988.

OKIMURA, R. T. Estrutura de propriedade, governança corporativa, valor e desempenho das empresas no Brasil. 2003. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

OKIMURA, R. T.; SILVEIRA, A. M.; ROCHA, K. C. Estrutura de propriedade e desempenho corporativo no Brasil. RAC-Eletrônica, v. 1, n. 1, p. 119-135, 2007.

SHLEIFER, A.; VISHNY, R. W. A survey of corporate governance. Journal of Finance, n. 52, p. 1102-1203, 1997.

SILVEIRA, A. M.; BARROS, L. A. B. C.; FAMÁ, R. Estrutura de governança e desempenho financeiro nas companhias abertas brasileiras: um estudo empírico. Caderno de Pesquisas em Administração, v. 10, n. 1, p. 87-101, 2003.

SILVEIRA, A. M. Governança corporativa e estrutura de propriedade: determinantes e relação com o desempenho das empresas no Brasil. 2004. Tese (Doutorado) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

SILVEIRA, A. M.; LEAL, R. P. C.; CARVALHAL-DA-SILVA, A. L.; BARROS, L. A. B. C. Evolution and determinants of firm-level corporate governance quality in Brazil. Working Paper Series, Jun. 2007

STULZ, R. M. Managerial control of voting rights: financing policies and market of corporate control. Journal of Finance Economics, n. 20, p. 25-54, 1988.

VIEIRA, S. P.; MENDES, A. G. S. T. Governança corporativa: uma análise de sua evolução e impactos no mercado de capitais brasileiro. Organizações em Contexto, São Paulo, v. 2, n. 3, p. 48-67, 2006.

WEISS, C.; HILGER, S. Ownership concentration beyond good and evil: is there an effect on corporate performance? Journal of Management & Governance, v. 16, n. 4, p. 727-752, 2012.

WOOLDRIDGE, J. M. Introductory econometrics: a modern approach. Mason, Ohio: Thompson, 2003.