Proposta para Mensuração de Patentes Outros Idiomas

ID:
43682
Resumo:
Este trabalho propõe um modelo de mensuração gerencial de patentes para o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD). Patentes de uma empresa, assim como outros ativos intangíveis, podem gerar um valor significativo através da identificação daquelas que são valiosas, mas inadequadamente protegidas, ou daquelas cujas taxas de manutenção não se justificam. Para tanto, apresenta-se o conceito de propriedade intelectual, pois se considera que a compreensão do conhecimento como ferramenta estratégica para as organizações e o seu uso na sociedade demonstram a importância desse conceito para a economia de todos os países. Ao se propor um modelo de análise de patentes, parte-se da premissa de que uma exploração racional e sob proteção permite encontrar uma justa remuneração dos esforços dispendidos, bem como recuperar os investimentos feitos durante a pesquisa. O trabalho centra-se no modelo que pode ser usado para determinar o valor da patente em função do benefício econômico.
Citação ABNT:
ADRIANO, E.; ANTUNES, M. T. P. Proposta para Mensuração de Patentes. Revista de Administração Contemporânea, v. 21, n. 1, p. 125-141, 2017.
Citação APA:
Adriano, E., & Antunes, M. T. P. (2017). Proposta para Mensuração de Patentes. Revista de Administração Contemporânea, 21(1), 125-141.
DOI:
http://dx.doi.org/10.1590/1982-7849rac201700123
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/43682/proposta-para-mensuracao-de-patentes/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Andriessen, D. (2004). Making sense of intellectual capital: design a method for the valuation of intangibles. Oxford, USA: Elsevier Butterword-Heinemann.

Assaf, A.; Neto. (2010). Finanças corporativas e valor. 4a ed. São Paulo: Atlas.

Bragança, G. F.; Rocha, K.; Camacho, F. (2006). A taxa de remuneração do capital e a nova regulamentação das telecomunicações. BNDES Setorial, (23), 151-192. Recuperado de http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/export/sites/default/bndes_pt/Galerias/Arquivos/conhecimento/bnset/set2305.pdf

Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações. (1999). Relatório anual 1998. Campinas: Fundação CPqD.

Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações. (2011). Relatório anual 2010. Campinas: Fundação CPqD.

Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações. (2013). Relatório anual 2012. Campinas: Fundação CPqD.

Comitê de Pronunciamentos Contábeis. (2008). Pronunciamento técnico CPC 09 - Demonstração do valor adicionado. Recuperado em 8 dezembro, 2012, de http://static.cpc.mediagroup.com.br/Documentos/175_CPC_09.pdf

Conselho Federal de Contabilidade. (2015). Normas brasileiras de contabilidade - NBC TG 4(R3). Brasília: Conselho Federal de Contabilidade.

Dixit, A. K.; Pindyck, R. S. (2003). The options approach to capital investment (International Library of Critical Writings in Economics Series 163). Cheltenham, UK: Edward Elgar Publishing.

Girard, B. (2012). Does "strategic patenting" threaten innovation? And what could happen if it did. Recuperado de http://poseidon01.ssrn.com/delivery.php?ID=059127068100114076102115080031088066097054010027075048118120101099111064006065013103010024035061107029062023083117096000106013016081075008087125095083080102110008088053057079127081029094122027087086007121065017010073109112086020007087010067088112105&EXT=pdf. http://dx.doi.org/10.2139/ssrn.1985495

Gu, F.; Lev, B. (2001). Intangible assets measurement, drivers, usefulness. [Working paper #200305]. Boston University, Boston, EUA. Recuperado de http://questromapps.bu.edu/qstnet/Personal/Faculty/Publication/pubUploads/Gu,_Feng_05.pdf? wid=1482

Iudícibus, S.; Marion, J. C.; Pereira, E. (1999). Dicionário de termos de contabilidade. São Paulo: Atlas.

Khoury, S. (1998). Valuing intellectual properties. In P. H. Sullivan (Ed.), Profiting from intellectual capital: extracting value from innovation. (pp. 335-356). New York: John Wiley & Sons, Inc.

Lee, T. (1996). Income and value measurement. London: International Thomson Business Press.

Lev, B. (2001). Intangibles management, measurement and reporting. Washington: Brookings Institution Press.

Murphy, W. J.; Orcutt, J. L.; Remus, P. C. (2012). Patent valuation. New Jersey: John Wiley & Sons, Inc.

Nd. Lei n° 11.638, de 28 de dezembro de 2007. (2007). Altera e revoga dispositivos da Lei no 6.404, de 15 de dezembro de 1976, e da Lei no 6.385, de 7 de dezembro de 1976, e estende às sociedades de grande porte disposições relativas à elaboração e divulgação de demonstrações financeiras. Diário Oficial da União. Brasília, DF: Presidência da República.

Nd. Lei n° 6.404, de 15 de dezembro de 1976. (1976). Dispõe sobre as sociedades por ações. Diário Oficial da União. Brasília, DF: Presidência da República.

Nd. Lei n° 9.279, de 14 de maio de 1996. (1996). Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial. Diário Oficial da União. Brasília, DF: Presidência da República.

Nd. Resolução do Conselho Federal de Contabilidade - CFC Nº 1.138 de 21.11.2008. (2008, novembro 21). Aprova a NBC TG 09 - Demonstração do Valor Adicionado. Brasília: Diário Oficial da União.

Organisation for Economic Co-operation and Development. (2008). Intellectual assets and value creation - synthesis report. Recuperado de https://www.oecd.org/sti/inno/40637101.pdf

Padtec S/A. (2012). Relatório da administração. Diário Oficial Empresarial. São Paulo, SP: Diário Oficial do Estado de São Paulo. Recuperado de http://www.jusbrasil.com.br/diarios/35773821/dosp-empresarial-30-03-2012-pg-109/pdfView

Pitkethly, R. (1997). The valuation of patents: a review of patent valuation methods with consideration of option based methods and the potential for further research. Recuperado de http://users.ox.ac.uk/~mast0140/EJWP0599.pdf

Pratt, S. P.; Reilly, F. R.; Schweihs, R. P. (1998). Valuing small businesses and professional practices. New York: McGraw-Hill.

Pulic, A. (2004). Intellectual capital - does it create or destroy value? Measuring Business Excellence, 8(1), 62-68. http://dx.doi.org/10.1108/13683040410524757

Razgaitis R. (2007). Pricing the intellectual property of early-stage technologies: a primer of basic valuation tools and considerations. In A. Krattiger, R. T. Mahoney, L. Nelsen et al. (Eds.), Intellectual property management in health and agricultural innovation: a handbook of best practices. (pp. 813-860). Oxford, UK: Mihr and Davis, USA: Pipra.

Reilly, R. F.; Robert, P. S. (1999). Valuing intangible assets. New York: McGraw-Hill.

Smith, G. V.; Parr, L. R. (1994). Valuation of intellectual property and intangible assets. New York, NY: John Wiley & Sons.

Standfield, K. (2001). Time capital and intangible accounting: the approaches to intellectual capital. In Y. Malhotra (Ed.), Knowledge management and business model innovation. (pp. 316-324). Hershey. PA: Idea Group Publishing.

Stewart, A. T. (1997). Intellectual capital: the new wealth of organizations. New York, NY: Doubleday/Currency.

Stewart, B. G.; III. (1994). EVA: fact and fantasy. Jornal of Applied Corporate Finance, 7(2), 71-84. http://dx.doi.org/10.1111/j.1745-6622.1994.tb00406.x

Sullivan, P. H. (2000). Value driven intellectual capital: how to convert intangible corporate assets into market value. New York: John Wiley & Sons.

Telecomunicações Brasileiras S/A. (1998). Ata da septuagésima sexta (76ª) assembléia geral extraordinária (seção 112). Brasília, DF: Diário Oficial da União.

William, J. M.; John, L. O.; Paul, C. R. (2012). Patent valuation improving decision making trough analysis. New Jersey: John Willey & Sons, Inc.

World Intellectual Property Organization. (2011). World Intellectual Property Indicators 2011. Recuperado de http://www.wipo.int/edocs/pubdocs/en/intproperty/941/wipo_pub_941_2011.pdf

World Intellectual Property Organization. (2012). World Intellectual Property Indicators 2012. Recuperado de http://www.wipo.int/edocs/pubdocs/en/intproperty/941/wipo_pub_941_2012.pdf