Práticas logísticas colaborativas: o caso de uma cadeia de suprimentos da indústria automobilística Outros Idiomas

ID:
4404
Resumo:
A evolução dos métodos de gestão nas organizações tem levado muitas empresas a optarem por concentrar seus esforços nas atividades centrais do negócio. Cabe a fornecedores o papel de suprir essas empresas com produtos e serviços complementares, resultando no arranjo logístico conhecido como cadeia de suprimentos. Contudo, esse arranjo estabelece uma relação de dependência entre a empresa-cliente e seus fornecedores, que passam a atuar como parte da própria empresa-cliente. A fim de otimizar os ganhos com esse arranjo, é preciso estabelecer uma relação de parceria entre as organizações participantes da cadeia. A colaboração apresenta-se como uma abordagem apropriada para explorar as lacunas do arranjo e elevar a eficiência e a eficácia dos processos na cadeia. Neste artigo, apresenta-se como uma empresa montadora de motores diesel utiliza práticas logísticas e ferramentas da qualidade para a colaboração em um cenário industrial complexo: a indústria automobilística. São revisadas questões pertinentes na literatura, com posterior estudo de caso e apresentação dos resultados obtidos.
Citação ABNT:
RODRIGUES, D. M.; SELLITTO, M. A. Práticas logísticas colaborativas: o caso de uma cadeia de suprimentos da indústria automobilística. RAUSP Management Journal, v. 43, n. 1, art. 1, p. 97-111, 2008.
Citação APA:
Rodrigues, D. M., & Sellitto, M. A. (2008). Práticas logísticas colaborativas: o caso de uma cadeia de suprimentos da indústria automobilística. RAUSP Management Journal, 43(1), 97-111.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/4404/praticas-logisticas-colaborativas--o-caso-de-uma-cadeia-de-suprimentos-da-industria-automobilistica/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português