Análise de Conteúdo, Análise do Discurso e Análise de Conversação: Estudo Preliminar sobre Diferenças Conceituais e Teórico-Metodológicas Outros Idiomas

ID:
44187
Resumo:
Este ensaio teórico tem como objetivo refletir sobre três modelos de interpretação de textos utilizados na pesquisa qualitativa, muitas vezes, confundidos em seus conceitos e suas metodologias: Análise de Conteúdo, Análise do Discurso e Análise de Conversação. Após a apresentação dos seus conceitos, propõe-se discutir, preliminarmente, acerca das diferenças teórico-metodológicas perceptíveis entre eles. Foi realizada uma pesquisa bibliográfica para subsidiar a discussão conceitual e teórico-metodológica. Verificou-se que os modelos revelam diferenças relacionadas ao tipo de estratégia utilizada no tratamento dos textos, ao tipo de abordagem e à postura teórica em que se enquadram.
Citação ABNT:
GONÇALVES, A. T. P.Análise de Conteúdo, Análise do Discurso e Análise de Conversação: Estudo Preliminar sobre Diferenças Conceituais e Teórico-Metodológicas. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 17, n. 2, p. 275-300, 2016.
Citação APA:
Gonçalves, A. T. P.(2016). Análise de Conteúdo, Análise do Discurso e Análise de Conversação: Estudo Preliminar sobre Diferenças Conceituais e Teórico-Metodológicas. Administração: Ensino e Pesquisa, 17(2), 275-300.
DOI:
10.13058/raep.2016.v17n2.323
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/44187/analise-de-conteudo--analise-do-discurso-e-analise-de-conversacao--estudo-preliminar-sobre-diferencas-conceituais-e-teorico-metodologicas/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BINET, M. Etnografia e Análise da Conversação: Convergências e Orientações de pesquisa. Documento de Trabalho do GIID nº4. Lisboa: FCSH-UNL, 2010.

BORGES, M. L.; GONÇALO, C. R. Contribuições da Análise da Conversa aos Estudos Organizacionais. In: ENEO, 6, 2010, Florianópolis. Anais... Florianópolis: ANPAD, 2010.

BRANDÃO, H. H. N. Introdução à Análise do Discurso. 2. ed. Campinas: Editora da UNICAMP, 2004.

CAREGNATO, R. C. A.; MUTTI, R. Pesquisa Qualitativa: Análise de Discurso versus Análise de Conteúdo. Texto & Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 15, n. 4, p. 679-684, out./dez. 2006.

CHIZZOTTI, A. Pesquisa qualitativa em ciências humanas e sociais. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 2010.

DELLAGNELO, E. H. L.; SILVA, R. C. Análise de conteúdo e sua aplicação na pesquisa em Administração. In: VIEIRA, M. M. F.; ZOUAIN, D. M. (Orgs.). Pesquisa Qualitativa em Administração: teoria e prática. Rio de Janeiro: FGV, 2005. p. 97-118.

FAGUNDES, H. S.; NOGUEIRA, V. M. R. A Análise de Discurso e Produção do Conhecimento sobre os Direitos Sociais. Sociedade em Debate, Pelotas, v. 14, n. 2, p. 185197, jul./dez. 2008.

FLICK, UWE. Introdução à Pesquisa Qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FONSECA JÚNIOR, W. C. Análise de Conteúdo. In: DUARTE, J.; BARROS, A. (Orgs.). Métodos e Técnicas de Pesquisa em Comunicação. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2009. p. 280-303.

KRIPPENDORFF, Klaus. Metodologia de análisis de contenido. Barcelona: Paidós, 1990.

MAINGUENEAU, D. Novas tendências em Análise do Discurso. 3. ed. Campinas: Pontes, 1997.

MANHÃES, E. Análise do Discurso. In: DUARTE, J.; BARROS, A. (Orgs.). Métodos e Técnicas de Pesquisa em Comunicação. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2009. p. 305-315.

MARCUSCHI, L. A. Análise de Conversação. 5. ed. São Paulo: Ática, 2003.

MOZZATO, A. R.; GRZYBOVSKI, D. Análise de Conteúdo como Técnica de Análise de Dados Qualitativos no Campo da Administração: Potencial e Desafios. RAC, Curitiba, v. 15, n. 4, p. 731-747, jul./ago. 2011.

PASSUELLO, C. B.; OSTERMANN, A. C. Aplicação da análise da conversa etnometodológica em entrevista de seleção: considerações sobre o gerenciamento de impressões. Estudos de Psicologia, v. 12, n. 3, p. 243-251, 2007.

ROCHA, D.; DEUSDARÁ, B. Análise de Conteúdo e Análise do Discurso: aproximações e afastamentos na (re)construção de uma trajetória. Alea: Estudos Neolatinos, Rio de Janeiro, v. 7, n. 2, p. 305-322, jul./dez. 2005.

SHAH, S. K.; CORLEY, K. G. Building better theory by bridging the quantitativequalitative divide. Journal of Management Sudies, v. 43, n. 8, pp. 1821-1835.

SILVA, C. R.; ANDRADE, D. N. P.; OSTERMANN, A. C. Análise da Conversa: Uma breve Introdução. ReVEL, v. 7, n. 13, p. 1-21, 2009.

SILVA, C. R.; GOBBI, B. C.; SIMÃO, A. A. O uso da Análise de Conteúdo como uma ferramenta para a pesquisa qualitativa: descrição e aplicação do método. Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, v. 7, n. 1, p. 70-81, 2005.