Gerenciamento Tributário: Evidências Empíricas no Mercado Segurador Brasileiro Outros Idiomas

ID:
44498
Resumo:
O objetivo deste estudo é analisar a relação entre o gerenciamento tributário e algumas características empresariais do mercado segurador brasileiro. Para isso, foi realizada a análise bivariada para verificar se a effective tax rate (ETR) média das empresas do setor é distinta da nominal, e a análise multivariada, a fim de encontrar relações entre as variações da ETR e as seguintes características empresariais específicas: tamanho da firma, desempenho operacional e mix de ativos registrados. O processo de amostragem resultou em 543 (quinhentas e quarenta e três) observações no período de 2008 a 2013. As análises revelam indícios de que as empresas do mercado estudado praticam gerenciamento tributário, pois apresentam uma ETR média cerca de nove pontos percentuais menor do que a alíquota nominal aproximada de 40% prevista na legislação, e que a ETR possui relação negativa com tamanho, positiva com desempenho operacional e negativa com alguns componentes do ativo – participações societárias e ativos intangíveis.
Citação ABNT:
GUIMARÃES, G. O. M.; CURVELLO, R. S.; MARQUES, J. A. V. C.; MACEDO, M. A. S. Gerenciamento Tributário: Evidências Empíricas no Mercado Segurador Brasileiro. Revista Contemporânea de Contabilidade, v. 13, n. 30, p. 134-159, 2016.
Citação APA:
Guimarães, G. O. M., Curvello, R. S., Marques, J. A. V. C., & Macedo, M. A. S. (2016). Gerenciamento Tributário: Evidências Empíricas no Mercado Segurador Brasileiro. Revista Contemporânea de Contabilidade, 13(30), 134-159.
DOI:
http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2016v13n30p134
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/44498/gerenciamento-tributario--evidencias-empiricas-no-mercado-segurador-brasileiro/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BEAVER, W. H.; MCNICHOLS, M. F.; NELSON, K. K. Management of the loss reserve accrual and the distribution of earnings in the property-casualty insurance industry. Journal of Accounting and Economics, Amsterdam, v. 35, n. 3, p. 347-376, Aug. 2003.

BRASIL. Decreto-Lei n° 73, de 21 de novembro de 1966. Dispõe sobre o Sistema Nacional de Seguros Privados, regula as operações de seguros e resseguros e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 22 nov. 1966. Disponível em: . Acesso em: 6 dez. 2014. 1966.

BRASIL. Decreto n° 3000, de 26 de março de 1999. Regulamenta a tributação, fiscalização, arrecadação e administração do Imposto sobre a Renda e proventos de qualquer natureza. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 29 mar. 1999. Disponível em: . Acesso em: 6 dez. 2014. 1999.

BRASIL. Lei n° 13.169, de 6 de outubro de 2015. Altera a Lei nº 7.689, de 15 de dezembro de 1988, para elevar a alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido - CSLL em relação às pessoas jurídicas de seguros privados e de capitalização e às referidas nos incisos I a VII, IX e X do § 1º do art. 1º da Lei Complementar nº 105, de 10 de janeiro de 2001 e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 7 de outubro de 2015. Disponível em: . Acesso em: 3 nov. 2015.

BRASIL. Lei n° 7.689, de 15 de dezembro de 1988. Institui contribuição social sobre o lucro das pessoas jurídicas e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 16 dez. 1988. Disponível em: . Acesso em: 3 dez. 2014. 1988.

BRASIL. Lei n° 9.532, de 10 de dezembro de 1997. Altera a legislação tributária federal e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 11 dez. 1997. Disponível em: . Acesso em: 6 dez. 2014. 1997.

BRASIL.Superintendência de Seguros Privados. Fiscalização à distância. Rio de Janeiro, 2015. 14 p. Disponível em: . Acesso em: 2 mar. 2015.

BROOKS, C. Introductory econometrics for finance. Cambridge: Cambridge University Press, 2002.

CABELLO, O. G. Análise dos efeitos das práticas de tributação do lucro na Effective Tax Rate (ETR) das companhias abertas brasileiras: uma abordagem da teoria das escolhas contábeis. 2012. 144 f. Tese (Doutorado em Controladoria e Contabilidade: Contabilidade) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Departamento de Contabilidade e Atuária, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

CHEN, S.; CHEN, X.; CHENG, Q.; SHEVLIN, T. Are family firms more aggressive than non-family firms? Journal of Financial Economics, Lausanne, v. 95. n. 1, p 41-61, Jan. 2010.

CONTADOR, C. Economia do seguro: fundamentos e aplicações. São Paulo: Atlas, 2007.

DESAI, M. A.; DHARMAPALA, D. Earnings management, corporate tax shelters, and booktax alignment. National Tax Journal, Columbus, v. 62, n. 1, p. 169-186, Mar. 2009.

FÁVERO, L. P.; BELFIORE, P.; SILVA, F. L.; CHAN, B. L. Análise de dados: Modelagem Multivariada para Tomada de Decisões. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

FIELDS, T. D.; LYS, T.Z.; VINCENT, L. Empirical research on accounting choice. Journal of Accounting and Economics, Amsterdam, v. 31, n. 1, p. 255-307, Sept. 2001.

GAVER, J. J.; PATERSON, J. S. Do insurers manipulate loss reserves to mask solvency problems? Journal of Accounting and Economics, Amsterdam, v. 37, p. 393-416, Sept. 2004.

GAVER, J. J.; PATERSON, J. S. Managing insurance company financial statements to meet regulatory and tax reporting goals. Contemporary Accounting Research, Toronto, v. 16, n. 2, p. 207-241, Summer. 1999.

GOMES, A. P. M. A influência das características da governança corporativa na gestão tributária das empresas brasileiras. 2012. 147 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Faculdade de Ciências Econômicas, Universidade Federal de Minas Gerais, Minas Gerais, 2012.

GRACE, E. V. Property-liability insurer reserve errors: a theoretical and empirical analysis. The Journal of Risk and Insurance, Orlando, v. 57, n. 1, p. 28-46, Mar. 1990.

GRACE, M. F.; LEVERTY, J. T. Property-liability insurer reserve error: motive, manipulation, or mistake. The Journal of Risk and Insurance, Orlando, v. 79, n. 2, p. 351-380, June. 2012.

GRAHAM, J. R.; RAEDY, J. S.; SHACKELFORD, D. A. Research in accounting for income taxes. Journal of Accounting and Economics, Amsterdam, v. 53, n. 1-2, p. 412-434, Feb./Apr. 2012.

GUPTA, S.; NEWBERRY, K. Determinants of the variability in corporate effective tax rates: Evidence from longitudinal data. Journal of Accounting and Public Policy, Maryland, v. 16, n. 1, p. 1-34, Spring. 1997.

HANLON, M.; HEITZMAN, S. A Review of tax research. Journal of Accounting and Economics, Amsterdam, v. 50, n. 2-3, p. 127-178, Dec. 2010.

LIETZ, G. Tax avoidance vs. Tax aggressiveness: A unifying conceptual framework. Working Paper, University of Münster, 2013. Disponível em: . Acesso em: 3 nov.2015. 2013.

MAYDEW, E. L. Empirical tax research in accounting: A discussion. Journal of Accounting Research, Chicago, v. 31, n. 1-3, p. 389-403, Sept. 2001.

MAYERS, D.; SMITH JR, C. W. Contractual provisions, organizational structure, and conflict control in insurance markets. The Journal of Business, Chicago, v. 54, n. 3, p. 407-434, July. 1981.

MELO, E. F. L.; NEVES, C. R. Avaliação de ativos e obrigações de seguradoras para fins de solvência. In: MELO, E. F. L.; NEVES, C. R. Solvência no mercado de seguros e previdência: coletânea de estudos. Rio de Janeiro: Escola Nacional de Seguros – Funenseg, 2012.

MILLS, L.; NEWBERRY, K; TRAUTMAN, W. B. Trends in book-tax income and balance sheet differences. Tax Notes, Falls Church, v. 96, n. 8, p. 491-521, Aug. 2002.

NELSON, K. K. Rate regulation, competition, and loss reserve discounting by propertycasualty insurers. The Accounting Review, Sarasota, v. 75, n. 1, p. 115-138, Jan. 2000.

PETRONI, K. Optimistic reporting in the property-casualty insurance industry. Journal of Accounting and Economics, Amsterdam, v. 15, p. 485-508, Dec. 1992.

PROVIDENTE, V. M. A estrutura de propriedade e o conselho de administração como mitigadores dos custos de agência: uma análise empírica do mercado segurador brasileiro. 2015. 114 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Economia) – Faculdade de Economia e Finanças, Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais, Rio de Janeiro, 2015.

REGO, S. O. Tax-avoidance activities of U.S. multinational corporations. Contemporary Accounting Research, Toronto, v. 20, n. 4, p. 805-833, Winter 2003.

RICHARDSON, G.; LANIS, R. Determinants of the variability in corporate effective tax rates and tax reform: evidence from Australia. Journal of Accounting and Public Policy, Maryland, v. 26, n. 6, p. 689-704, Nov./Dec. 2007.

RODRIGUES, A. Gerenciamento da informação contábil e regulação: evidências no mercado brasileiro de seguros. 2008. 150 f. Tese (Doutorado em Controladoria e Contabilidade) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Departamento de Contabilidade e Atuária, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

SHACKELFORD, D. A.; SHEVLIN, T. J. Empirical tax research in accounting. Journal of Accounting and Economics, Amsterdam, v. 31, n. 1-3, p. 321-387, Sept. 2001.

SHOLES, M.; WOLFSON, M. The effects of changes in tax laws on corporate reorganization activit. Journal of Business, 63, p. S141-S164, 1990.

SILVA, A. Contabilidade e análise econômico-financeira de seguradoras. São Paulo: Atlas, 1999.

SILVA, A. C. R. Metodologia da pesquisa aplicada à contabilidade: orientações de estudos, projetos, artigos, relatórios, monografias, dissertações, teses. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

STICKNEY, C. P. ; MCGEE, V. E. Effective corporate tax rates the effect of size, capital intensity, leverage, and other factors. Journal of Accounting and Public Policy, Maryland, v. 1, n. 2, p. 125-152, Winter. 1982.

TANG, T. Y. H. Book-tax differences, a proxy for earnings management and tax management-empirical: evidence from China. SSRN, The International Journal of Accounting, Jan. 2005. Disponível em: . Acesso em: 30 July 2014. 2005.

WOOLDRIDGE, J. M. Introdução à econometria: uma abordagem moderna. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2006.

ZANCHET, A.; MARQUES, C.; MARTINS, G. Epistemologia das abordagens metodológicas na pesquisa contábil: do normativismo ao positivismo. In: XXXV ENCONTRO DA ENANPAD. Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro, 2011.