Estudos dos Fatores Contribuintes para a Mortalidade das Micro e Pequenas Empresas do Estado do Maranhão Outros Idiomas

ID:
44509
Resumo:
As microempresas estão assumindo cada vez mais um papel relevante na sociedade, tanto na geração de emprego e renda, quanto na identificação de nichos de mercado não identificados pelas grandes corporações. Contudo, ano após ano um número expressivo dessas empresas encerram suas atividades. Nesse sentido, o objetivo desse estudo foi identificar e caracterizar as causas que contribuíram para a mortalidade das microempresas do Estado do Maranhão no período de 2005 a 2011. Diante disso, esta pesquisa está classificada como explicativa e descritiva, face a busca pela identificação dos fatores que determinaram o encerramento das atividades, bem como a descrição das características dos proprietários dessas organizações. A amostra estudada foi de 3.752 empresas, frente a uma população de 39.039. E, para viabilizar economicamente a pesquisa, utilizou-se como estratégia para a coleta de dados um Call Center cedido por uma concessionária localizada em Bacabal – MA. Após dois meses efetuando no mínimo duas ligações para cada empresário, foi possível concluir que das 10 hipóteses testadas, 6 tiveram participação decisiva no processo de falência das empresas estudadas.Ao final, fez-se recomendações para novos estudos, recomendando-se um estudo que busque identificar qual atividade o empresário exerce após ter seu empreendimento encerrado.
Citação ABNT:
ALVARENGA, R. A.Estudos dos Fatores Contribuintes para a Mortalidade das Micro e Pequenas Empresas do Estado do Maranhão. International Journal of Innovation, v. 4, n. 2, p. 106-118, 2016.
Citação APA:
Alvarenga, R. A.(2016). Estudos dos Fatores Contribuintes para a Mortalidade das Micro e Pequenas Empresas do Estado do Maranhão. International Journal of Innovation, 4(2), 106-118.
DOI:
10.5585/iji.v4i2.36
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/44509/estudos-dos-fatores-contribuintes-para-a-mortalidade-das-micro-e-pequenas-empresas-do-estado-do-maranhao/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BARROW, Colin. The essence of small business. Hertfordshire, UK: Pretence Hall, 1993.

CASTROGIOVANNI, Gary J. Pre-Startup Planning and the Survival of New Small Business: Theoretical Linkages. Journal of Management, 1996, vol. 22, n. 6, p. 801-822.

COCHRAN, A.B. Small Business Mortality Rates: A Review of the Literature. Journal of Small Business Management, v. 19, n. Oct., p. 50, 1981.

COLNAGO, E. Pequena Empresa em Pauta Permanente. In: GONÇALVES, A. Pequena Empresa: O Esforço de Construir. p.115-117. São Paulo: Imprensa Oficial, 2002.

DAVIS, Horace. Business Mortality: The Shoe Manufactoring Industry. Harvard Business Review, Spring, vol. 17, n. 3, p. 331, 1939

DOLABELA, F. Oficina do Empreendedor. São Paulo: Cultura, 1999.

DORNELAS, José Carlos de Assis. Empreendedorismo: transformando ideias em negócios. Rio de Janeiro: Ed. Campus, 2005.

FOWLER, F. Uma nova visão da formação empreendedora para novos desafios do Mercado de trabalho. In: SOUZA, E.C.L. (Org.). Empreendedorismo: Competência Essencial para Pequenas e Médias Empresas. p. 183-193. Brasília: Anprotec, 2001.

GIL, Antônio C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. São Paulo: Atlas, 2009.

HOLMES, Scott ; HASWELL, Stephen. Estimating the business failure rate: a reappraisal. Journal of Small Business Management. July, v. 27, n. 3, p. 68, 1989.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Disponível em:.Acesso em: 10 jun.2011.

MAXIMINIANO, Antonio C. A. Teoria Geral da Administração - da revolução à revolução digital. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2002.

PERRY, Stephen. (2001). The Relationship between Written Business Plans and the Failure of Small Business in the US. Journal of Small Business Mangement, 39(3), 201-208.

RIQUELME, Hernán; WATSON, Jhon. (2002). Do Venture Capitalists Implicit Theories on New Business Success/Failure have Empirical Validity? International Small Business Journal, 20(4), 395-420.

SEBRAE. Fatores condicionantes e taxas de Mortalidade de empresas no Brasil. Relatório de Pesquisa. Brasília, Ago.2008.

SEBRAE. Fatores condicionantes e taxas de sobrevivência e mortalidade das micro e pequenas empresas no Brasil.2003/2005. Brasília, 2005.

TIMMONS, J. A. New venture creation, entrepreneurship.For the 21st century. 4 ed. Irwin 1990.