Capital Social Organizacional em um Projeto Interorganizacional: Um Estudo Desenvolvido no Terceiro Setor Outros Idiomas

ID:
44886
Resumo:
As organizações do Terceiro Setor surgiram com o propósito de encontrar solução para os diferentes tipos de problemas sociais. Estas organizações têm como desafio manter suas atividades e atingir a sustentabilidade organizacional exclusivamente por meio da captação de recursos de terceiros, sendo estes originados a partir de doações, parcerias, convênios, entre outros. Nesse sentido, este estudo visou identificar o nível de Capital Social Organizacional (CSO) das organizações sociais participantes de um projeto interorganizacional, desenvolvido no Estado do Rio Grande do Sul. Para tal, foi realizada uma pesquisa quantitativa com 44 organizações, representando aproximadamente 58% da população. Os dados foram analisados por meio da análise de conglomerados e testes não paramétricos de Kruskal-Wallis e Wilcoxon -Mann-Whitney. As principais contribuições deste estudo envolvem a classificação de 3 grupos com níveis distintos de CSO, e a reflexão sobre as motivações e razões da existência desses grupos. Esta pesquisa apresentou o viés do respondente como um limitador. Ao final, são apresentadas as sugestões de estudos futuros, as quais envolvem a investigação das variáveis “visão compartilhada 2” e “confiança 2”, e a relação entre os níveis de CSO e a forma como os recursos são mobilizados pelas organizações.
Citação ABNT:
TONDOLO, R. R. P.; BITENCOURT, C. C.; VACCARO, G. L. R. Capital Social Organizacional em um Projeto Interorganizacional: Um Estudo Desenvolvido no Terceiro Setor. Revista de Administração da UFSM, v. 10, n. 1, p. 8-23, 2017.
Citação APA:
Tondolo, R. R. P., Bitencourt, C. C., & Vaccaro, G. L. R. (2017). Capital Social Organizacional em um Projeto Interorganizacional: Um Estudo Desenvolvido no Terceiro Setor. Revista de Administração da UFSM, 10(1), 8-23.
DOI:
10.5902/19834659 15817
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/44886/capital-social-organizacional-em-um-projeto-interorganizacional--um-estudo-desenvolvido-no-terceiro-setor/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ADLER; P. S.; KWON, S. Social Capital: Prospects for a New Concept. Academy of Management Review, v. 27, n. 1, p. 17-40, 2002.

ARREGLE, J. et tal. The Development of Organizational Social Capital: attributes of family firms. Journal of Management Studies, v. 44, n. 1, p. 73-95, 2007.

BITENCOURT, C. et al. Doing better by doing good: the experience of a virtual community network in Brazil. In: ACADEMY OF MANAGEMENT, 2007, Philadelphia. Anais… Philadelphia: AOM, 2007.

BOLINO, M. C.; TURNLEY, W. H.; BLOODGOOD, J. M. Citizenship Behavior and the Creation of Social Capital in Organizations. Academy of Management Review, v. 27, n. 4, p. 505-522, 2002.

COLEMAN, J. S. Social capital in the creation of human capital. The American Journal of Sociology, v. 94, p. 95-120, 1988.

CORRAR, L. J.; PAULO, E.; DIAS FILHO, J. M. Análise Multivariada: para os cursos de administração, ciências contábeis e economia. São Paulo: Atlas, 2007.

CRUZ, J. A. W.; QUANDT, C. O.; MARTINS, T. S.; SILVA, W. V. Performance no Terceiro Setor – Uma abordagem de accountability. Revista de Administração da UFSM, v. 3, n. 1, p. 58-75, 2010.

EDELMAN, L. F. et tal. The Benefits and Pitfalls of Social Capital: Empirical evidence from two organizations in the United Kingdom. British Journal of Management, v. 15, p. 59-69, 2004.

GREEN, S. B.; SALKIND, N. J.; AKEY, T. M. Using SPSS for windows: analyzing and understanding data. 2. ed. Upper Saddle River: Prentice-hall, 2000.

HAIR JÚNIOR, J. et al. Análise Multivariada de Dados. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

HAIR JÚNIOR, J. et al. Fundamentos de métodos de pesquisa em administração. Porto Alegre: Bookman, 2005.

HO, R. Handbook of univariate and multivariate data analysis and interpretation with SPSS. Boca Raton: Chapman & Hall/CRC, 2006.

LEANA, C. R.; VAN BUREN, H. J. Organizational Social Capital and Employment Practices. Academy of Management Review, v. 24, n. 3, p. 538-555, 1999.

MARÔCO, J. Análise Estatística com o SPSS Statistics. 5. ed. Pero Pinheiro: Report Number, 2011.

NAHAPIET, J.; GHOSHAL, S. Social capital, intellectual capital and the organizational advantage. Academy of Management Review, v. 23, n. 2, p. 242-266, 1998.

NAHAPIET, J. The Role of Social Capital in Interorganizational Relationships. In: CROPPER, S. et tal. The Oxford handbook of interorganizational relations. Oxford: Oxford University Press, 2008. p. 580-606.

OLIVEIRA, L. Capacidades diferenciadoras como vantagem competitiva nas empresas torrefadoras de café. Revista de Administração da UFSM, v.1, n.1, p. 85-100, 2008.

ORO, I. M.; BALBINOT, I. J.; THOMÉ, D.; LAVARDA, C. E. F. Relação do Capital Intelectual de Natureza Social e Ambiental com o Desempenho Econômico-Financeiro do Segmento de Energia Elétrica Brasileiro. Revista de Administração da UFSM, v. 7, Edição Especial, p. 59-74, 2014.

PENNINGS, J. M.; LEE, K. Social Capital of Organization: Conceptualization, level of analysis and performance implications. In: GABBAY, S.; LEENDERS, R. (Edit.). Corporate Social Capital. 4. ed. New York: Addison Wesley, 1998.

RENCHER, A. C. Methods of Multivariate Analysis. 2 ed. John Wiley & Sons. Canada, 2002.

SALAMON, L. M. Putting the Civil Society Sector on the Economic Map of the World. Annals of Public and Cooperative Economics, v. 81, n. 2, p. 167-210, 2010.

SALAMON, L. M. The Rise of the Nonprofit Sector. Foreign Affairs, v. 73, n. 4, p. 109-122, 1994.

SARAIVA, L. A. S. Além do Senso Comum Sobre o Terceiro Setor: uma provocação. In: PIMENTA, S. M.; SARAIVA, L. A. S.; CORRÊA, M. L. (Org.). Terceiro Setor: Dilemas e Polêmicas. São Paulo: Saraiva, 2006. p. 19-40.

SAXTON, G. D.; BENSON, M. A. Social Capital and the Growth of the Nonprofit Sector. Social Science Quarterly, v. 86, n. 1, p. 16-35, 2005.

SIEGEL, S.; CASTELLAN JÚNIOR, N. J. Estatística não-paramétrica para ciências do comportamento. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

SIRMON, D. G; HITT, M. A.; IRELAND, R. D. Managing Firm Resources in Dynamic Environments to Creste Value: Looking inside the black box. Academy of Management Review, v. 32, n. 1, p. 273-292, 2007.

TONDOLO, R. R. P.; BITENCOURT, C. C. Mensuração do Capital Social em Projetos Desenvolvidos no Terceiro Setor: uma proposta a partir do projeto Transparência e Prestação de Contas em OSCs no Rio Grande do Sul. In: ENCONTRO DA ANPAD - EnANPAD, XXXVI, 2012, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Anpad, 2012.

TSAI, W.; GHOSHAL, S. Social capital and value creation: the role of intrafirm networks. Academy of Management Journal, v. 41, n. 4, p. 464-476, 1998.

ZAHRA, S. A. Harvesting Family Firm’s Organizational Social Capital: A Relational Perspective. Journal of Management Studies, v. 47, n. 2, p. 345-366, 2010.