Determinantes da Transferência Reversa de Conhecimento em Multinacionais de Mercados Emergentes: O Papel da Complexidade, da Autonomia e da Integração Outros Idiomas

ID:
44956
Resumo:
Subsidiárias realizam atividades de inovação em mercados estrangeiros, quer para capturar o conhecimento valioso que é necessário para adaptar seus produtos aos mercados locais ou para criar conhecimento de alto valor para a sede. No contexto de multinacionais de mercados emergentes, a maioria dos estudos têm negligenciado os determinantes da transferência de conhecimetno provenientes de subsidiárias (transferência reversa). Foram analisadas as respostas de uma pesquisa realizada com 78 multinacionais brasileiras que possuem subsidiárias em mercados desenvolvidos e emergentes. Verificou-se que a complexidade do conhecimento desenvolvido na subsidiária, bem como a sua autonomia e inserção no mercado externo determinam o fluxo de transferência reversa de conhecimento na empresa multinacional emergente. Este trabalho enriquece estudos anteriores sobre transferência reversa de conhecimento destacando os principais drivers para as multinacionais dos mercados emergentes.
Citação ABNT:
SILVEIRA, F. F.; SBRAGIA, R.; LOPEZ-VEGA, H.; TELL, F. Determinants of Reverse Knowledge Transfer for Emerging Market Multinationals: The Role of Complexity, Autonomy and Embeddedness . Revista de Administração, v. 52, n. 2, p. 176-188, 2017.
Citação APA:
Silveira, F. F., Sbragia, R., Lopez-vega, H., & Tell, F. (2017). Determinants of Reverse Knowledge Transfer for Emerging Market Multinationals: The Role of Complexity, Autonomy and Embeddedness . Revista de Administração, 52(2), 176-188.
DOI:
dx.doi.org/10.1016/j.rausp.2016.12.007
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/44956/determinantes-da-transferencia-reversa-de-conhecimento-em-multinacionais-de-mercados-emergentes--o-papel-da-complexidade--da-autonomia-e-da-integracao/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Inglês