Estimando o retorno das ações com decomposição do índice Book-to-Market: evidências na Bovespa Outros Idiomas

ID:
4527
Resumo:
A relação book-to-market (BM) difere entre empresas devido a diferentes expectativas em termos de fluxos de caixa e retornos esperados das ações. A hipótese central é que a evolução do BM, em termos de mudanças passadas no preço e valor patrimonial, contém informação sobre os fluxos de caixa futuros que pode ser utilizada para melhorar as estimativas de retornos esperados. Este artigo utilizou a base de dados da Economática para extrair uma amostra de ações de empresas não financeiras de capital aberto listadas na BOVESPA e testar essa hipótese. As regressões realizadas foram estimadas mensalmente durante o período de julho de 1996 a junho de 2008. Tanto para as large and mid caps quanto para as small caps, os resultados encontrados não favorecem essa hipótese e mostram que somente o BM mais recente é relevante para se prever os retornos dos ativos. Além disso, emissões e recompras de ações também estão relacionadas a fluxos de caixa futuros e se espera que possam melhorar as estimativas de retornos esperados. No entanto, os resultados encontrados não trazem evidências que favorecem essa afirmação.
Citação ABNT:
ALMEIDA, J. R.; EID JR., W. Estimando o retorno das ações com decomposição do índice Book-to-Market: evidências na Bovespa. Revista Brasileira de Finanças, v. 8, n. 4, art. 122, p. 417-441, 2010.
Citação APA:
Almeida, J. R., & Eid Jr., W. (2010). Estimando o retorno das ações com decomposição do índice Book-to-Market: evidências na Bovespa. Revista Brasileira de Finanças, 8(4), 417-441.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/4527/estimando-o-retorno-das-acoes-com-decomposicao-do-indice-book-to-market--evidencias-na-bovespa/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Black, F. (1972). Capital market equilibrium with restricted borrowing. The Journal of Business, 45:444–455.

Bornholt, G. N. (2007). Extending the capital asset pricing model: The reward beta approach. Journal of Accounting and Finance, 47:69–83.

Carhart, M. M. (1997). On persistence in mutual fund performance. Journal of Finance, 52:57–82.

Chague, F. D. & Bueno, R. D. L. S. (2007). The CAPM and Fama-French models in Brazil. Escola de Administração de Empresas de São Paulo, Fundação Getúlio Vargas. Working Paper.

Chen, L. & Zhang, L. (2010). A better three-factor model that explain more anomalies. Journal of Finance, No prelo.

Daniel, K. & Titman, S. (2006). Market reactions to tangible and intangible information. Journal of Finance, 61:1605–1643.

Fama, E. & French, K. (1992). The cross-section of expected stock returns. Journal of Finance, 47:427–465.

Fama, E. & French, K. (1993). Common risk factors in the returns on stocks and bonds. Journal of Financial Economics, 33:3–56.

Fama, E. & French, K. (1995). Size and book-to-market factors in earnings and returns. Journal of Finance, 50:131–156.

Fama, E. & French, K. (2004). The capital asset pricing model: Theory and evidence. Journal of Economic Perspectives, 18:25–46.

Fama, E. & French, K. (2005). Financing decisions: Who issues stock? Journal of Financial Economics, 76:549–582.

Fama, E. & French, K. (2006). Profitability, investment, and average returns. Journal of Financial Economics, 82:491–518.

Fama, E. & French, K. (2008). Average returns, BM, and share issues. Journal of Finance, 63:2971–2995.

Fama, E. & Macbeth, J. (1973). Risk, return, and equilibrium: Empirical tests. Journal of Political Economy, 81:607–636.

Ikenberry, D., Lakonishok, J., & Vermaelen, T. (1995). Market underreaction to open market share repurchases. Journal of Financial Economics, 39:181–208.

Jegadeesh, N. & Titman, S. (1993). Returns to buying winners and selling losers: Implications for stock market efficiency. Journal of Finance, 48:65–91.

Lakonishok, J., Shleifer, A., & Vishny, R. W. (1994). Contrarian investment, extrapolation and risk. Journal of Finance, 49:1541–1578.

Lauretti, C. M., Kayo, E. K., & Marc¸al, E. F. (2009). A sobrerreação do mercado `a informação intangível. Revista Brasileira de Finanças, 7:215–236.

Lintner, J. (1965a). Security prices, risk, and maximal gains from diversification. Journal of Finance, 20:587–615.

Lintner, J. (1965b). The valuation of risk assets and the selection of risky investments in stock portfolios and capital budgets. The Review of Economics and Statistics, 47:13–37.

Loughran, T. & Ritter, J. (1995). The new issues puzzle. Journal of Finance, 50:23–51.

Lucena, P. & Pinto, A. C. F. (2005). Estudo de anomalias no mercado brasileiro de ações através de uma modificação no modelo de fama e french. Anais do XXIX ENANPAD – Encontro Nacional da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Administração, Brasília/DF.

Málaga, F. K. & Securato, J. R. (2004). Aplicação do modelo de três fatores de fama e french no mercado acionário brasileiro – um estudo empírico do período 1995–2003. Anais do XXVIII ENANPAD – Encontro Nacional da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Administração, Curitiba/PR.

Malkiel, B. G. (2003). The efficient market hypothesis and its critics. Journal of Economic Perspectives, 17:59–82.

Markowitz, H. M. (1952). Portfolio selection. Journal of Finance, 7:77–91.

Mitchell, M. L. & Stafford, E. (2000). Managerial decisions and long-term stock price performance. Journal of Business, 73:411–433.

Mossin, J. (1966). Equilibrium in a capital asset market. Econometrica, 34:768– 783.

Mussa, A., Santos, J. O., & Fam´a, R. (2007). A adição do fator de risco momento ao modelo de precificação de ativos dos três fatores de Fama & French aplicado ao mercado acionário brasileiro. Anais do VII Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, São Paulo/SP.

Pontiff, J. & Woodgate, A. (2008). Share issuance and cross-sectional returns. Journal of Finance, 63:921–945.

Rogers, P. & Securato, J. R. (2009). Estudo comparativo no mercado brasileiro do capital asset pricing model (CAPM), modelo 3-fatores de Fama e French e Reward Beta approach. RAC Eletrônica, 3:159–179.

Rosenberg, B., Reid, K., & Lanstein, R. (1985). Persuasive evidence of market inefficiency. Journal of Portfolio Management, 11:9–17. Sharpe, W. F. (1964). Capital asset prices: A theory of market equilibrium under conditions of risk. Journal of Finance, 19:425–442.

Sharpe, W. F. (1964). Capital asset prices: A theory of market equilibrium under conditions of risk. Journal of Finance, 19:425–442.