Métodos e Técnicas Quantitativas em Contabilidade e Finanças: uma Análise sob a Ótica do Software R Outros Idiomas

ID:
45606
Periódico:
Resumo:
As pesquisas em contabilidade e finanças adotaram ao longo dos últimos cinquenta anos fundamentos do funcionalismo positivista, fazendo uso de métodos e técnicas quantitativas. Em uma filosofia normativa, tal proposição tornou-se possível por meio da contribuição advinda de áreas como estatística e matemática. Deste modo, pesquisadores podem fazer uso de softwares estatísticos que facilitem e viabilizem a obtenção de resultados mais consistentes e robustos, em pesquisas com foco quantitativo ou qualitativo-quantitativo. Este trabalho visa, por um estudo exploratório, seguido de uma análise bibliométrica, catalogar os três métodos e técnicas de pesquisas quantitativas mais utilizadas em contabilidade e finanças de 2013 a 2015. Em seguida, apresentam-se as técnicas mais empregadas por meio dos scripts no programa R. Identificaram-se trinta e oito artigos publicados no período, por meio de consulta à plataforma Spell com palavra-chave “finanças”, sendo os métodos mais frequentes: estatística descritiva, análise de correlação e regressão linear. Espera-se que os resultados dos scripts contribuam para desenvolvimento e avanço das pesquisas em contabilidade, administração e áreas afins.
Citação ABNT:
SILVA, S. A. L.; ANA, N. L. D. S. S.; MENEZES, J. P. C. B.; PAULA, J. S.; CHAIN, C. P. Métodos e Técnicas Quantitativas em Contabilidade e Finanças: uma Análise sob a Ótica do Software R . Pensar Contábil, v. 19, n. 68, p. 37-46, 2017.
Citação APA:
Silva, S. A. L., Ana, N. L. D. S. S., Menezes, J. P. C. B., Paula, J. S., & Chain, C. P. (2017). Métodos e Técnicas Quantitativas em Contabilidade e Finanças: uma Análise sob a Ótica do Software R . Pensar Contábil, 19(68), 37-46.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/45606/metodos-e-tecnicas-quantitativas-em-contabilidade-e-financas--uma-analise-sob-a-otica-do-software-r-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. [S.l.]: Atlas, 2010.

IQUIAPAZA, Robert Aldo; AMARAL, Hudson Fernandes; BRESSAN, Aureliano Angel. Evolução da pesquisa em finanças: epistemologia, paradigma e críticas. Organizações & Sociedade, v. 16, n. 49, pp. 351-370, 2009.

LIGGES, Uwe; CRAWLEY, Michael John. The R Book. Statistical Papers. v. 50, n. 2, pp. 445-446, 2007.

LUDKE, Menga; ANDRE, Marle EDA. Pesquisa em educação: abordagem qualitativa. São Paulo: EPU, 1986.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia do trabalho científico: procedimentos básicos, pesquisa bibliográfica, projeto e relatório, publicações e trabalhos científicos. v 7. São Paulo: Atlas, 2010.

MILAGRE, Robson Amaral. Estatística: uma proposta de ensino para os cursos de Administração de Empresas. 200 1. 160 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção, UFSC. 2001.

MODIGLIANI, Franco; MILLER, Merton Howard. The cost of capital, corporation fi nance and the theory of investment. The American Economic Review, 48, n. 3, pp. 261-297, 1958.

SILVA FILHO, Augusto Souza da; SOUZA, Alessandra Caetano de. Estatística aplicada a Administração usando o software. R. Ciências Gerenciais, v. 17, n. 26, pp. 175-193, 2013.

TOLEDO, Luciano Geraldo; OVALLE, Ivo Izidoro. Estatística Básica. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1995.

WERKEMA, Maria Cristina C. Como Estabelecer Conclusões com Confiança: entendendo a inferência estatística. Belo Horizonte: Fundação Christiano Ottoni; Escola de Engenharia (UFMG). 1996.

FÁVERO, Luiz Paulo Lopes. Dados em painel em contabilidade e finanças: teoria e aplicação. Brazilian Business Review, v. 10, n. 1, pp. 131-156, 2013.