Identificação de Valores Relativos ao Trabalho de Alunos de Cursos de Pós-graduação de uma Universidade Pública Outros Idiomas

ID:
45745
Resumo:
O estudo objetiva identificar os valores relativos ao trabalho de alunos de cursos de pós-graduação de uma universidade pública. O estudo também explora as diferenças desses valores com variáveis de gênero e tipo de organização em que esses alunos atuam. Para isso, os dados foram coletados por meio de survey utilizando uma adaptação da Escala Revisada de Valores Relativos ao Trabalho (EVT-R). O estudo adota uma metodologia descritiva, quantitativa e exploratória, identificando os valores relativos ao trabalho de uma amostra de 78 estudantes com média de idade igual a 33,21 anos (DP= 8,81), variando entre 23 e 63 anos, sendo 61,5% (n=48) do gênero feminino, provenientes de três cursos de pós-graduação. Em seguida, aplica-se a técnica de análise fatorial dos itens da EVT-R, objetivando identificar relações de dependência entre as variáveis. Tal análise demonstrou que a amostra, de forma geral, apresentou prioridade para itens relacionados ao valor relativo ao trabalho Estabilidade que se refere à busca por segurança e ordem na vida por meio do trabalho, possibilitando suprir materialmente as necessidades pessoais. Em relação às diferenças de gênero, não foram encontradas evidências significativas de diferenças entre os fatores identificados. Já com relação ao tipo de empresa em que trabalha, observaram-se diferenças no fator associado aos valores Prestígio e Realização Profissional, que se evidenciou significativamente diferente para a amostra de empresas públicas e privadas.
Citação ABNT:
LOURENCETTI, L. A.; SACOMANO NETO, M.; GANGA, G. M. D. Identificação de Valores Relativos ao Trabalho de Alunos de Cursos de Pós-graduação de uma Universidade Pública. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 7, n. 1, p. 112-130, 2017.
Citação APA:
Lourencetti, L. A., Sacomano Neto, M., & Ganga, G. M. D. (2017). Identificação de Valores Relativos ao Trabalho de Alunos de Cursos de Pós-graduação de uma Universidade Pública. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, 7(1), 112-130.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21714/2236-417X2017v7n1p112
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/45745/identificacao-de-valores-relativos-ao-trabalho-de-alunos-de-cursos-de-pos-graduacao-de-uma-universidade-publica/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ALMEIDA, R. C. Projetos de vida e selves: trilhas para a compreensão das transições para a vida adulta na sociedade contemporânea. Bahia Análise & Dados, Salvador, v. 20, n. 4, p. 439-450, 2010.

ANDRADE, T.; VIEIRA, K. M.; ESTIVALETE, V. F. B.; FILHO, R. B. A influência dos valores relativos ao trabalho nas decisões de carreira: um estudo sobre as perspectivas de discentes de instituições de ensino superior. Revista Eletrônica de Administração, Porto Alegre, v. 20, n. 3, p. 625-657, 2014. Disponível em: . Acesso em: 23 abr. 2014.

BILSKY, W. A estrutura de valores: sua estabilidade para além se instrumentos, teorias, idade e culturas. Revista de Administração Mackenzie, v. 10, n. 3, pp. 12-33, 2009. Disponível em: . Acesso em: 16 jul. 2009.

CAMMAROSANO, M.; SANTOS, F. C. A.; ROJAS, F. A. R. Valores relativos ao trabalho de pesquisadores em uma organização brasileira. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 54, n. 4, p. 445-457, 2014. Disponível em: . Acesso em: 26 set. 2014.

COLLIS, Jill; HUSSEY, Roger. Pesquisa em administração: um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

DANCEY, C. P.; REIDY, J. Estatística sem matemática para psicologia. Porto Alegre: Artmed, 2006. 608 p.

ESTIVALETE, V. F. B.; LÖBLER, M. L.; ANDRADE, T.; VISENTINI, M. S. As implicações de gênero na hierarquia dos valores relativos ao trabalho. Revista Alcance, v. 18, n. 3, p. 271-286, 2011. Disponível em: . Acesso em: 16 jul. 2011.

FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986.

GANGA, G. M. D. Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) na Engenharia de Produção: um guia prático de conteúdo e forma. São Paulo: Atlas, 2012.

GOERGEN, P. Educação e Valores no Mundo Contemporâneo. Educação & Sociedade, Campinas, v. 26, n. 92, p. 983-1011, 2005 . Disponível em: . Acesso em: 16 mai. 2005.

GONDIM, S. M. G. Perfil profissional e mercado de trabalho: relação com formação acadêmica pela perspectiva de estudantes universitários. Estudos de Psicologia, Natal, v. 7, n. 2, 2002. Disponível em: . Acesso em: 16 jul. 2002.

GOUVÊA, R. Q. Da filosofia dos valores a uma ciência dos valores. Em: TEIXEIRA, M. L. M. Valores humanos & gestão: novas perspectivas. São Paulo: Editora Senac, 2008. p. 17-45.

GRAEML, A. R.; MORAES, E. A.; MESQUITA, F. S. B.; SANCHEZ, O. P. Seleção de Cursos de Educação Continuada por Executivos de Empresas. RAE-eletrônica, v. 5, n. 2, 2006. Disponível em: . Acesso em: 17 jul. 2014.

HAIR JR, J.; ANDERSON, R. E. TATHAN, R. L.; BLACK, W. C. Multivariate data analysis. New Jersey: Prentice Hall, 1998.

JIN, J.; ROUNDS, J. Stability and change in work values: A meta-analysis of longitudinal studies. Journal of Vocational Behavior, v. 80, p. 326–339, 2012. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2014.

MACEDO, K. B.; PEREIRA, C.; ROSSI, E. Z.; VIEIRA, M. A. Valores individuais e organizacionais: estudo com dirigentes de organizações pública, privada e cooperativa em Goiás. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, v. 8, p. 29-42, 2005. Disponível em . Acesso em: 16 mai. 2015.

MENDES, A. M.; TAMAYO, A. Valores organizacionais e prazer-sofrimento no trabalho. PsicoUSF, v. 6, n. 1, p. 39-46, 2001. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2001.

MORGAN, G. Imagens da Organização. 2. ed. São Paulo: Editora Atlas, 2002. 380 p.

MOURA, C. B. Orientação profissional sob o enfoque da análise do comportamento. 2. ed. Campinas: Editora Alínea, 2008.

OLIVEIRA, A. F.; TAMAYO, A. Inventário de perfis de valores organizacionais. Revista de Administração da Universidade de São Paulo, v. 39, n. 2, p. 129-140, 2004. Disponível em: . Acesso em: 16 jul. 2004.

PATO-OLIVEIRA, C.; TAMAYO, A. Os valores como preditores de atitudes e comportamentos: contribuições para um debate. Linhas Críticas, v. 8, n. 14, p. 103-117, 2002.

PINHO, J. A. G. Sociedade da informação, capitalismo e sociedade civil: reflexões sobre política, internet e democracia na realidade Brasileira. Revista de Administração de Empresas, v. 51, n. 1, p. 98-106, 2011. Disponível em: . Acesso em: 16 jul. 2011.

PINSONNEAULT, A.; KRAEMER, K. L. Survey research in management Information Systems: na assessement. Journal of MIS, v. 10, n. 2, p.75-105, 1993.

PORTO, J. B.; PILATI, R. Escala revisada de Valores relativos ao Trabalho - EVT-R. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 23, n. 1, p. 73-82, 2010. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2010.

PORTO, J. B.; TAMAYO, A. Escala de valores relativos ao trabalho: EVT. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 19, n. 2, p. 145-152, 2003. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2014. 2003.

PORTO, J. B.; TAMAYO, A. Influência dos Valores Laborais dos Pais sobre os Valores Laborais dos Filhos. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 19, n. 1, p. 151-158, 2006. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2006.

PORTO, J. B. Valores do trabalho e seu impacto sobre atitudes e comportamento no trabalho. Em: TEIXEIRA, M. L. M. Valores humanos & gestão: novas perspectivas. São Paulo: Editora Senac, 2008. p. 173-196.

QUELHAS, O. L. G.; FILHO, J. R. F.; FRANÇA, S. L. B. O mestrado profissional no contexto do sistema de pós-graduação brasileiro. Revista Brasileira de Pós-graduação, v. 2, n. 4, p. 97-104, 2005. Disponível em: . Acesso em: 04 abr. 2005.

ROBBINS, S. P. Comportamento Organizacional. 11. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005.

ROJAS, P. M. R.; YÉPEZ, J. G. Trabajo, clases sociales y conocimiento en la sociedad contemporánea. Trabalho & Educação, v. 23, n. 2, p. 9-31, 2014. Disponível em: . Acesso em: 23 abr. 2014.

SCHWARTZ, S. H. An Overview of the Schwartz Theory of Basic Values. Online Readings in Psychology and Culture, v. 2, n. 1, 2012. Disponível em: . Acesso em: 16 jul. 2012.

SCHWARTZ, S. H. Are there universal aspects in the structure and contents of human values? Journal of Social Issues, v. 50, n. 4, p. 19-45, 1994.

SCHWARTZ, S. H.; BILSKY, W. Toward a universal psychological structure of human values. Journal of Personality and Social Psychology, v. 53, n. 3, p. 550-562, 1987.

SCHWARTZ, S. H. Universals in the content and structure of values: Theoretical advances and empirical tests in 20 countries. Advances in Experimental Social Psychology, v. 25, p. 1-65. 1992. Disponível em: . Acesso em: 16 jul. 2014. 1992.

SILVA, M. R. M. S.; MENDONCA, H.; ZANINI, D. S. Diferenças de gênero e valores relativos ao trabalho. Paidéia, v. 20, n. 45, p. 39-45, 2010. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2010.

SILVA, S. L. Informação e competitividade: a contextualização da gestão do conhecimento nos processos organizacionais. Ciência da Informação, Brasília, v. 31, n. 2, p. 142-151, 2002. Disponível em: . Acesso em: 26 ago. 2002

SILVEIRA, N. S. P. A diversidade de gênero e as diferenças e semelhanças na hierarquia de valores do trabalho de homens e mulheres no chão de fábrica. REGE Revista de Gestão, v. 13, n. especial, p. 77-91, 2006. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2006.

SOUZA, E. D.; DIAS, E. J. W.; NASSIF, M. E. A Gestão da Informação e do Conhecimento na Ciência da Informação: Perspectivas Teóricas e Práticas Organizacionais. Informação & Sociedade: Estudos, v. 21, n. 1, p. 55-70, 2011. Disponível em: . Acesso em: 26 ago. 2011.

SPSS. Statistical Package for the Social Sciences.Versão 20.0. Somers, NY: IBM Corporation, [2010]. CD-ROM.

STROBINO, M. R. C.; TEIXEIRA, R. M. Empreendedorismo feminino e o conflito trabalho-família: estudo de multicasos no comércio de material de construção da cidade de Curitiba. Revista de Administração da Universidade de São Paulo, v. 49, n. 1, p. 59-76, 2014. Disponível em: . Acesso em: 26 set. 2014.

SZAPIRO, A. M. O indivíduo fora da cidade: questões à transmissão na sociedade contemporânea. Estudos e Pesquisas em Psicologia, v. 3, n. 1, 2003. Disponível em: . Acesso em: 04 abr. 2003.

TAMAYO, A; MENDES, A. M.; PAZ, M. G. T. Inventário de valores organizacionais. Estudos em Psicologia, v. 5, n. 2, p. 289-315, 2000. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2000.

TAMAYO, A. Valores Organizacionais e Comprometimento Afetivo. Revista de Administração Mackenzie, v. 6, n. 3, p. 192-213, 2005. Disponível em: . Acesso em: 16 jul. 2005.

TEIXEIRA, M. L. M.; MONTEIRO, R. S. Valores pessoais no ambiente de negócios. Em: TEIXEIRA, M. L. M. Valores humanos & gestão: novas perspectivas. São Paulo: Editora Senac, 2008. p. 197-211.

YAMANE, T. Statistics: an introductory analysis. 2 ed. New York: HarperCollins, 1967.