Marketing Está Perdendo sua Identidade? Uma Revisão Bibliométrica Outros Idiomas

ID:
45753
Resumo:
Os pesquisadores de marketing têm a responsabilidade de promover sua área de estudo, desenvolvendo modelos e ferramentas, e sugerindo melhores práticas. Neste sentido, é esperado que tanto as atividades de mercado quanto o comportamento do consumidor sejam investigados. No entanto, o comportamento do consumidor não deve ser visto como um fim em si mesmo. Com base nesta questão, investigamos a publicação em marketing no Brasil. Por meio de uma pesquisa bibliográfica, utilizando técnicas de análise bibliométrica, mais de 520 edições de periódicos e 28 anais de eventos foram analisados. Afim de se avaliar a evolução da publicação em marketing, foram selecionadas as duas revistas mais antigas na área de administração (RAUSP da FEA/USP e RAE da EAESP/FGV) e os três principais eventos nacionais na área (SEMEAD, EnANPAD e EMA). Os artigos publicados entre 1947 e 1976 na RAUSP foram analisados em suas edições impressas. Os demais foram obtidos por meio do site dos próprios eventos e dos periódicos. Ao todo, foram identificados 2.715 artigos de marketing. Percebe-se que há uma crescente concentração de estudos sobre o comportamento do consumidor. Em contrapartida, há uma redução de estudos sobre estratégia e tomada de decisão. Este estudo sugere que estudiosos e pesquisadores em marketing reflitam sobre o escopo do marketing e de suas atividades de pesquisa, fortalecendo estudos mais aplicados à realidade dos gestores.
Citação ABNT:
FALCÃO, R. F.; IKEDA, A. A.; CAMPOMAR, M. C. Is Marketing Losing its Identity? A Bibliometric Review. Revista Brasileira de Marketing, v. 16, n. 2, p. 154-167, 2017.
Citação APA:
Falcão, R. F., Ikeda, A. A., & Campomar, M. C. (2017). Is Marketing Losing its Identity? A Bibliometric Review. Revista Brasileira de Marketing, 16(2), 154-167.
DOI:
10.5585/remark.v16i2.3450
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/45753/marketing-esta-perdendo-sua-identidade--uma-revisao-bibliometrica/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Inglês
Referências:
American Marketing Association. About AMA: Definition of Marketing. Retrieved from https://www.ama.org/AboutAMA/Pages/Definition-of-Marketing.aspx

Araújo, C. A. (2006). Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em Questão, 12(1), 11-13.

Belk, R. W. (2013). Qualitative versus Quantitative Research in Marketing. Revista de Negócios, 18(1), 5-9.

Brei, V. A.; Mazzon, J. A.; de Farias, S. A.; de Matos, C. A. (2016). 1º Censo Brasileiro dos Pesquisadores Acadêmicos de Marketing. In Proceedings of the XL Encontro da ANPAD, Costa do Sauipe, Brazil, 25-28 September 2016.

Caldas, M. P. (2003). Contribuição Teórica: como assim, cara pálida? RAE, 43(3), 65-68.

Cassundé, F. R. S. A.; Cassundé Jr.; N. F.; de Farias, S. A.; De Mendonça, J. R. C. (2014). O Que Tem se Falado por aí sobre Marketing Interno?Um Estudo sobre a Produção Brasileira na Área de Administração. Brazilian Business Review (Portuguese Edition), 11(5), 51-73.

Cunha, R. D.; Spers, E. E.; Rocha, T. V. (2015). A evolução do tema marketing empreendedor: um estudo bibliométrico entre 1994 e 2014. Retrieved from: http://sistema.semead.com.br/18semead/resultado/trabalhosPDF/400.pdf

Faria, A. (2006). Em busca de uma agenda brasileira de pesquisa em estratégia de marketing. RAE, 46(4), 13-24.

Faria, A. (2007). Relevância ou rigor? Revista GVExecutivo, 6(3), 39-43.

Faria, L. H. L.; Giuliani, A. C.; Pizzinatto, N. K.; Spers, V. R. E. (2014). 20 Anos de Publicações sobre Marketing de Relacionamento no Brasil: Uma Análise da Produção Acadêmica de 1992 a 2012. Revista Brasileira de Marketing, 13(1), 106-118.

Flick, U. (2004). Uma introdução à pesquisa qualitativa. 2nd ed. Porto Alegre: Bookman.

Huy, Q. N. (2012). Improving the odds of publishing inductive qualitative research in premier academic journals. The Journal of Applied Behavioral Science, 48(2), 282-287.

Kovacs, M. H.; Leão, A. D.; Vieira, R. S. G.; Barbosa, L.; Dias, C. D. (2004). Podemos confiar nos resultados de nossas pesquisas?Uma avaliação dos procedimentos metodológicos nos artigos de marketing do EnANPAD. In Proceedings of the Encontro de Marketing da ANPAD, Curitiba, Brazil, 25-29 September 2004.

Levy, S. J. (2005). The evolution of qualitative research in consumer behavior. Journal of Business Research, 58, 341-347.

Martins, G de A.; Pucci, L. C. (2002). RAUSP: análise da produção publicada na década de 1990. Revista de Administração, 37(1), 105-112.

Mazzon, J. A.; Hernandez, J. M. C. (2013). Produção científica brasileira em Marketing no período 2000-2009. RAE, 53(1), 67-80.

Morse, J. M. (2003). Principles of mixed methods and multimethod research design. Handbook of mixed methods in social and behavioral research, 1, 189-208.

Murgado-Armenteiros, E. M.; Gutierrez-Salcedo, F.; Torres-Ruiz, M. J.; Cobo, F. J. (2015). Analysing the conceptual evolution of qualitative marketing research through science mapping analysis, Scientometrics, 102(1), 519-557.

Noyons, E. C. M.; Moed, H. F.; Luwel, M. (1999). Combining mapping and citation analysis for evaluative bibliometric purposes: a bibliometric study. Journal of the American Society for Information Science, 50(2), 115-131.

Pritchard, A. (1969). Statistical bibliography or bibliometrics. Journal of Documentation, 25(4), 348-349.

Quintão, R. T.; Veludo-de-Oliveira, T. M.; Urdan, A. T.; Gonçalves, S. L. (2011). A literatura das disciplinas de marketing em doutorados no Brasil e nos Estados Unidos: descrição e reflexões. In Proceedings of the Encontro de Marketing da ANPAD, Rio de Janeiro, Brazil, 4-7 September 2011.

Rocha-Pinto, S. R.; Freitas, A. S.; Maisonnave, P. R. (2010). Métodos interpretativistas em administração: implicações para pesquisadores. Revista de Administração FACES, 9(1), 115127.

Rossi, C. A. V.; Bortoli, L. V.; Castilhos, R. B. (2012). Análise Bibliométrica da Contribuição de Marketing para Outras Ciências. In Proceedings of the Encontro de Marketing da ANPAD, Rio de Janeiro, Brazil, 22-26 September 2012.

Sampaio, C. H.; Perin, M. G. (2006). Pesquisa científica da área de marketing: uma revisão histórica. Revista de Administração Contemporânea, 10(2), 179-202.

Sauerbronn, J. F. R. (2013). Tell me what you publish and I will tell you who you are: Perspectives and resistances in the publish of Marketing knowledge production. Revista Negócios, 18(1), 42-52.

Siegler, J.; Biazzin, C.; Fernandes, A. R. (2014). Fragmentação do conhecimento científico em Administração: uma análise crítica. Revista de Administração de Empresas, 54(3), 254-267.

Strauss, A.; Corbin, J. (2008). Pesquisa Qualitativa: técnicas e procedimentos para o desenvolvimento de teoria fundamentada. Porto Alegre: Artmed.

Vanti, N. A. P. (2002). Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento. Ciência da Informação, 31(2), 152-162.

Veludo-de-Oliveira, T. M.; Quintão, R. T.; Urdan, A. T. (2014). Disciplinas e bibliografia no ensino de marketing nos programas de doutorado em administração no Brasil. Organizações & Sociedade, 21(71), 661-678.

Vieira, F. G. D. (2000). Panorama acadêmicocientífico e temáticas de estudos de marketing no Brasil. In Proceedings of the Encontro de Marketing da ANPAD, Florianópolis, Brazil, 2327 September 2000.

Vieira, F. G. D. (2003). Narciso sem espelho: a publicação brasileira de marketing. RAE, 43(1), 81-90.

Vieira, F. G. D. (2013). Prospects and limitations of qualitative research in the knowledge production in Marketing. Revista de Negócios, 18(1), 10-24.

Vieira, V. A.; Gava, R. (2006). Uma análise do conteúdo dos artigos de marketing publicados nos anais do SEMEAD-FEA-USP (2000-2004). In Proceedings of the Encontro de Marketing da ANPAD, Salvador, Brazil, p. 23-27. September. 2006.