Espaços Alternativos de Aprendizagem: Pesquisa Exploratória Sobre Prêmios e Concursos Universitários no Brasil Outros Idiomas

ID:
45864
Resumo:
As metodologias ativas de aprendizado têm sido objeto de atenção dos pesquisadores da área de Administração no Brasil. E, com base em conversas não estruturadas com docentes de uma determinada Instituição de Ensino Superior (IES), percebeu-se que um professor se utilizava dos prêmios e concursos universitários como uma alternativa inovadora de aprendizagem aos seus alunos. Essa experiência exitosa, porém isolada, deste docente inspirou esta pesquisa exploratória. Seriam, portanto, os prêmios e os concursos universitários espaços alternativos para aprendizado dos estudantes de Administração? Qual é a literatura acadêmica nesta temática e quais são os exemplos empíricos no país? E, finalmente, será que a experiência desse docente pode ser disseminada entre seus colegas na IES? A pesquisa adota uma abordagem qualitativa, de caráter exploratório, e caracteriza-se por ser uma investigação aplicada. Além do levantamento e da sistematização das referências, utilizaram-se a observação participante e as entrevistas não estruturadas com docentes e discentes e entrevistas semiestruturadas com dirigentes da IES. Os resultados apontaram o seguinte: i) os prêmios e concursos universitários podem ser considerados atividades de aprendizagem; ii) apresentaram-se a literatura sobre prêmios, metodologias ativas, especialmente PBL e também casos concretos no país e, finalmente, iii) a pesquisa indicou que a experiência exitosa e isolada do docente pode ser disseminada, em parte, entre os docentes da IES pesquisada.
Citação ABNT:
IIZUKA, E. S.Espaços Alternativos de Aprendizagem: Pesquisa Exploratória Sobre Prêmios e Concursos Universitários no Brasil. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 18, n. 1, p. 69-103, 2017.
Citação APA:
Iizuka, E. S.(2017). Espaços Alternativos de Aprendizagem: Pesquisa Exploratória Sobre Prêmios e Concursos Universitários no Brasil. Administração: Ensino e Pesquisa, 18(1), 69-103.
DOI:
10.13058/raep.2017.v18n1.493
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/45864/espacos-alternativos-de-aprendizagem--pesquisa-exploratoria-sobre-premios-e-concursos-universitarios-no-brasil/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
KAY, L. How do Prizes Induce Innovation?Learning from The Google Lunar X-Prize. EUA: Georgia Institute of Technology. Thesis for the Degree Doctor of Philosophy in the School of Public Policy, 2011.

ALCADIPANI, R. Academia e a fábrica de sardinhas. O&S. Salvador, v. 18, n. 57, p 345-348, 2011.

ALCADIPANI, R. Resistir ao produtivismo: uma ode à perturbação acadêmica. Cad. EBAPE. BR, v. 9, n. 4, p. 1174-1178, dez. 2011.

BALLANTYNE, P. Challenge Prizes: A Practice Guide. England: NESTA – Center for Challenge Prizes, 2014.

BASTOS, Y. B.; KUULUVAINEN, S.; BRAGA, C. S. Leveraging the learning experiences in sustainability-oriented Challenge Prizes. Sweden: Blekinge Institute of Technology Karlskrona, 2015.

BEST, J. Prize proliferation. Sociological Forum, v. 23, n. 1, p. 1-27, 2008.

BIGGS, J.; TANG, C. Teaching for quality learning at university. Buckingham: Society for research into higher education, 2007.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 13. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

FREY, B. S. Giving and receiving awards. Perspectives on Psychological Science, v. 1, n. 4, p. 377-388, 2006.

FREY, B. S.; GALLUS, J. Awards are a special kind of signal. Zurich: Center for Research in Economics, Management and the Arts (CREMA), 2014.

FREY, B. S.; NECKERMANN, S. Awards: a view from psychological economics. Zeitschrift für Psychologie/Journal of Psychology, v. 216, n. 4, p. 198-208, 2008.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

HARRISON, B.; JEPSEN, D. M. The career impact of winning an external work-related award. Journal of Vocational Behavior, v. 89, p. 21-31, 2015.

LAKATOS, E. M.; DE ANDRADE MARCONI, M. Metodologia científica. São Paulo: Atlas, 1991.

MASSETO, M. T. Novas tecnologias e mediação pedagógica. São Paulo: Papirus, 2007.

MCKINSEY AND COMPANY. And the winner is... Capturing the promise of philanthropic prizes, 2009.

ALCADIPANI, R.; BRESLER, R. A macdonaldização do ensino. Carta Capital, 10 de Maio. São Paulo: Ed. 133, 1999.