Possíveis Interações entre Conhecimentos Externos e Internos nos Processos de Inovações de Micro e Pequenas Empresas Outros Idiomas

ID:
45929
Resumo:
Grande parte dos estudos desenvolvidos a respeito da inovação aberta é focada em empresas de grande porte e especialmente aquelas dedicadas a alta tecnologia. O mesmo não se pode dizer a respeito da prática da inovação aberta em micro, pequenas e médias empresas, as quais também recorrem a parceiros estratégicos para seus processos de inovação, mas que ainda carecem de mais estudos que orientem tanto o campo teórico quanto o empresarial para a gestão desse paradigma da inovação. Este artigo teve como objetivo central identificar as práticas de gestão da inovação que os gestores de micro e pequenas empresas têm utilizados para captarem e absorverem conhecimentos de fontes externas e avaliar a necessidade de organizar essas práticas para que haja incremento da competitividade. O estudo teve caráter exploratório, constituído de uma ampla revisão da literatura, seguido de uma pesquisa de campo para a coleta de dados. Foram realizadas entrevistas em profundidade junto a gestores e pessoas envolvidas com o processo de inovação das empresas e os dados coletados foram analisados qualitativamente, com a utilização da análise de conteúdo. Como principais resultados, destacou-se a necessidade de se estabelecer relações de confiança entre os gestores das empresas e as fontes externas de conhecimento. A busca por fontes externas já ocorre entre as empresas estudadas, mas não obedecem a um padrão de gestão que tenha sido estabelecido para que os benefícios resultantes do processo de inovação aberta sejam alcançados de maneira mais efetiva.
Citação ABNT:
BENEDETTI, M. H.; GHOBRIL, A. N.; ALBARELLO, E. B. Possíveis Interações entre Conhecimentos Externos e Internos nos Processos de Inovações de Micro e Pequenas Empresas . Revista Capital Científico - Eletrônica, v. 15, n. 3, p. 90-110, 2017.
Citação APA:
Benedetti, M. H., Ghobril, A. N., & Albarello, E. B. (2017). Possíveis Interações entre Conhecimentos Externos e Internos nos Processos de Inovações de Micro e Pequenas Empresas . Revista Capital Científico - Eletrônica, 15(3), 90-110.
DOI:
http://revistas.unicentro.br/index.php/capitalcientifico/article/view/4583/3395
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/45929/possiveis-interacoes-entre-conhecimentos-externos-e-internos-nos-processos-de-inovacoes-de-micro-e-pequenas-empresas---/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BENEDETTI, Mauricio H. A contribuição das universidades para as empresas que adotam o modelo de inovação aberta. 2012, Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) UFSCar. São Carlos.

BRORING, Stefanie; HERZOG, Philipp. Organising new business development: open innovation at Degussa. European Journal of Innovation Management. v. 11, n. 3, p. 330, 2008.

Brunswicker, Sabine.; Van de Vrande, Vareska. Exploring Open Innovation in Small and Medium-Sized Enterprises. In: Chesbrough, Henry.; Vanhaverbeke, Win. ; West, Joel. (Editores). New Frontiers in Open Innovation. Oxford University Press, 2014.

Brunswicker, Sabine.; Vanhaverbeke, Win. Open Innovation in Small and Medium-Sized Enterprises (SMEs): External Knowledge Sourcing Strategies and Internal Organizational Facilitators. Journal of Small Business Management. v. 53, n. 4, p. 1241-1263, 2015.

CHESBROUGH, Henry W. Open Innovation: The New Imperative for Creating and Profiting from Technology. Boston: Harvard Business School Press, 2003.

CHESBROUGH, Henry. Open Innovation: A New Paradigm for Understanding Industrial Innovation. In CHESBROUGH, Henry; VANHAVERBEKE, Wim; WEST, Joel. (Eds.) Open Innovation: Research a New Paradigm. Oxford: Oxford University Press, 2006.

COSTA, Marco A.S.; OLAVE, Maria Elena L. Inovação em Micro e Pequenas Empresas: Uma Visão dos Agentes Locais de Inovação do Sebrae em Aracaju - SE. In: Anais do VIII Encontro de Estudos em Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas - EGEPE. Goiânia, 2014.

DOSI, Giovanni. Sources, Procedures and Microeconomic Effects of Innovation. Journal of Economic Literature, vol. XXVI, n. 3, p. 1120-1171, 1988.

HOSSAIN, Mokter. (2013). Open innovation: so far and away forward. World Journal of Science, Technology and Sustainable Development, v. 10, n. 1, p. 30-41, 2013.

HUANG, Fang; RICE, John. The role of absorptive capacity in facilitating “open innovation” outcomes: a studyofaustraliansmes in the manufacturing sector. International Journal of Innovation Management. v. 13, n. 2, p. 201-220, 2009.

IACONO, Antonio; NAGANO, Marcelo. S. Interação e cooperação em arranjos produtivos locais: identificação e análise dos fatores inibidores. Anais do Simpoi - 2009. São Paulo, 2009.

KLEYN, Dominique; KITNEY, Richard; ATUN, Rifat A. Partnership and innovation in the life sciences. International Journal ofInnovationManagement. v. 11, n. 2, p. 323-347, 2007.

LEYDESDORFF, Loet.; IVANOVA, Inga. Open innovation” and “triple helix” models of innovation: can synergy in innovation systems be measured? Journal of open innovation, v. 2, n. 11, December, 2016.

MINSHALL, Tim; SELDON, Stuart; PROBERT, David. Commercializing a Disruptive Technology Based Upon University IP Through Open Innovation: A Case Study of Cambridge Display Technology. International Journal of Innovation and Technology Management. v. 4, n. 3, p. 225-239, 2007.

MUNSCH, Kenneth. Open Model Innovation. Research Technology Management. v. 52, n. 3, p. 48-52, 2009.

NONAKA, Ikujiro; TAKEUCHI, Hirotaka. Criação de conhecimento na empresa como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. Rio de janeiro: Campus

OCDE. Manual de Oslo: Diretrizes para coleta e interpretação de dados sobre inovação. 3 ed. FINEP. 2005.

POWELL, Walter W.; SMITH-DOERR, Laurel. Networks and Economic Life. In: SMELSER, Neil J.; SWEDBERG, Ricahard. (Eds.) Handbook of Economic Sociology. New Jersey: Princeton University Press. 1994.

RATTNER, Henrique. Inovação Tecnológica e Pequenas Empresas: uma questão de sobrevivência. Revista de Administração de Empresas, v. 24, n. 3, p. 70-73, 1984.

RODRÍGUEZ-FERRADAS, María Isabel.; ALFARO-TANCO, José A. Open innovation in automotive SMEs suppliers: an opportunity for new product development. Universia Business Review, v. 13, n. 2, p. 142-157, 2016.

SILVA, Glessia; DACORSO, A. L. R. Inovação Aberta Como Uma Vantagem Competitiva Para A Micro E Pequena Empresa. Revista de Administração e Inovação, v. 10, n. 3, p. 251-268, 2013.

SILVA, Paulo; ALMEIDA Jr., Eurico Pedroso.; REIS, Dálcio Roberto; PILATTI, Luis Alberto. Inovação nas pequenas, médias e grandes empresas: vantagens e desvantagens. In: Anais do XXIII Encontro Nac. de Eng. de Produção - ENEGEPE. Ouro Preto, MG, 2003.

SLOWINSKI, Gene; HUMMEL, Edward; GUPTA, Amitabh; GILMONT, Ernest R. Effective Practices for Sourcing Innovation. Research Technology Management. v. 52, n. 1, p. 27-34, 2009.

TIDD Joe.; BESANT, Joe.; PAVITT, Keith. Gestão da inovação. São Paulo: Artmed, 2008.

TRIVIÑOS, Augusto N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 2007.

VAN de VEN, Andrew. Central problems in the management of innovation. Management Science, v. 32, n. 5, p. 590-607, 1986.

VANHAVERBEKE, Wim; VERMEERSCH, Ine; DE ZUTTER, Stijn. OPEN INNOVATION IN SMEs: How can small companies and start-ups benefit from open innovation strategies? Flanders - DC, 2012.

VON HIPPEL, Eric; THOMKE, Stefan; SONNACK, Mary. Creating breakthroughs at 3M. Health Forum Journal, v. 43, n. 4, p. 20-26, 2000.

WITZEMAN, Stewart; SLOWINSKI, Gene; DIRKX, Ryan; GOLLOB, Lawrence; TAO, John; WARD, Susan; MIRAGLIA, Sal. Harnessing External Technology for Innovation. Research Technology Management. v. 49, n. 3, p. 19-27, 2006.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2004.

Berends, Hans.; Jelinek, Mariann. ; Reymen, Isabelle.; Stultiëns, Rutger. Product Innovation Processes in Small Firms: Combining Entrepreneurial Effectuation and Managerial Causation. Journal of Product Innovation Management. v. 31, n. 3, p. 616-635, october, 2013.

HANNA, Victoria; WALSH, Kathryn. Interfirm Cooperation among Small Manufacturing Firms. International Small Business Journal, v. 26, n. 3, p. 299-321. 2008.