Afinal, o que é Endomarketing? Estudo das Estratégias de Endomarketing de uma Universidade Comunitária do Rio Grande do Sul Outros Idiomas

ID:
46509
Resumo:
Este artigo buscou evidenciar as práticas de endomarketing de uma Instituição de Ensino Superior comunitária do Rio Grande do Sul. Ao implementar um programa de endomarketing é necessário bastante esforço da alta administração e dos setores envolvidos, já que facilmente seu foco é desviado, detendo-se em questões mais simples que, por mais importantes que sejam, não trarão resultados efetivos e uma continuidade consistente. Através de pesquisa bibliográfica, documental e com entrevistas semiestruturadas com os responsáveis pelo programa de endomarketing da instituição, buscou-se caracterizar o programa e analisar as práticas de endomarketing em relação ao modelo teórico proposto por Berry e Parasuraman (1992). Defende-se, neste trabalho, que para que um programa de endomarketing tenha êxito é fundamental um constante alinhamento entre a alta administração (níveis hierárquicos maiores) com os demais níveis hierárquicos. É importante destacar, com isso, que endomarketing não é legitimado por seus métodos, mas por seu propósito.
Citação ABNT:
CERVI, C.; FROEMMING, L. M. S. Afinal, o que é Endomarketing? Estudo das Estratégias de Endomarketing de uma Universidade Comunitária do Rio Grande do Sul . Revista de Administração IMED, v. 7, n. 1, p. 113-135, 2017.
Citação APA:
Cervi, C., & Froemming, L. M. S. (2017). Afinal, o que é Endomarketing? Estudo das Estratégias de Endomarketing de uma Universidade Comunitária do Rio Grande do Sul . Revista de Administração IMED, 7(1), 113-135.
DOI:
http://dx.doi.org/10.18256/2237-7956/raimed.v7n1p113-135
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/46509/afinal--o-que-e-endomarketing--estudo-das-estrategias-de-endomarketing-de-uma-universidade-comunitaria-do-rio-grande-do-sul-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Albrecht, K. (1994). Serviços internos. São Paulo: Pioneira.

Almeida, L. D. S.; Souza, L. D.; Mello, C. H. P. (2010). A comunicação interna como um instrumento de promoção da qualidade: estudo de caso em uma empresa global de comunicação. Gestão & Produção, 17(1), 19-34.

Barçante, L. C.; Castro, G. C. (1999). Ouvindo a voz do cliente interno: transforme seu funcionário num parceiro. Qualitymark Editora Ltda.

Bardin, L. (2010). Análise de conteúdo. Lisboa (Portugal): Edições, 70.

Bekin, S. F. (1995). Conversando sobre endomarketing. Makron Books.

Bekin, S. F. (2004). Endomarketing: como praticá-lo com sucesso. Prentice Hall.

Berry, L. L.; Hensel, J. S.; Burke, M. C. (1976). Improving retailer capability for effective consumerism response. Journal of retailing, 52(3), 3-14.

Berry, L. L.; Parasuraman, A. (1992). Serviços de marketing: competindo através da qualidade. São Paulo: Maltese-Norma, 15-25.

Bohnenberger, M. C.; Pinheiro, I. A. (2002). Endomarketing: uma ferramenta a ser explorada para obter vantagens competitivas. REAd: Revista Eletrônica de Administração, vol. 8, n. 4, 2002.

Brum, A. D. M. (1994). Endomarketing: estratégias de comunicação interna para empresas que buscam a qualidade e a competitividade. Porto Alegre: Ortiz.

Brum, A. D. M. (1998). Endomarketing como estratégia de gestão. Porto Alegre: L&PM, 1.

Brum, A. D. M. (2003). Respirando endomarketing. Porto Alegre: L&PM.

Cassundé, F. R. D. S. A.; Junior, N. F. C.; de Farias, S. A.; de Mendonça, J. R. C. (2014). What is being said about internal marketing?A study of the Brazilian business administration academic production. Brazilian Business Review, 11(5), 49.

Cerqueira, W. (1994). Endomarketing: educação e cultura para a qualidade. Qualitymark Editora Ltda.

de Farias, S. A. (2010). Internal Marketing (IM): a literature review and research propositions for service excellence. Brazilian Business Review, 7(2), 99-115.

de Morais, I. D. C.; Soares, A. M. (2016). Impacto do Marketing Interno sobre a Orientação para o Mercado em Empresas Brasileiras. Revista de Administração Contemporânea, 20(2), 1-97.

de Souza Minayo, M. C. (2011). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Editora Vozes Limitada.

George, W. R. (1990). Internal marketing and organizational behavior: A partnership in developing customer-conscious employees at every level. Journal of Business Research, 20(1), 63-70.

Gil, A. (2010). Como Elaborar projetos de pesquisa. 5ª ed. editora Atlas. São Paulo.

Grönroos, C. (2009). Marketing: gerenciamento e serviços. Rio de Janeiro: Elsevier.

Keelson, S. A. (2014). The moderating role of organizational capabilities and internal marketing in market orientation and business success.

Kotler, P.; Fox, K. F. (1994). Marketing estratégico para instituições educacionais. São Paulo: Atlas.

Pantouvakis, A. (2012). Internal marketing and the moderating role of employees: An exploratory study. Total Quality Management & Business Excellence, 23(2), 177-195.

Prasad, A.; Steffes, E. (2002). Internal marketing at Continental Airlines: Convincing employees that management knows best. Marketing letters, 13(2), 75-89.

Rafiq, M.; Ahmed, P. K. (1993). The scope of internal marketing: defining the boundary between marketing and human resource management. Journal of Marketing Management, 9(3), 219-232.

Rafiq, M.; Ahmed, P. K. (2000). Advances in the internal marketing concept: definition, synthesis and extension. Journal of services marketing, 14(6), 449-462.

Ramos, A. G. (1981). A Nova ciencia das organizações: uma reconceituação da riqueza das nações. Fundação Getúlio Vargas.

To, W. M.; Martin, E. F.; Billy, T. W. (2015). Effect of management commitment to internal marketing on employee work attitude. International Journal of Hospitality Management, 45, 14-21.

Vergara, S. C. (2008). Métodos de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas.

Wieseke, J.; Ahearne, M.; Lam, S. K.; Dick, R. V. (2009). The role of leaders in internal marketing. Journal of Marketing, 73(2), 123-145.

Yin, R. K. (2001). Estudo de Caso: Planejamento e métodos, 3.

Ahmed, P. K.; Rafiq, M.; Saad, N. M. (2003). Internal marketing and the mediating role of organisational competencies. European Journal of Marketing, 37(9), 1221-1241.