A Importância do Marketing Digital Utilizando a Influência do Comportamento do Consumidor Outros Idiomas

ID:
46589
Resumo:
As influências do macroambiente sobre o marketing são capazes de afetar as organizações de forma que as tecnologias da informação remodelam a base material da sociedade. As organizações tiveram a necessidade de entender o comportamento de seu consumidor para direcionar o planejamento em marketing digital. Os métodos explicativos, metodológicos, aplicados e intervencionistas não foram utilizados, pois a pesquisa consta dados que serão coletados na UFMS, serão tratados com os próprios universitários, o método exploratório com construção de gráficos foi o utilizado, a pesquisa apresentou amostras não probabilísticas de maneira intencional. A pesquisa em questão demonstra a importância do marketing digital, que atrai os consumidores de maneira única e específica, agregando valor tanto para os clientes como para as organizações. Concluímos que marketing digital direcionado de acordo com o comportamento do consumidor tornou-se uma ferramenta mais ampla por ser acessível e ser capaz de atingir diversos tipos de pessoas e grupos.
Citação ABNT:
ROSA, R. O.; CASAGRANDA, Y. G.; SPINELLI, F. E. A Importância do Marketing Digital Utilizando a Influência do Comportamento do Consumidor. Revista de Tecnologia Aplicada, v. 6, n. 2, p. 28-39, 2017.
Citação APA:
Rosa, R. O., Casagranda, Y. G., & Spinelli, F. E. (2017). A Importância do Marketing Digital Utilizando a Influência do Comportamento do Consumidor. Revista de Tecnologia Aplicada, 6(2), 28-39.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21714/2237-3713rta2017v6n1p28
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/46589/a-importancia-do-marketing-digital-utilizando-a-influencia-do-comportamento-do-consumidor/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
CRESWELL, J. W. Projeto de Pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. Tradução de Luciana de Oliveira da Rocha. 2ª ed. Porto Alegre: Artmed. 2007.

DIELH, Astor Antônio; TATIM, Denise Carvalho. Pesquisa em Ciências Sociais Aplicadas: Métodos e Técnicas. São Paulo: Pearson Prentice Hall. 2004.

DRUCKER, Peter. Desafios gerenciais para o século XXI. São Paulo: Pioneira, 1999.

FURLAN, Bruna; MARINHO, Bruno. Redes sociais Corporativas. Instituto Desenvolve TI: cursos para capacitação digital. [s.d.]. www.institutodesenvolveti.org.

JUNQUEIRA, Flávia Campos. Choque, afetividade e experiência estética: linguagem e percepção em Um homem com uma câmera na mão e sua pertinência contemporânea. Disponível em:. Acesso em 21 de mar.2017.

KOTLER, Philip, KELLER, Kevin Lane. Administração de Marketing. 12 ed. São Paulo: Prentice Hall. 2010.

KOTLER, Philip. Administração de marketing. 14. ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2012.

SILVA, V. B. (2016). Marketing digital como ferramenta estratégica e as oportunidades nas redes sociais. E3 - Revista de Economia, Empresas e Emprendedores na CPLP, 2(1), 42-61.

SOMOLON, Michael R. O comportamento do consumidor: comprando, possuindo e sendo. 9. ed. Porto Alegre, RS: Bookman. 2011.

TELLES, A. A revolução das mídias sociais: Cases, Conceitos, Dicas e Ferramentas. São Paulo: M. Books do Brasil. 2010.

TORRES, Cláudio. A bíblia do marketing digital. 1 ed. São Paulo: Novatec, 2009.

VERGARA, S. C. Estudos organizacionais: a produção científica brasileira. In C. O. Bertero, M. P. Caldas & T. Jr. Wood (Orgs.), Produção científica em administração no Brasil: o estado da arte. São Paulo: Atlas. 2005.

BLACKWELL, R. D.; MINIARD, P. W.; ENGEL, J. F. Comportamento do Consumidor. São Paulo, Pioneira Thomson Learning. 2005.

MATTAR, F. Pesquisa de marketing. Ed. Atlas. 1996.