Valorização do Tema “Responsabilidade Social” em Instituições de Ensino Superior? Análise de Cursos de Administração no Estado do Rio de Janeiro Outros Idiomas

ID:
46769
Periódico:
Resumo:
Este artigo tem por objetivo analisar o nível de valorização do tema “responsabilidade social” em cursos de Administração de instituições de ensino superior do estado do Rio de Janeiro, por meio da percepção de coordenadores de cursos, alunos e de entidades estudantis que promovem práticas sociais. Em termos metodológicos, a pesquisa possui natureza qualitativa e resulta da realização de 14 (quatorze) entrevistas em profundidade com coordenadores, diretores, professores e alunos representantes das entidades estudantis sociais. Complementarmente, foram aplicados 15 (quinze) questionários a alunos que atuaram nas entidades sociais investigadas. Os resultados empíricos revelam que ainda há um árduo caminho para que tal temática seja efetivamente inserida na grade curricular obrigatória dos cursos de Administração investigados. Na maioria dos casos, as disciplinas que tratam sobre responsabilidade social são optativas (IES privadas) ou inexistentes (IES públicas). Apesar disso, percebe-se um crescimento no número de estudantes que atuam em Entidades Estudantis no apoio a práticas sociais, que consiste em uma forma de os alunos terem experiência prática com o tema. Esse percentual ainda é baixo, considerando o contingente total de alunos matriculados nos cursos de Administração. Os achados revelam, ainda, que as principais causas desse baixo envolvimento dos estudantes em entidades sociais estão associadas à baixa valorização das entidades sociais pelas instituições de ensino superior, bem como a questões burocráticas.
Citação ABNT:
SERAO, L. A. J.; OLIVEIRA, F. B.; PIRES, M. A.; SANT’ANNA, A. S. Valorização do Tema “Responsabilidade Social” em Instituições de Ensino Superior? Análise de Cursos de Administração no Estado do Rio de Janeiro . Cadernos EBAPE.BR, v. 15, n. Edição Especial, p. 462-481, 2017.
Citação APA:
Serao, L. A. J., Oliveira, F. B., Pires, M. A., & Sant’anna, A. S. (2017). Valorização do Tema “Responsabilidade Social” em Instituições de Ensino Superior? Análise de Cursos de Administração no Estado do Rio de Janeiro . Cadernos EBAPE.BR, 15(Edição Especial), 462-481.
DOI:
http://dx.doi.org/10.1590/1679-395160284
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/46769/valorizacao-do-tema----responsabilidade-social----em-instituicoes-de-ensino-superior--analise-de-cursos-de-administracao-no-estado-do-rio-de-janeiro-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ADAMS, M.; THORNTON, B.; SEPEHRI, M. The impact of the pursuit of sustainability on the financial performance of the firm. Journal of Sustainability and Green Business, v. 1, p. 1-15, 2012. Disponível em: . Acesso em: 20 jan. 2016.

ANDRÁS, I.; RAJCSÁNYI-MOLNÁR, M. The evolution of CSR and its reception in post-socialist environments: the case of hungary. Journal of Environmental Sustainability, v. 4, n. 4, p. 1-18, 2015. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2016.

ASSOCIAÇÃO VOLUNTÁRIOS PARA O SERVIÇO INTERNACIONAL. A empresa como fator de desenvolvimento do território: Responsabilidade Social e Terceiro Setor. Regulamentação legislativa da responsabilidade social corporativa. Belo Horizonte: AVSI, 2011.

BARNARD, C. I. The functions of the executive. Cambridge, MA: Harvard University Press, 1938.

BECKER-OLSEN, K. L.; CUDMORE, B. A.; HILL, R. P. The impact of perceived corporate social responsibility on consumer behavior. Journal of Business Research, v. 59, n. 1, p. 46-53, jan. 2006. Disponível em: . Acesso em: 31 jan. 2016.

BERLE, A. A. For whom corporate managers are trustees: a note. Harvard Law Review, v. 45, n. 8, p. 1365-1372, jun. 1932. Disponível em:. Acesso em: 25 mar. 2016.

BERTONCELLO, S. T.; CHANG JÚNIOR, J. A importância da responsabilidade social corporativa como fator de diferenciação. FACOM, n. 17, 1° semestre 2007.

BOWEN, H. R. Social responsibilities of the businessman. New York: Harper & Row, 1953.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição: República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, 1988.

BRASIL JÚNIOR. Portal Brasil Júnior. 2015. Disponível em: . Acesso em: 06 nov. 2015.

CARROLL, A. B. A three-dimensional conceptual model of corporate performance. Academy of Management Review, v. 4, n. 4, p. 497-505, 1 out. 1979. Disponível em: . Acesso em: 21 fev. 2016.

CARROLL, A. B. Corporate social responsibility: evolution of a definitional construct. Business & Society, v. 38, n. 3, p. 268-295, 1 set. 1999. Disponível em: . Acesso em: 21 fev. 2016.

CARROLL, A. B. The pyramid of corporate social responsibility: toward the moral management of organizational stakeholders. Business Horizons, v. 34, n. 4, p. 39-48, jul. 1991. Disponível em: . Acesso em: 21 fev. 2016.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA, Confederação Nacional da Indústria. Responsabilidade social empresarial. Brasília: CNI, 2006.

DAVIS, K. Can business afford to ignore social responsibilities? California Management Review, v. 2, n. 3, p. 70-76, abr. 1960. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2016.

DEMACARTY, P. Financial returns of corporate social responsibility, and the moral freedom and responsibility of business leaders. Business and Society Review, v. 114, n. 3, p. 393- 433, set. 2009. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2016.

DONHAM, W. B. Business ethics: a general survey. Harvard Business Review, v. 7, n. 4, p. 385-394, jul. 1929. Disponível em: . Acesso em: 25 mar. 2016.

DONHAM, W. B. The social significance of business. Harvard Business Review, v. 5, n. 4, p. 406–419, jul. 1927. Disponível em: . Acesso em: 12 mar 2016.

ECCLES, R. G.; IOANNOU, I.; SERAFEIM, G. The impact of corporate sustainability on organizational processes and performance. Management Science, v. 60, n. 11, p. 2835-2857, nov. 2014. Disponível em: . Acesso em: 29 jan. 2016.

EISENHARDT, K. M. Building theories from case study research. Stanford University. Academy of Management Review, n. 4, v. 14, 1989.

ENACTUS. Portal entidade estudantil Enactus. 2015. Disponível em: . Acesso em: 06 nov. 2015.

ETHOS. Portal instituto Ethos. 2015. Disponível em: . Acesso em: 6 nov. 2015.

FLAMMER, C. Does corporate social responsibility lead to superior financial performance? A regression discontinuity approach. Management Science, v. 61, n. 11, p. 2549-2568, nov. 2015. Disponível em: . Acesso em: 29 jan. 2016.

FLEURY, A.; FLEURY, M. T. L. Estratégias empresariais e formação de competências: um quebra-cabeça caleidoscópico da indústria brasileira. São Paulo: Atlas, 2001.

FREEMAN, I.; HASNAOUI, A. The meaning of corporate social responsibility: the vision of four nations. Journal of Business Ethics, v. 100, n. 3, p. 419-443, 2011. Disponível em: . Acesso em: 17 mar. 2016.

FRIEDMAN, M. Capitalism and freedom. Chicago; London: The University of Chicago Press, 1962.

GODOY, A. S. Introdução à pesquisa qualitativa e suas possibilidades. RAE – Revista de Administração de Empresas, v. 35, n. 2, p. 57-63, 1995.

GONDIM, S. M. G. Perfil profissional e mercado de trabalho: relação com a formação acadêmica pela perspectiva de estudantes universitários. Estudos de Psicologia, v. 7, n. 2, p. 299-309, 2002.

HARDIN, G. The tragedy of the commons. Science, v. 162, n. 3859, p. 1243-1248, 13 dez. 1968. Disponível em: . Acesso em: 8 set. 2016.

KANIE, N. et al. Green pluralism: lessons for improved environmental governance in the 21st century. Environment: Science and Policy for Sustainable Development, v. 55, n. 5, p. 14-30, set. 2013. Disponível em: . Acesso em: 8 set. 2016.

KONDO, E. K. Science and Technology Policy for Sustainable Development: Making S&T Policy Choices that can Benefit the Environment and Society. Tóquio: Japan International Cooperation Agency, 2009.

KREPS, T. J. Measurement of the social performance of business. In: WRIGHT, K. R. (Ed.). An Investigation of Concentration of Economic Power for the Temporary National Economic Committee, Monograph 7. Washington, DC: US Government Printing Office, 1940.

MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

MATTEN, D.; MOON, J. “Implicit” and “explicit” CSR: a conceptual framework for a comparative understanding of corporate social responsibility. Academy of Management Review, v. 33, n. 2, p. 404-424, 2008. Disponível em: . Acesso em: 2 fev. 2016.

MCGUIRE, J. W. Business and society. Tradução Luiz Fernando Cruz Marcondes; Simon Jesus. New York: McGraw-Hill, 1963.

MELO NETO, Francisco Paulo de; FROES, César. Empreendedorismo social: a transição para a sociedade sustentável. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2002.

MOHR, L. A.; WEBB, D. J. The effects of corporate social responsibility and price on consumer responses. Journal of Consumer Affairs, v. 39, n. 1, p. 121-147, 2005. Disponível em: . Acesso em: 9 maio 2016.

MOITA, F. M. G. S. C; ANDRADE, F. C. B. Ensino-pesquisa-extensão: um exercício de indissociabilidade na pós-graduação. Revista Brasileira de Educação, v. 14, n. 41, p. 269-280, 2009.

MOLLICONE, M. M. Responsabilidade social empresarial: modismo, civismo ou demanda de mercado? 2003. Dissertação (Mestrado) – UFBA, Salvador, 2003.

MOURA, A. M.; COMINI, G.; TEODÓSIO, A. S. de S. The international growth of a social business: a case study. Revista de Administração de empresas, v. 55, n. 4, p. 444-460, 2015.

OLIVEIRA, E. M. Empreendedorismo social e empresa júnior no Brasil: o emergir de novas estratégias para formação profissional. Toledo: Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), 2003.

OLIVEIRA, F. B.; SANT’ANNA, A. S.; DINIZ, D. M. Contribuição dos cursos de graduação em administração: desenvolvimento de lideranças socialmente responsáveis? E&G - Revista Economia e Gestão, v. 14, n. 34, p. 137-167, 2014. Disponível em: . Acesso em: 21 jun. 2014.

OLIVEIRA, W. de; BARBOSA, F. V. Empreendedorismo social: caso da “cidade dos meninos”. Gestão & Tecnologia, v. 4, n. 1, p. 1-28, 2004.

OSTROM, E. et al. Revisiting the commons: local lessons, global challenges. Science, v. 284, n. 5412, p. 278-282, 1999. Disponível em: . Acesso em: 8 set. 2016.

PERRENOUD, P. Ensinar: agir na urgência, decidir na incerteza. 2. ed. Brasil: Penso, 2001.

PORTER, M. E.; KRAMER, M. R. Strategy and society: the link between competitive advantage and corporate social responsibility. Harvard Business Review, v. 83, n. 12, p. 78-92, dez. 2006. Disponível em: . Acesso em: 31 jan. 2016.

RAMAN, M.; LIM, W.; NAIR, S. The impact of corporate social responsibility on consumer loyalty. Kajian Malaysia, v. 30, n. 2, p. 71-93, 2012. Disponível em: . Acesso em: 31 jan. 2016.

SANTANA, A. S. et al. O curso de graduação em administração forma profissionais que tenham atuado em projetos sociais? In: ENCONTRO NACIONAL DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 1-15 p. 24.; 2013, Florianópolis. Anais eletrônicos… Disponível em: . Acesso em: 21 jun. 2015.

SCORSOLINI-COMIN, F.; MATIAS, A. B.; INOCENTE, D. F. A formação profissional de estudantes de administração: uma experiência de estágio social com jovens abrigados. Rev. bras. orientac. Prof.; v. 9, n.1, p. 103-114, 2008.

SETHI, S. P. Dimensions of corporate social performance: an analytical framework. California Management Review, v. 17, n. 3, p. 58-64, abr. 1975. Disponível em: . Acesso em: 13 abr. 2016.

SHELDON, O. The philosophy of management. New York: Pitman, 1924.

SILVA, M. D. G. Universidade e sociedade: cenário da extensão universitária? In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 23.; 2000, Caxambu. Anais... Caxambu: ANPED, 2000. 1-16 p.

SIMÕES, C. P. Responsabilidade social e administrativa: conceitos e ferramentas. Brasília: SESI, 2009

SOUZA, W. J.; CARVALHO, V.; XAVIER, A. M. Mercado, ética e responsabilidade social na formação dos profissionais de Administração e de Ciências Contábeis: uma análise teórico-comparativa sob a ótica das Diretrizes Curriculares Nacionais. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 27.; 2003, Atibaia. Anais... Atibaia: ANPAD, 2003.

SPENCER, L. M; SPENCER, S. Competence at work. New York: John Wiley, 1993.

TANG, Z.; HULL, C. E.; ROTHENBERG, S. How corporate social responsibility engagement strategy moderates the CSR-financial performance relationship. Journal of Management Studies, v. 49, n. 7, p. 1274-1303, nov. 2012. Disponível em: . Acesso em: 29 jan. 2016.

TERENCE, A. C. F.; ESCRIVÃO FILHO, Edmundo. Abordagem quantitativa, qualitativa e a utilização da pesquisa-ação nos estudos organizacionais. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO,1-9 p. 26.; 2006, Fortaleza. Anais... Fortaleza: ENEGEP, 2006.

WAN-JAN, W. S. Defining corporate social responsibility. Journal of Public Affairs, v. 6, n. 3/4, p. 176–184, ago. 2006. Disponível em: . Acesso em: 12 fev. 2016.

WU, S.-I.; LIN, H.-F. The correlation of CSR and consumer behavior: a study of convenience store. International Journal of Marketing Studies, v. 6, n. 6, p. 66–80, 24 nov. 2014. Disponível em: . Acesso em: 31 jan. 2016.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.