Indicadores de Governança e Sustentabilidade de Empresas Brasileiras Outros Idiomas

ID:
46826
Resumo:
A importância da gestão das organizações explicitada por meio de indicadores ganha relevância dentro do contexto da governança corporativa e da analise de sustentabilidade das empresas. A divulgação das informações referentes a gestão se materializa em condição essencial para a continuidade dos negócios e para análise do comportamento socioambiental organizacional. Apesar da importância da divulgação dos indicadores da organização, se identifica no contexto empresarial brasileiro a ausência de divulgação de importantes indicadores, e a falta de padronização de critérios por parte das empresas. Frente a esta conjuntura a presente pesquisa busca identificar se empresas brasileiras apresentam comportamento comum de divulgação de desempenho sustentável por segmento de atividade. Realiza-se uma investigação a partir da utilização de dados divulgados por revista especializada que aborda tanto os indicadores de sustentabilidade quanto os de governança corporativa. Os dados avaliados se incorporam em quatro variáveis de analise, a saber: econômica, social, ambiental e geral (a dimensão geral está mais voltada a aspectos da governança das empresas). A análise dos dados se apoia nos fundamentos estatísticos apropriados para o atendimento do objetivo proposto. O estudo identificou quatro grupos de empresas, que se comportaram como clusters, com enfoques semelhantes de priorização das dimensões da sustentabilidade e da governança corporativa na divulgação de seus indicadores. No entanto, estes grupos não se estabeleceram de forma aderente aos setores em que as empresas se posicionam. O grupo com maior concentração, possui 42,6% das empresas e na divulgação de seus dados prioriza as dimensões ambiental, social, econômica e geral. A limitação deste estudo reside no fato da análise se pautar nas empresas com melhor desempenho no contexto empresarial brasileiro. Identifica-se como oportunidade de estudos futuros a ampliação do volume de empresas analisadas.
Citação ABNT:
MACHADO JUNIOR, C.; RIBEIRO, D. M. N. M.; MAZZALI, L.; BAZANINI, R.; PEREIRA, R. S. Indicadores de Governança e Sustentabilidade de Empresas Brasileiras . Revista de Administração da Unimep, v. 15, n. 2, p. 31-55, 2017.
Citação APA:
Machado Junior, C., Ribeiro, D. M. N. M., Mazzali, L., Bazanini, R., & Pereira, R. S. (2017). Indicadores de Governança e Sustentabilidade de Empresas Brasileiras . Revista de Administração da Unimep, 15(2), 31-55.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/46826/indicadores-de-governanca-e-sustentabilidade-de-empresas-brasileiras--/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BELLEN, H. M. Indicadores de sustentabilidade: uma análise comparativa. 2. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

BROWN, S.; HILLEGEIST, S. How disclosure quality affects the level of information asymmetry. Social Science Research Network. v. 12, n. 3, p. 443-477, 2008.

CASTRO, F. A. R.; SIQUEIRA, J. R. M.; MACEDO, M. A. S. Análise da utilização dos indicadores essenciais da versão “G3”, da Global Reporting Initiative, nos relatórios de sustentabilidade das empresas do setor de energia elétrica sul americano. Revista de Informação Contábil, v. 4, n. 4, p. 83-102, 2010.

CATAPAN, A.; CALAUTO, R. D. Governança corporativa: uma análise de sua relação com o desempenho econômico-financeiro de empresas cotadas no Brasil nos anos de 2010-2012. Contaduría y Administración, v. 59, n. 3, p. 137-164, 2014

CRUZ, C. V. O. A.; LIMA, G. A. S. F. de. Reputação corporativa e nível de disclosure das empresas de capital aberto no Brasil. Revista Universo Contábil, v. 6, n. 1, p. 85-101, 2010.

ELKINGTON, J. Cannibals with forks: the triple bottom line of 21st century business. Oxford: Capstone, 1997.

ELKINGTON, J. Sustentabilidade, canibais com garfo e faca. São Paulo: Makron Books, 2012.

HEALY, P. M.; PALEPU, K. G. Information asymmetry, corporate disclosure, and the capital markets: A review of the empirical disclosure literature. Journal of Accounting and Economics, v. 31, p. 405-440, 2001.

KAPPLER, L.; LOVE, I. Corporate governance, investor protection, and performance in emerging markets. Working Paper 2.818. World Bank Policy Research, 139 p. 2002.

LA PORTA, R.; LOPES-DE-SILANAES, F; SHLEIFER, A.; VISHNY, R. W. Law and finance. Journal of Political Economy, v. 106, p. 1113-1115, 1998, http://dx.doi.org/10.1086/250042

LÉLIS, D. L. M.; MARIO, P. C. Auditoria interna com foco em governança, gestão de riscos e controle interno: análise da auditoria interna de uma empresa do setor energético. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 9., 2009, São Paulo. Anais... São Paulo: FEA/USP, 2009.

LEVY, D. L.; SZEJNWALD-BROWN, H.; DE JONG, M. The Contested politics of corporate governance the case of the global reporting initiative. Business & Society, v. 49, n. 1, p. 88-115, 2010.

LOPES, A. B.; MARTINS, E. Teoria da Contabilidade: uma nova abordagem, São Paulo: Atlas 2005.

LUGOBONI, L. F.; ZITTEI, M. V. M.; PEREIRA, R da S.; RODRIGUES, G. B. S. Análise dos relatórios de sustentabilidade das indústrias de papel e celulose. Revista Metropolitana de Sustentabilidade, São Paulo, v. 3, n. 3, p. 66-88, 2013.

MENDES-DA-SILVA, W.; FERRAZ-ANDRADE, J. M.; FAMÁ, R.; MALUF FILHO, J. A. Disclosure via website corporativo: um exame de informações financeiras e de governança no mercado brasileiro. Revista de Administração de Empresas - RAE, v. 49, n. 2, 2009.

MENDES-DA-SILVA, W; MAGALHÃES FILHO, P. A. O. Determinantes da disseminação voluntária de informações financeiras na internet. Revista de Administração de Empresas RAE- eletrônica, v. 4, n. 2, p. 1-23, 2005.

MURCIA, F. D.; SANTOS, A. dos. Fatores determinantes do nível de disclosure voluntário das companhias abertas no Brasil. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, v. 3, n. 2, p. 72-95, 2009.

NASCIMENTO, V. M.; PEREIRA, V. L. D. V.; SILVA, S. L.; VAN BELLEN, H. M. Análise da utilização dos indicadores essenciais da versão GR3, do GRI, dos relatórios das empresas do setor financeiro. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 11, 2011, São Paulo. Anais... São Paulo, 2011.

NOGUEIRA, E. P.; FARIA, A. C. de. Sustentabilidade nos principais bancos brasileiros: uma análise sob a ótica da Global Reporting Initiative. Revista Universo Contábil, v. 8, n. 4, p. 119 139, 2012.

OLIVEIRA, M. A. S.; CAMPOS, L. M. S.; SEHNEM, S.; ROSSETTO, A. M. Relatórios de sustentabilidade segundo a Global Reporting Initiative (GRI): uma análise de correspondências entre os setores econômicos brasileiros, Revista Produção, v. 24, n. 2, p. 393-404, 2014.

OLIVEIRA, M. C.; PONTE, V. M. R.; LUCA, M. M. M. de; ARAGÃO, L. A.; GELEILATE, J. M. G. Práticas de governança corporativa adotadas por companhias fechadas brasileiras e alinhamento às demandas do mercado de capitais. Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos - BASE, v. 10, n. 3, p. 196-209, 2013. doi: 10.4013/base.2013.103.01

ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO (OCDE). Principles of corporate governance. 2004. Disponível em: Acessado em: 6 de abr. 2004.

PONTE, V. M. R.; OLIVEIRA, M. C.; LUCA, M. M. M. de; ODERLENE V. DE OLIVEIRA, O. V. de; ARAGÃO, L. A.; SENA, A. M. C. de. Motivações para a adoção de melhores práticas de governança corporativa segundo diretores de relações com investidores. Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos - BASE, v. 9, n. 3, p. 255-269, 2012. doi: 10.4013/base.2012.93.05

SCHWACH, R. G.; CÉSAR, R. D. S.; MACHADO JÚNIOR, C.; PALMISANO, A. A aderência dos relatórios de sustentabilidade das instituições financeiras ao modelo GRI. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, n. 14, p. 183-201, 2014.

SILVA, A. W. L. da; SELIG, P. M.; VAN BELLEN, H. M. Use of sustainability indicators in strategic environmental assessment processes conducted in brazil. Journal of Environmental Assessment Policy and Management, v. 16, n. 2, p.1450008, 2014.

SOUZA, F. C. DE; MURCIA, F. D.; MARCON, R. Bonding Hypothesis: Análise da Relação Entre Disclosure, Governança Corporativa e Internacionalização de Companhias Abertas no Brasil. Revista Contabilidade, Gestão e Governança, v. 14, n. 2, p. 62 - 81, 2011.

TEIXEIRA, I. S.; TEIXEIRA, R. C. F. Contribuição do controle interno à gestão empresarial. In: ENEGEP. 1998. São Paulo. Anais... São Paulo: ABEPRO, 1998.

TINOCO, J. E. P. Balanço social e relatório de sustentabilidade. São Paulo: Atlas, 2010.