Produção Acadêmica da Área Temática Mercados Financeiro, de Crédito e de Capitais (MFC) Divulgada no Anpcont de 2007 a 2016 Outros Idiomas

ID:
46868
Resumo:
Objetivo: - O objetivo deste estudo foi investigar o perfil e as características da produção científica dos artigos divulgados na AnpCONT na área temática Mercados Financeiro, de Crédito e de Capitais de 2007 a 2016. Fundamento: - Investigar a produção acadêmica é salutar para qualquer campo do conhecimento, pois propicia um mapeamento do saber estabelecido, permite determinar as temáticas de pesquisa da área, quais são os autores e instituições mais profícuas e as redes de atores. Método: Utilizaram-se as técnicas de análise bibliométrica e de rede social. Resultados: - Alfredo Sarlo Neto, Bruno Funchal e Márcio André Veras Machado foram os autores mais profícuos. Fucape Business School, Universidade Federal da Paraíba e Universidade Federal do Espírito Santo foram as instituições mais produtivas. Constatou-se uma centralidade de grau e de intermediação nas redes de coautoria e das instituições, influenciando em sua baixa densidade e em sua dispersão. Os temas mais publicados foram: governança corporativa, investimento, informações contábeis, gerenciamento de resultados, auditoria, estrutura de capital, gestão de risco, mercado corporativo, retorno das ações e avaliação de empresas. Contribuições: - Esta investigação conclui de maneira macro, as nuances da área temática mercados financeiro, de crédito e de capitais, à luz do congresso AnpCONT, enfatizando em seu bojo dados e informações contemporâneas, no que se refere a autores, instituições, redes dos atores e temas abordados, contribuindo para um maior e melhor entendimento e compreensão destas variáveis, colaborando posteriormente para seu pleno desenvolvimento, difusão e socialização, influenciando no crescimento das temáticas ora investigadas e, também para o campo do conhecimento Contabilidade.
Citação ABNT:
RIBEIRO, H. C. M.Produção Acadêmica da Área Temática Mercados Financeiro, de Crédito e de Capitais (MFC) Divulgada no Anpcont de 2007 a 2016 . Revista Evidenciação Contábil & Finanças, v. 5, n. 3, p. 79-98, 2017.
Citação APA:
Ribeiro, H. C. M.(2017). Produção Acadêmica da Área Temática Mercados Financeiro, de Crédito e de Capitais (MFC) Divulgada no Anpcont de 2007 a 2016 . Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 5(3), 79-98.
DOI:
10.18405/recfin20170305
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/46868/producao-academica-da-area-tematica-mercados-financeiro--de-credito-e-de-capitais--mfc--divulgada-no-anpcont-de-2007-a-2016--/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Albuquerque Filho, J. B.; Machado-da-Silva, C. L. (2009). Organizational practices and relationship structure in the field of metropolitan development. Revista de Administração Contemporânea, 13(4), 626-646.

Almeida, M. A.; Santos, J. D.; Ferreira, L. D. M.; Torres, F. J. V. (2010). Evolução da qualidade das práticas de governança corporativa: um estudo das empresas brasileiras de capital aberto não listadas em bolsa. Revista de Administração Contemporânea, 14(5), 907-924.

Amaral, H. F.; Iquiapaza, R. A.; Tomaz, W. P.; Bertucci, L. A. (2009). Governança corporativa e divulgação de relatórios financeiros anuais. Revista Contabilidade Vista & Revista, 19(1), 61-82.

Amaral, M. R. do; Santana, C. M.; Sales, I. C. H.; Araujo Neto, L. M. de. (2014). Perfil dos autores na produção científica em mercado financeiro de crédito e de capitais nos congressos USP de Controladoria e Contabilidade e congresso Anpcont. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 2(2), 55-68.

AnpCONT - Associação Nacional de Programas de Pós-Graduação em Ciências Contábeis. (2017). Áreas temáticas. Recuperado em: < http://congressos.anpcont.org.br/>.

Anzilago, M.; Melo, F J de. (2016). Networking nas relações institucionais: uma análise no congresso Anpcont entre o período de 2013 a 2015. Interfaces Científicas - Humanas e Sociais, 5(2), 97-112.

Arboit, A. E.; Bufrem, L. S. (2011). Produção de trabalhos científicos em eventos nacionais da área de ciência da informação. TransInformação, 23(3), 207-217.

Bastos, D. D.; Nakamura, W. T.; Basso, L. F. C. (2009). Determinantes da estrutura de capital das companhias abertas na América Latina: um estudo empírico considerando fatores macroeconômicos e institucionais. Revista de Administração Mackenzie, 10(6), 47-77.

Brito, G. A. S.; Corrar, L. J.; Batistella, F. D. (2007). Fatores determinantes da estrutura de capital das maiores empresas que atuam no Brasil. Revista Contabilidade & Finanças, 18(43), 9-19. Caldas, M. P.; Tinoco, T. (2004). Research on human resources management in the 90's: a bibliometric study. Revista de Administração de Empresas, 44(3), 100-114.

Caldas, M. P.; Tinoco, T. (2004). Research on human resources management in the 90's: a bibliometric study. Revista de Administração de Empresas, 44(3), 100-114.

Cardoso, R. L.; Mendonça Neto, O R de; Riccio, E. L.; Sakata, M. C. G. (2005). Pesquisa científica em contabilidade entre 1990 e 2003. Revista de Administração de Empresas, 45(2), 34-45.

Catapan, A.; Scherer, L. M.; Espejo, M dos S. B. (2010). O efeito das informações contábeis no mercado de capitais: um estudo bibliométrico no período de 2000 a 2009. Revista de Contabilidade e Controladoria, 2(6), 47-60.

Chaddad, F. R.; Lazzarini, S. G. (2003). Relações contratuais de crédito agrícola e o papel dos agentes financeiros privados: teoria e evidências dos EUA. Revista de Economia e Sociologia Rural, 41(3), 29-52.

Colombo, J. A.; Galli, O. C. (2012). Governança corporativa no Brasil: Níveis de governança e rendimentos anormais. Revista de Gestão dos Países de Língua Portuguesa, 11(2-3), 117-128.

Cordeiro, R. A.; Sanches, P. L. B.; Cavalcante, K de O.; Peixoto, A. F.; Leite, J C de L. (2014). Pesquisa quantitativa em finanças: uma análise das técnicas estatísticas utilizadas por artigos científicos publicados em periódicos qualificados no triênio 2007 a 2009. Revista de Administração da UFSM, 7(1), 117-134.

Corrêa, E. D. L.; Silva, W. A. C.; Pinheiro, J. L.; Melo, A. A. D. O. (2015). Estrutura de propriedade e criação de valor em companhias brasileiras. Tourism & Management Studies, 11(2), 130-137.

Cosenza, J. P.; Paula, M M de, Laurencel, L da C.; Barreto, P. S. (2016). Análise das características e similaridades presentes na produção científica dos congressos ANPCONT 2007-2014. Revista Contemporânea de Contabilidade, 13(28), 19-56.

Crepaldi, A. F.; Ferreira, F. F.; Rodrigues, J de S. (2012). Gestão & Produção, 19(4), 793-809.

Cruz, A P C da, Espejo, M M dos S. B.; Costa, F.; Almeida, L. B. de. (2011). Perfil das redes de cooperação científica: Congresso USP de Controladoria e Contabilidade - 2001 a 2009. Revista Contabilidade & Finanças, 22(55), 64-87. CVM – Comissão de Valores Mobiliários (2017). Mercado de capitais. Recuperado em: < http://www.cvm.gov.br/>.

CVM – Comissão de Valores Mobiliários (2017). Mercado de capitais. Recuperado em: < http://www.cvm.gov.br/>.

Dallabona, L. F.; Utzig, M. J. S.; Moura, G D de; Zonatto, V.; Ribeiro, M. J. (2011). Retrospectiva dos quatro anos de Anpcont: análise dos aspectos metodológicos e perfil dos congressistas. Advances in Scientific and Applied Accounting. 4(3), 406-432.

Diehl, C. A.; Macagnan, C. B.; Zanini, F. A. M.; Wickboldt, L. A. (2010). Metodologias em artigos de finanças sobre dividendos nos periódicos brasileiros Qualis/Capes a partir de B2. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, 4(2), 18-35.

Dionne, G. (2013). Risk management: history, definition, and critique. Risk Management and Insurance Review, 16(2), 147-166.

Durisin, B.; Puzone, F. (2009). Maturation of corporate governance research, 1993-2007: an assessment. Corporate Governance: An International Review, 17(3), 266-291.

Faria, E. R. de, Andrade, L P de; Gonçalves, M. A. (2015). Metodologias e temas pesquisados em finanças: uma análise bibliométrica nos principais periódicos do Brasil. Revista Administração em Diálogo, 17(3), 172-191.

Ferreira, M. P.; Falaster, C. (2016). Uma análise comparativa dos fatores de rejeição nos periódicos de diferentes estratos de administração. Revista de Administração Contemporânea, 20(4), 412433.

Ferri, M da S.; Soares, R. O. (2009). Investidores institucionais e o foco no curto prazo: um estudo nas empresas negociadas na Bovespa. Revista Contabilidade Vista & Revista, 20(4), 15-30.

Fialho, J. M. R. (2014). Análise de redes sociais: princípios, linguagem e estratégias de ação na gestão do conhecimento. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, 4(Número Especial), 9-26.

Fonseca, R.; Utrero, N. (2017). Financial markets and firm size: The role of employment protection laws and barriers to entrepreneurship. Applied Economics, 49(26), 2515-2531.

Francisco, E de R. (2011). RAE-eletrônica: exploração do acervo à luz da bibliometria, geoanálise e redes sociais. Revista de Administração de Empresas, 51(3), 280-306.

Furuta, F.; Santos, A dos. (2010). Comitê de Auditoria versus Conselho Fiscal adaptado: a visão dos analistas de mercado e dos executivos das empresas que possuem ADRs. Revista Contabilidade & Finanças, 21(53), 1-23.

Gonçalves, J. C.; Batista, B. L. L.; Macedo, M A da S.; Marques, J A V da C. (2014). Análise do impacto do processo de convergência às normas internacionais de contabilidade no Brasil: um estudo com base na relevância da informação contábil. Revista Universo Contábil, 10(3), 25-43.

Gonçalves, T. A.; Lima, N. C.; Oliveira, S.; Oliveira, M.; Queiroz, J. V. (2012). Corporate governance in financial strategy of companies listed in Bovespa. International Journal of Business and Commerce, 2(12), 24-39.

Guedes, V L da S.; Santos, M J V da C. (2013). Recorrência de nominalizaçôes deverbais em resumos de cartas científicas em língua portuguesa e a indexaçâo temática. Lingüística, 29(1), 37-57.

Herling, L. H. D.; Moritz, G de O.; Lima, M V A de; Pereira, M. F. (2014). Análise da produção científica brasileira na área de finanças: panorama do Qualis A. Revista de Administração FACES, 13(4), 76-89.

Herling, L. H. D.; Moritz, G de O.; Soares, T. C.; Lima, M V A de. (2015). Produção científica em finanças: mapeamento das publicações em periódicos Qualis A no Brasil. Revista de Ciências da Administração, 17(41), 51-64.

Kimura, H. (2003). Aspectos comportamentais associados às reações do mercado de capitais. RAE-eletrônica, 2(1), 1-14.

Krugman, P. (2010). A crise de 2008 e a economia da depressão. Revista de Economia Política, 30(1), 180-182.

Leal, R. P. C.; Almeida, V de S; Bortolon, P. M. (2013). Produção científica brasileira em finanças no período 2000-2010. Revista de Administração de Empresas, 53(1), 046-055.

Leal, R. P. C.; Oliveira, J de; Soluri, A. F. Perfil da pesquisa em finanças no brasil. Revista de Administração de Empresas, 43(1), 91-104.

Leal, R. P. C.; Saito, R. Finanças corporativas no Brasil. Revista de Administração de Empresas, 2(2), 1-15.

Leite Filho, G. A.; Siqueira, R. L. (2007). Revista Contabilidade & Finanças USP: uma análise bibliométrica de 1999 a 2006. Revista de Informação Contábil, 1(2), 102-119.

Malacrida, M. J. C.; Yamamoto, M. M. (2006). Governança corporativa: nível de evidenciação das informações e sua relação com a volatilidade das ações do Ibovespa. Revista Contabilidade & Finanças, 17(SPE), 65-79.

Marques, F. C. R. (2010). Maximização de Lucros em Investimentos: uma abordagem a partir do MACD com o emprego de algoritmos genéticos e lógica fuzzy. Dissertação (Mestrado em Modelagem Matemáticae Computacional). CEFET, Belo Horizonte, 2010.

Martins, H. C.; Rodrigues, S. B. (2005). Atributos e papéis dos conselhos de administração das empresas brasileiras. Revista de Administração de Empresas, 45(SPE), 23-35.

Matsuda, P. M.; Donadone, J. C. (2015). A mudança da carreira dos dirigentes após o processo de privatização: estudo de caso no setor elétrico paulista. Gestão & Produção, 22(2), 419-430.

Mello, C M de; Crubellate, J. M.; Rossoni, L. (2010). Dinâmica de relacionamento e prováveis respostas estratégicas de programas brasileiros de pós-graduação em administração à avaliação da capes: proposições institucionais a partir da análise de redes de co-autorias. Revista de Administração Contemporânea, 14(3), 434-457.

Pimenta, A.; Fama, R. (2014). Behavioral finance: a bibliometric mapping of academic publications in USA since 1993. Recuperado em: .

Pucheta‐Martínez, M. C.; García‐Meca, E. (2014). Institutional investors on boards and audit committees and their effects on financial reporting quality. Corporate Governance: An International Review, 22(4), 347-363.

Régis, H. P.; Bastos, A. V. B.; Dias, S. M. R. C. (2007). Redes sociais informais: análise das redes de amizade, de informação e de confiança em incubadoras de base tecnológica no Recife. Revista Psicologia Organizações e Trabalho, 7(1), 31-56.

Ribeiro, H. C. M. (2014). Corporate governance versus corporate governance: an international review: uma análise comparativa da produção acadêmica do tema governança corporativa. Revista Contemporânea de Contabilidade, 11(23), 95-116.

Ribeiro, H. C. M. (2015). Particularidades da produção acadêmica publicada na Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos no período de 2004 a 2014. Revista Contabilidade Vista e Revista, 26(3), 80-105.

Ribeiro, H. C. M. (2017). Produção acadêmica dos artigos publicados em revistas científicas nacionais disponibilizadas na base Atena sobre o tema gestão de riscos de 2000 a 2015. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 5(1), 75-93.

Ribeiro, H. C. M.; Costa, B. K.; Ferreira, M. P. (2015). Governança corporativa nos esportes: análise dos últimos 23 anos de produção acadêmica em periódicos internacionais. Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, 12(2), 135-154.

Ribeiro, H. C. M.; Junior, C. M.; de Souza, M. T. S.; de Abreu Campanário, M.; Corrêa, R. (2012). Governança corporativa: um estudo bibliométrico da produção científica das dissertações e teses brasileiras. Contabilidade, Gestão e Governança, 15(3), 52-70.

Rocha, D T da; Cruz, J. A. W.; Azevedo, M B de; Andrich, R. G.; Tardelli, M.; Abdalla, K. G. M. Z. (2014). Pensar Contábil, 16(60), 23-31.

Rossoni, L.; Guarido Filho, R. (2007). Cooperação interinstitucional no campo da pesquisa em estratégia. Revista de Administração de Empresas, 47(4), 1-15.

Rossoni, L.; Hocayen-da-Silva, A. J.; Ferreira Júnior, I. (2008). Aspectos estruturais da cooperação entre pesquisadores no campo de administração pública e gestão social: análise das redes entre instituições no Brasil. Revista de Administração Pública, 42(6), 1041-1067.

Ruas, T. L.; Pereira, L. (2014). Como construir indicadores de Ciência, Tecnologia e Inovação usando Web of Science, Derwent World Patent Index, Bibexcel e Pajek? Perspectivas em Ciência da Informação, 19(3), 52-81.

Santos, J O dos; Santos, J A R dos. (2005). Mercado de capitais: racionalidade versus emoção. Revista Contabilidade & Finanças, 16(37), 103-110.

Seidler, J. C. O.; Decourt, R. F. (2014). Gerenciamento de resultados: análise bibliométrica dos estudos científicos nacionais no período de 2006 a 2013. Registro Contábil, 5(2), 21-48.

Silva, A. D. (2004). Governança corporativa, valor, alavancagem e política de dividendos das empresas brasileiras. Revista de Administração da USP, 39(4), 348-361.

Szüster, N.; Szüster, F. R.; Szüster, F. (2005). Contabilidade: atuais desafios e alternativa para seu melhor desempenho. Revista Contabilidade & Finanças, 16(38), 20-30.

Titman, S. (2013). Financial markets and investment externalities. The Journal of Finance, 68(4), 1307-1329.

Vieira, T. R. C.; Pereira, A. N. (2009). Finanças comportamentais no Brasil: um estudo bibliométrico (2001-2007). Revista de Gestão USP, 16(4), 45-59.

Zaman, M.; Hudaib, M.; Haniffa, R. (2011). Corporate governance quality, audit fees and NonAudit services fees. Journal of Business Finance & Accounting, 38(1‐2), 165-197.