Compreensões Acerca do Conceito de Controle Social Outros Idiomas

ID:
47201
Resumo:
Sabe-se que existem inúmeras conceitualizações e aplicações diversas de “Controle Social”, as quais levam em consideração distintos fatores pelo mundo. Nesta pesquisa optou-se por desenvolver uma sistematização conceitual das diferentes contribuições científicas disponíveis sobre “Controle Social” no Brasil, especificamente na área de Planejamento Urbano e Regional/Demografia – PUR. Trata-se de um estudo teórico, de caráter descritivo e exploratório, desenvolvido por meio de uma revisão integrativa de literatura. As bases de dados pesquisadas levaram em consideração periódicos conceituados, classificados dentre as melhores estratificações utilizadas pelas instituições científicas brasileiras, e como recorte optou-se pela avaliação da área de “Planejamento Urbano e Regional/ Demografia – PUR”. Na análise temática foram identificadas as Categorias Teóricas do Controle Social, que são a Democracia, a Cidadania e a Gestão Social. Com base nos resultados das concepções teóricas avaliadas nas publicações científicas brasileiras, o Controle Social da sociedade sobre o Estado é o processo de aprimoramento da democracia deliberativa, mediante o ato de controlar as ações do Estado na esfera pública por meio do exercício efetivo da cidadania. Sua abrangência comporta todos os canais (formais e informais) e ações empreendidas pela sociedade para ampliar o desenvolvimento do poder local e das demais escalas, bem como controlar a atuação do Estado no ciclo das políticas públicas.
Citação ABNT:
SILVA, F. R.; CANÇADO, A. C.; SANTOS, J. C. D. Compreensões Acerca do Conceito de Controle Social . Desenvolvimento em Questão, v. 15, n. 41, p. 24-58, 2017.
Citação APA:
Silva, F. R., Cançado, A. C., & Santos, J. C. D. (2017). Compreensões Acerca do Conceito de Controle Social . Desenvolvimento em Questão, 15(41), 24-58.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21527/2237-6453.2017.41.24-58
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/47201/compreensoes-acerca-do-conceito-de-controle-social-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ALVAREZ, M. Controle Social: notas em torno de uma noção polêmica. São Paulo em Perspectiva [on-line], São Paulo, SP, v. 18, n. 1, p. 168-176, jan./mar. 2004.

ANJOS, F.; CALDAS, N. Controle social e políticas públicas no espaço rural brasileiro. In: PEDRINI, D.; ADAMS, T.; SILVA, V. (Org.). Controle social de políticas públicas: caminhos, descobertas e desafios. São Paulo: Paulus. 2007. p. 151-177.

AVRITZER, L. Apresentação. In: PEDRINI, D. M.; ADAMS, T.; SILVA, V. R. da. (Org.). Controle social de políticas públicas: caminhos, descobertas e desafios. São Paulo: Paulus. 2007. p. 7-9.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 1. ed. rev. e ampl. São Paulo: Edições 70, 2011.

CANÇADO, A. C.; PEREIRA, J. R.; TENÓRIO, F. G. Gestão social: epistemologia de um paradigma. 2. ed. Curitiba, PR: CRV, 2015.

CANÇADO, A. C.; RIGO, A. S. Fundamentos teóricos da gestão social: aprofundando a discussão. In: FERREIRA, M. A. M. (Org.). Administração pública, economia solidária e gestão social: limites, desafios e possibilidades. Viçosa, MG: UFV. 2014. p. 54-82.

CARVALHO, J. M. Cidadania no Brasil: o longo caminho. 10. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

CASTRO, J. N. de. O controle social nos consórcios públicos. In: PIRES, M. C. S.; BARBOSA, M. E. B. (Coord.). Consórcios públicos: instrumento do federalismo cooperativo. Belo Horizonte: Fórum, 2008. p. 339-353.

CORREIA, M. V. C. Controle social. In: ESCOLA POLITÉCNICA DE SAÚDE JOAQUIM VENÂNCIO – EPSJV (Org.). Dicionário da educação profissional em saúde. Rio de Janeiro: EPSJV, 2006. p. 66-73.

DAHL, R. Poliarquia: participação e oposição. São Paulo: Editora da Universidade Federal de São Paulo, 2012.

DAHL, R. Sobre a democracia. Brasília: Ed. da Universidade de Brasília, 2009.

FERREIRA, R do N. et al. Governança pública: transparência, controle e accountability sob a ótica da teoria do agente. In: PEREIRA, J. R. et al (Org.). Gestão social e gestão pública: interfaces e delimitações. Lavras: Ed. Ufla, 2011. p. 119-132.

GANONG, L. H. Integrative reviews of nursing. Rev Nurs Health, Índia, v. 10, n. 1, p. 1-11. 1987.

LÜCHMANN, L. A representação no interior das experiências de participação. Lua Nova, n. 70, p. 139-170, 2007.

MACHADO, L M de. O.; MEDEIROS, M. R. A. de. O exercício do controle social da política de assistência social em municípios do Rio Grande do Sul: um desafio a ser enfrentado pela sociedade civil. In: PEDRINI, D. M.; ADAMS, T.; SILVA, V. R. da. (Org.). Controle social de políticas públicas: caminhos, descobertas e desafios. São Paulo: Paulus. 2007. p. 113-132.

MARTINS, C. Governabilidade e controles. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro: Editora Fundação Getúlio Vargas, v. 23, p. 5-20, 1º trim. jan. 1989.

PINHO, J. A. G. de. Gestão social: conceituando e discutindo os limites e possibilidades reais na sociedade brasileira. In: RIGO, A. S. et al. (Org.). Gestão social e políticas públicas de desenvolvimento: ações, articulações e agenda. Recife: Univasf, 2010. p. 21-52.

PINTO, L. M. R. S. Considerações acerca do papel do controle da gestão pública à luz do paradigma do estado democrático de direito. In: PIRES, M. C. S.; BARBOSA, M. E. B. (Coord.). Consórcios públicos: instrumento do federalismo cooperativo. Belo Horizonte: Fórum, 2008. p. 301-314.

SARAVIA, E. J. Introdução à teoria da política pública. In: SARAVIA, E. J.; FERRAREZI, E. (Org.). Políticas públicas. Coletânea. Brasília: Enap, 2006. p. 21-42.

SILVA, V. R. da. Controle Social de políticas públicas: uma reflexão sobre os resultados da pesquisa. In: PEDRINI, D. M.; ADAMS, T.; SILVA, V. R. da. (Org.). Controle social de políticas públicas: caminhos, descobertas e desafios. São Paulo: Paulus, 2007. p. 179-205.

SILVA, V. V. A relação entre satisfação no trabalho e saúde mental do trabalhador: uma revisão integrativa. 2008. 145f. Dissertação (Mestrado em Promoção de Saúde) – Universidade de Franca, Franca, SP, 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 out.2014.

SIQUEIRA, R. et al. Conselho de segurança alimentar e nutricional: análise do controle social sobre a política estadual de segurança alimentar e nutricional no Estado do Espírito Santo. Saúde soc. [on-line], São Paulo, v. 20, n. 2, p. 470-482, abr./jun. 2011.

SPINK, P.; TEIXEIRA, M. A. C. Controle Social e controle institucional: um diálogo necessário. In: CARNEIRO, J. M. B.; DANTAS, H. (Org.). Parceria social público privada: textos de referência. São Paulo: Oficina Municipal, 2012. p. 359-373.

SZAZI, E. Sociedade civil, conselhos e políticas públicas: os âmbitos do terceiro setor. In: CARNEIRO, J. M. B.; DANTAS, H. (Org.). Parceria social público-privada: textos de referência. São Paulo: Oficina Municipal, 2012. p. 303-325.

TEIXEIRA, M. A. C. Estado, governo e administração pública. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2012.

VENDRUSCOLO, C.; PRADO, M. L. do; KLEBA, M. E. Formação de recursos humanos em saúde no Brasil: uma revisão integrativa. Educ. ver. [on-line], v. 30, n. 1, p. 215-244, 2014.

WEBQUALIS. Sistema Integrado da Capes. Disponível em: . Acesso em: 30 mar.2015.

WHITTEMORE, R.; KNAFL K. The integrative review: updated methodology. Journal of Advanced Nursing, 52, n. 5, p. 546-553, 2005.